Riscos da dieta sem glúten que deve conhecer

Os alimentos gluten-free podem não ser tão saudáveis quanto pensávamos. Um estudo recente veio revelar os riscos da dieta sem glúten. Saiba quais são.

Riscos da dieta sem glúten que deve conhecer
Os alimentos sem glúten ganharam uma forte presença no mercado

O glúten é uma proteína que se pode encontrar no trigo, centeio e na cevada. Há muita gente que consome alimentos sem glúten por ser intolerante a esta proteína, sofrendo de doença celíaca, mas há quem o faça por outros motivos. Contudo, um estudo recente veio alertar para os riscos da dieta sem glúten.

Riscos da dieta sem glúten: sim, eles existem

Era frequente ver-se os alimentos sem glúten numa parte mais escondida dos supermercados. No entanto, nos últimos anos, estes alimentos adquiriram imensa popularidade e passaram a ter uma maior presença não só nos supermercados, como nos restaurantes.

Esta oferta é muito importante para quem sofre de doença celíaca. Esta é uma doença autoimune vulgar, sendo que estudos indicam que 1 em cada 100 pessoas em todo o mundo sofre desta condição, mas apenas 25% das pessoas que têm doença celíaca foram diagnosticadas.

Mas há também quem opte por uma dieta livre de glúten por outros motivos: para perder peso, ter mais energia, ou apenas para se sentir mais saudável. Esta dieta tem adeptos famosos como Gwyneth Paltrow, Miley Cyrus ou Victoria Beckham.

Adotar este regime significa abdicar de alimentos tradicionais como pão, cereais, massa, pizza e cerveja. Veja aqui de que forma é que os alimentos sem glúten podem prejudicar a saúde.

Gluten

Estudo alerta para o impacto de uma dieta sem glúten

Um estudo recentemente divulgado pela European Society for Paediatric Gastroenterology Hepatology and Nutrition reporta que o consumo de alimentos sem glúten pode não ser saudável devido ao facto de estes alimentos conterem elevados níveis de açúcar e gordura e baixos níveis de proteína.

Os investigadores que levaram a cabo este estudo avaliaram o conteúdo de 654 alimentos sem glúten, tendo comparado os mesmos com 655 produtos com glúten.

As principais conclusões da investigação foram as seguintes:

  • Pão sem glúten tem maiores níveis de lípidos e gorduras saturadas;
  • Massa sem glúten tem menor quantidade de açúcar e proteína;
  • Biscoitos sem glúten têm baixos níveis de proteína e elevados níveis de lípidos.

A pesquisa concluiu que os alimentos sem esta substância têm maior conteúdo energético. Por outro lado, os investigadores puderam perceber que alimentos com glúten têm três vezes mais proteína do que os que não têm glúten. Alimentos contendo farinha (como massa, pão e pizza) têm elevado conteúdo proteico.

Massa

O estudo indica também que não consumir estes alimentos pode ter um impacto negativo no desenvolvimento das crianças, podendo o consumo de produtos sem glúten estar associado a um aumento da obesidade infantil.

Os especialistas que elaboraram esta investigação sobre os riscos da dieta sem glúten realçaram ainda que muitos dos produtos alimentares gluten-free estão mal rotulados, não explicando de forma clara a sua composição no rótulo. Desta forma, os consumidores não conseguem ter uma noção de como estes produtos podem impactar a saúde.

Veja também:

Ana Duarte Ana Duarte

Jornalista e gestora de comunicação no projeto Patient Innovation, Ana Duarte é mestre em Ciências da Comunicação, pela Universidade do Porto. A sua paixão pela escrita começou cedo, quando aprendeu a escrever e começou a criar os seus próprios jornais. Interessa-se por tecnologia, desporto, cinema e literatura.