Os 17 melhores restaurantes e hotéis em Madrid

Está a pensar visitar a capital do país vizinho? Estas são as nossas sugestões de restaurantes e hotéis em Madrid, para que a sua visita seja um sucesso.

Os 17 melhores restaurantes e hotéis em Madrid
Estas são as nossas escolhas na capital espanhola

A cidade de Madrid convida à descoberta. Se está a pensar visitar a capital do país de nuestros hermanos, preparámos um pequeno guia com os melhores restaurantes e hotéis de Madrid para ajudar a preparar uma viagem de sonho à capital espanhola. 


5 ótimos hóteis em Madrid...


The Principal Madrid

A excelente localização deste hotel boutique, na Gran Via, é uma das suas mais valias, mas os clientes não esquecem o maravilhoso terraço com vistas sobre a cidade, onde pode se pode desfrutar de uma bebida no seu bar de cocktails. Os 76 quartos estão equipados com todas as valências e mimos que se podem esperar num 5 estrelas. 

 

Hotel Villa Magna

Situado no movimentado Paseo de la Castellana, o Villa Magna é uma excelente escolha para alojamento na cidade. Este luxuoso 5 estrelas é famoso pelo seu excelente serviço e pelo cuidado que dedica a cada cliente, fazendo valer cada estrela que hostenta.

 

Jardin de Recoletos

Jardin de Recoletos é a escolha indicada para quem não quer ficar perto da confusão, contudo, a sua localização é excelente para quem quer explorar a zona dos museus. Com quartos amplos e bem equipados, com wifi e serviço de estacionamento pago, o Jardin dos Recoletos é uma óptima escolha.

 

Relais et Châteaux Orfila

Este boutique hotel de 5 estrelas está muito bem localizado a uma curta distância da Gran Vía. Maravilhosamente decorado, o Orfila prima pelo bom gosto da decoração das áreas comuns e dos quartos, bem espaçosos e totalmente equipados. Nos meses mais quentes, o restaurante abre uma esplanada no seu pátio interior, o que lhe empresta uma adorável atmosfera romântica. Com o selo de garantia Relais et Châteaux pode ter certeza que este hotel é um templo de bom gosto e conforto à espera do viajante mais exigente. 

 

Equity Point Madrid Hostel

Para quem procura uma alternativa mais em conta, o Equity Point Hostel de Madrid é uma excelente escolha. À imagem de outros Equity Points como o de Lisboa, Barcelona, ou Marraquexe, a unidade de Madrid está muito bem localizada, no centro da cidade, bem perto da plaza del sol. O edifício que alberga o hostel impressiona os visitantes, em particular com a sua fantástica escadaria central. Disponibiliza wifi nas áreas comuns e serve um pequeno almoço continental muito completo. 



...e os 12 melhores restaurantes de Madrid


LA TASQUITA DE ENFRENTE

La Tasquita

O chef e responsável pela gestão do espaço é Juanjo López Bedmar, que em 1999 reabriu um espaço originalmente fundado pelo pai, há meio século atrás. A sala possui apenas 30 lugares, pelo que convém reservar mesa antes de se dirigir ao restaurante.

Curiosidade: o nome deste espaço foi inspirado por outro restaurante igualmente famoso (ou mais!): "La Grand Tasca", que foi inaugurado nos anos 40 na Calle Ballesta, mas entretanto se relocalizou.
 

HORTENSIO

Este espaço situado junto ao Paseo de la Castellana abriu portas há apenas um ano (fevereiro de 2015), sob a batuta do chef Mario Vallés. 

Curiosidade: Mario Vallés é um ex-judoca colombiano, que chegou a representar o seu país nos Jogos Olímpicos de Atenas, em 2004. Uma trágica lesão acabou com a sua carreira na artes marciais e deu ao mundo um talentoso chef, que estagiou no “El Celler de Can Roca” e no “George V”, em Paris, antes de abrir o seu próprio espaço.


LA CATAPA

Esta pequena taberna típica, localizada bem próximo do popular Parque do Retiro, dedica-se “ao mundo do vinho e das refeições tradicionais da cozinha espanhola, às quais acrescenta um toque de imaginação e bom gosto, respeitando os produtos e as épocas”. Recomendam-se as favinhas com carabineiros, as navalheiras e a ensaladilla com faisão.

Dica: a reserva prévia de mesa é absolutamente fundamental.
 

IZARIYA

izariya

O chef à frente deste espaço é Masahito Okazoe, que já possui três outros restaurantes no Japão, em Koche, Kobe e Ginza. Naquele que é o seu primeiro restaurante fora da terra natal, serve 4 menus kaiseki (de degustação), que conciliam sushi com a cozinha tradicional do Japão.  O "Izariya" tem apenas sete lugares ao balcão e quatro mesas, pelo que, mais uma vez, recomendamos reserva prévia.  


RONDA14

Esta "cozinha de fusão nikkei-asturiana" é liderada pelo chef peruano Mário Céspedes, adepto dos ingredientes vindos do Norte de Espanha, que utiliza até em receitas típicas do Peru. Segundo a "Metrópoli", este profissional "tem uma visão sem preconceitos de pratos como o tiradito, o sushi, o ceviche ou a causa (um prato típico peruano)".

Curiosidade: este projeto teve início em Avilés, nas Astúrias, e só no último ano chegou ao bairro de Salamanca, em Madrid.

 
THE TABLE BY 

A cada seis semanas, este inovador projeto, desenvolvido pela agência "Better" e assessorado por Rafaela Ansón, filha do presidente da Real Academia de Gastronomia, transforma o piso térreo do "Urso Hotel" num restaurante diferente. Tudo muda: a decoração, o serviço, a carta de vinhos e, sobretudo, o menu.

Curiosidade: por esta(s) cozinha(s) já passaram vários jovens chefs promissores, oriundos de várias regiões de Espanha – ex.: Diego Fernandez, premiado no festival Madrid Fúsion por ter sido o autor do "melhor croquete de presunto ibérico do mundo", e chef proprietário do restaurante "Regueiro" (em Tox, nas Astúrias), considerado o restaurante mais inovador de 2015 pelo colégio de críticos asturiano. 
 

CARAY

caray

Neste espaço sofisticado e cosmopolita, a cozinha é gerida pelo chef Miguel Ángel Román, também à frente do restaurante familiar “La Montería”, situado perto do parque do Retiro. Por isso mesmo, não podia deixar de fazer parte desta lista de restaurantes e hotéis em Madrid.
 

Casa Lucio

Entre a lista de clientes regulares deste restaurante na Calle Cava Baja contam-se o ex-presidente norte-americano Bill Clinton, a estrela de cinema Penélope Cruz e o Rei Juan Carlos. Situado no coração da Latina, a Casa Lucio é uma instituição madrilena, - por supuesto! - que conta na sua clientela com reis, princesas e chefes de estado. A razão? Uma cozinha aprimorada e fiel às origens. Perca-se com as entradas, começando nos gloriosos huevos rotos e terminando nas croquetas de presunto, mas guarde lugar para o glorioso salomillo...
 


El Sobriño de Botin

Este é o mais velho restaurante do mundo. Se se convencionou dizer que a idade não é um posto, quando se trata do Botin, tal máxima não se aplica. A provecta cozinha do Botin é uma guardiã dos segredos da culinária espanhola. O restaurante favorito de Hemingway - durante a Guerra Civil Espanhola - conserva uma atmosfera de outros tempos. É famoso pelos seus assados, de onde se destaca o suculento e afamado cochinillo (leitão).
 


Alma de Julián Becerro

alma

Na Latina encontra-se esta loja, que também é um bar de tapas, com um ambiente familiar e que está de portas abertas há quase um século. Os seus presuntos, salpicões, chorizos e salames são de qualidade reconhecida. É perfeito para uma tapa de fim de tarde, acompanhando um copo de vinho ou uma caña bem gelada de cerveja. Deixe passar as horas enquanto degusta um prato de azeitonas, demolha o pão fresco em azeite virgem, ou petisca um prato do genuíno presunto ibérico, cortado em fatias tão finas que se tornam translúcidas...
 


Taberna la Bola

Este restaurante clássico de Madrid é considerado o berço do famoso cocido madrileño, um primo do nosso cozido, que é um dos pratos preferidos dos habitantes da cidade. La Bola continua a ser gerida pela mesma família que fundou a casa no século XIX e o cocido (só se serve ao almoço) contínua a ser cozinhado na lenha em potes de barro. Todo este pedigree deu-lhe uma aura de instituição, que transparece numa certa arrogância e complacência com que alguns dos empregados tratam os turistas.
 


Mercado de San Miguel

Talvez parta para Madrid a sonhar com uma tortilla de cebola, um prato de calamares estaladiços, um pincho, uns cogumelos salteados ou uns revueltos com gambas... Se sonha com tapas, então nós encontramos o espaço ideal para si: o Mercado de San Miguel, a meca dos foodies madrileños. 

Este é o coração gastronómico de Madrid, que se localiza a dois passos da Plaza Mayor. Transformado em 2009, o Mercado de San Miguel, com sua oferta variada de gastronomia e sabores de Espanha, é local de visita obrigatória para quem visita a cidade de Madrid e quer provar o que o país tem para oferecer: vinhos, charcutaria, queijos, azeitonas, tapas variadas, doces e cervejas artesanais.

Veja também: