Roteiro de 3 dias em Amesterdão

Prepare-se para ficar a conhecer algumas das mais elogiadas e surpreendentes atrações turísticas de Amesterdão, com este original roteiro de 3 dias.

Uma explosão de história, cultura, espaços verdes e muita diversão

Com um roteiro de três dias em Amesterdão não irá ficar a conhecer a fundo todos os encantos que esta pequena e deliciosa cidade tem para lhe oferecer. No entanto, já dará para compreender porquê que este é um dos destinos mais queridos e visitados do mundo, com admiradores incondicionais e verdadeiros apaixonados que aproveitam qualquer oportunidade para lá regressar.

Amantes de arte e história, românticos incuráveis e até ecologistas empedernidos, todos vão encontrar nesta pitoresca cidade vários pontos de interesse absolutamente irresistíveis. Além disso, com o nosso roteiro de três dias em Amesterdão vai descobrir uma pequena joia que não só se distingue pela invejável tolerância, como conjuga um ambiente calmo e descontraído com toda a animação e vantagens de uma grande cidade. Siga-nos!


A preparação para uma visita inesquecível

Para planear apropriadamente a visita a uma cidade tão especial e com tão grande oferta de atrações como Amesterdão, convém escolher adequadamente a data em que entramos no avião e o local onde desembarcamos. Assim, para o ajudar nessa fase inicial de preparação da viagem, seguem alguns elementos imprescindíveis, como as condições meteorológicas, os acontecimentos previstos ao longo do ano e qual o aeroporto para si.



Amesterdão; um clima equilibrado, mas imprevisível

Apesar de ser uma das cidades mais chuvosas da Europa, sem nunca atingir temperaturas muito elevadas, Amesterdão assegura também períodos bem solarengos, que convidam a apetitosos passeios ao ar livre – ainda que a nossa sugestão seja que leve sempre um guarda-chuva.

Para que possa selecionar a altura do ano em que mais lhe agradam as condições meteorológicas, aqui ficam algumas indicações gerais. Boa sorte! 

temperatura


Amesterdão: o difícil vai ser escolher

Com uma oferta incomparável de eventos ao longo de todo o ano, o complicado vai ser escolher qual a melhor estação para fazer uma escapadinha a Amesterdão: afinal, entre festivais, concertos e outras ações, o que não faltam são alternativas para todos os gostos.

ara o ajudar a selecionar a data da sua visita, de seguida apresentamos uma breve compilação daquelas que nos pareceram as mais originais e animadas até ao final do ano de 2016 e início de 2017. Divirta-se a escolher as que mais lhe agradam.



19 a 21 outubro 2016  – Amesterdam Dance Event (ADE)

Este é o paraíso para os amantes da música eletrónica e de dança. Sim, porque o ADE não é só considerada a mais importante conferência europeia de música eletrónica, como é ainda o maior festival de música de dança do mundo! Prepare-se para mais de 400 eventos e festas, espalhados por toda a cidade: esperamos que tenha genica para aguentar o ritmo!



01 a 03 dezembro 2016  – Amesterdam Light Festival

Cá está uma belíssima forma de ficar a conhecer os canais e o pitoresco centro da cidade de Amesterdão. De facto, a partir do início do mês de dezembro, não só vai poder observar inacreditáveis iluminações destes e de outros locais criteriosamente selecionados, como ainda extraordinárias esculturas de luz levadas a cabo por artistas locais e internacionais. A nossa sugestão é que opte por um dos cruzeiros “Water Colours”, especificamente pensados para o efeito: desfrute do espetáculo bem de perto!



A partir de 21 janeiro – Dia Nacional da Tulipa

Todos os anos, a primavera é recebida pelos holandeses com um impressionante jardim temporário que alberga cerca de 200.000 tulipas! Aproveite a oportunidade: dirija-se à Dam Square e colha a sua tulipa grátis, juntando-se às mais de dez mil pessoas que o fazem anualmente. Um espetáculo e uma experiência imperdíveis.



4 março – O Espírito de Amesterdão

É um apreciador do mais famoso líquido âmbar do mundo? Então não deixe escapar este evento de celebração internacional do Whisky: são mais de 500 variedades, que vão das inevitáveis marcas escocesas e holandesas até às mais exóticas, provenientes do Japão, Tailândia e Índia. Entre degustações e masterclasses, temos a certeza que se vai divertir.



27 abril  – Dia do Rei

Se gosta de cor e animação, este é um dia que não pode mesmo perder: das ruas às pessoas, passando até pelos animais, prepare-se para uma verdadeira explosão cor de laranja que vai cobrir tudo e todos. Mas esta demonstração de orgulho pela família real holandesa, que tem lugar precisamente no dia de aniversário do rei, não para por aqui: nesta altura vai encontrar os melhores eventos, ações e oportunidades da cidade, tudo para lhe assegurar momentos verdadeiramente inesquecíveis.



2 a 5 junho – Taste of Amesterdam

Todos os anos, o Amstelpark se transforma num destino imperdível para os amantes da boa gastronomia e de diversão em geral. Este ano não vai ser exceção: são quatro dias de um apetitoso festival, durante o qual vai poder saborear alguns dos mais gabados e reconhecidos pratos desenvolvidos por top chefs dos melhores restaurantes da cidade. Aproveite ainda para espreitar os muitos outros eventos, ações e até um mercado que vão fazer as delícias de quem aprecia o universo da boa comida e bebida.



11 a 20 agosto  – Grachtenfestival Amsterdam

Este é um dos pontos fortes da agenda cultural de Amesterdão: tendo como pano de fundo o circuito histórico dos canais da cidade, este festival de dez dias apresenta uma impressionante oferta de concertos de música clássica, localizados em alguns dos mais belos e marcantes cenários, perto ou mesmo sobre a água.



16 e 17 setembro  – Dam Tot Damloop

Ora, cá está uma sugestão pensada com os desportistas em mente: trata-se de um fim de semana durante o qual a corrida e o desporto são reis e senhores: a prova estrela é uma maratona de 16,1km, de Amesterdão a Zaandam, que chama à cidade cerca de 35.000 participantes – este ano, a cereja em cima do bolo é a adição de uma corrida de 8km, a ter lugar no sábado à noite.

Além disso, pode ainda contar com um programa paralelo, no qual se preveem não só várias outras corridas para todos os gostos e feitios, como também uma interessante variedade de performances ao vivo durante as provas.
 

Amesterdão: onde vou aterrar?

Quem viaja para Amesterdão de avião vai passar obrigatoriamente pelo Aeroporto Internacional de Schiphol, o quarto maior aeroporto da Europa e um dos mais movimentados a nível de passageiros e carga.

Situado bem perto do centro da cidade (cerca de 9km), este espaço alberga uma estação de comboios e dispõe de um extensa rede de linhas de autocarro que lhe vão assegurar uma rápida viagem até ao seu destino. Claro que também existe uma oferta de táxis, mas o que nós recomendamos mesmo é o comboio: rápido, fácil e barato!
 

Roteiro de 3 dias pela cidade de Amesterdão

Feita esta primeira abordagem à cidade, podemos agora apresentar-lhe um animado roteiro de 3 dias em Amesterdão. Parta à descoberta de inesquecíveis localizações históricas, impressionantes destinos ligados à arte e cultura, deslumbrantes áreas de lazer e relaxamento e muito, muito mais.

Antes de começar, deixamos-lhe apenas uma sugestão: para uma experiência verdadeiramente única, opte por deslocar-se de bicicleta. Não se vai arrepender!


dia 1

Se há cidades plenas de espaços com relevância histórica, Amesterdão é uma delas. E nem estamos a falar apenas dos museus, que deixamos para um segundo dia: falamos mesmo de edifícios e outras localizações que nos impressionam pela própria imponência e importância que assumiram, pelos eventos que albergaram, pelas pessoas que lá viveram ou pelas emoções que conseguem despertar em todos aqueles para quem é sempre importante manter um estreito contacto com a História. Se é o seu caso, venha connosco!



Centraal Station

Considerada o coração da cidade, não há melhor sítio para começar uma visita a Amesterdão do que a sua Central Staation. O impressionante edifício, construído entre 1881 e 1889, é a principal estação ferroviária da cidade: por ele passam, diariamente, 250.000 pessoas de todas as proveniências e almejando chegar aos mais variados destinos.

Aqui vai poder ainda preparar todas as fases da sua visita, uma vez que alberga uma das principais sedes do Turismo local, além de partirem daí os barcos para as tours pelos canais.



Palácio Real de Amesterdão

palácio

Este belíssimo edifício de 350 anos foi construído no século XVII, durante a Idade de Ouro Holandesa, tendo funcionado originalmente como a Câmara Municipal da cidade. Atualmente é um dos três palácios do país que ainda são usados pela Família Real Holandesa e, não sendo a residência oficial da Rainha Beatriz e do Rei Willem-Alexander, ocasionalmente estes recebem aí visitantes importantes.

Não deixe de fazer uma visita e impressione-se com os gigantescos candelabros, os deslumbrantes chãos de mármore e as delicadas esculturas decorativas.

Dica: recomendamos que faça a visita guiada de 1 hora ao interior do palácio: as exposições e o design do espaço valem mesmo a pena. Agora, não se esqueça é de fazer uma reserva com, pelo menos, duas semanas de antecedência.



Almoço 

Sugestão: Van Kerkwijk – Este pequeno espaço, decorado de forma simples e despretensiosa, é um daqueles restaurantes que vai querer visitar.

A simpática equipa faz as vezes dos menus, que não existem: é o empregado que se senta à sua mesa para lhe explicar os pratos que pode escolher e respetivos preços – e, acredite que são mesmo irresistíveis: de entre as ofertas, recomendamos um belo bife com molho de morango e, de sobremesa, uma deliciosa tarte holandesa de maçã.



Casa de Anne Frank

Quem não conhece a trágica história de Anne Franck, a menina judia que padeceu vítima do regime nazi e cujo diário se transformou num símbolo intemporal dos horrores do Holocausto? O que lhe propomos é precisamente uma visita à casa onde foi escrito o tão famoso relato dos seus últimos dias antes da captura.

Anne e a família viveram escondidos nesta habitação durante dois anos e os quartos ainda emanam a atmosfera vivida nessa altura: vai emocionar-se ao ver fotografias, citações do diário, pequenos filmes e muitos outros pedaços de uma das mais importantes histórias da II Guerra Mundial.

Dica: aceda ao espaço multimédia do Museu e faça uma “visita virtual” pela casa de Anne Frank, descobrindo um pouco mais sobre as pessoas que aí se esconderam e sobre a grande guerra em si.
 


Basílica de S. Nicolás

Símbolo da liberalização da fé católica em Amesterdão, a Igreja de S. Nicolás foi consagrada em 1887, tendo sido promovida a basílica em 2012. Para além das majestosas linhas arquitetónicas exteriores, o interior do edifício está decorado de forma ostensiva e verdadeiramente impressionante, com tetos dourados, chão em mármore branco e vermelho, vitrais e inúmeras estátuas de santos.

Dica: todos os sábados, às 17h00, pode desfrutar do canto coral da Basílica. 



Jantar

Sugestão: Omelegg - Quem nunca desejou poder comer um belo pequeno-almoço à hora de jantar? Pois é mesmo isso que vai poder fazer nesta que se diz a primeira omeleteria holandesa!

Não se preocupe que não vai passar fome: além de uma atmosfera verdadeiramente animada e acolhedora, as deliciosas omeletes são bastante reforçadas, incluindo versões como a Chlli-Hernandez, com chilli e queijo, ou a Vicking Fisherman, com salmão fumado e creme fresco. Delicie-se!



Passeio noturno

Trata-se de uma sugestão extra que, por ser absolutamente essencial, não podemos deixar de fazer: um cruzeiro de barco pelos canais de Amesterdão. Durante a noite, este encantador passeio torna-se ainda mais romântico e fascinante, dada a iluminação de muitas das casas e pontes da cidade. Não hesite: é mesmo imperdível.
 

Alojamento – Onde ficar a dormir?

misc

Sugestão:
misc eatdrinksleep – Esta casa do séc. XVII totalmente renovada mereceu um Trip Advisor Travellers’ Choice 2016. Porquê? Provavelmente pela sua eficaz combinação de design arrojado, sedutor charme e inquestionável funcionalidade.

Com vista para os canais ou para um encantador jardim holandês, os seus originais quartos conceptuais foram pensados para agradar a todos os gostos: só tem de escolher o que melhor combina consigo.
 

Deslocações – A pé, de bicicleta ou de transportes? 

  • Centraal Station > Palácio Real de Amesterdão - de elétrico/autocarro: 9 minutos (via linhas 1/2/5/13/17); a pé: 12 minutos (via Damrak)
  • Palácio Real de Amesterdão >  Van Kerkwijk - a pé: 3 minutos (via Dam e Nes ou via Dam Rokin)
  • Van Kerkwijk > Casa de Anne Frank - de elétrico/autocarro: 10 minutos (via linhas 170/172/174); a pé: 14 minutos (via Raadhuisstraat)
  • Casa de Anne Frank > Basílica de S. Nicolás - de elétrico/autocarro: 12 minutos (via linhas 170/172/174)
  • Basílica de S. Nicolás > Omelegg - de elétrico/autocarro: 24 minutos (via linha 16)
  • Omelegg > misc eatdrinksleep - de metro/elétrico/autocarro: 23 minutos (via linha M51/54)

Nota (*): a bicicleta é não só um meio de transporte divertido e saudável, como também a melhor forma de se movimentar por Amesterdão: são várias as vias dedicadas exclusivamente a ciclistas e muitas as empresas que disponibilizam bicicletas para alugar a preços bem convidativos. Por isso, sugerimos que opte por esta experiência bem original e recomendamos que visite a cidade, pedalando. Informe-se aqui.


dia 2

Os museus de Amesterdão são internacionalmente famosos e constituem, para muitos, a sua atração turística mais importante. Milhões de visitantes são atraídos anualmente pelos mais de 50 museus públicos e privados da cidade, pelo que não foi fácil fazer uma seleção digna de integrar este segundo dia do roteiro - no entanto, ela aqui está. A nossa sugestão paralela é que aproveite também as deslocações entre destinos para passear pela cidade, ficando a conhecer melhor os seus encantos.



Museu Rijks

Mais de meio milhão de pessoas visitam todos os anos este edifício histórico, de quatro andares, considerado o maior museu dos Países Baixos. A sua popularidade internacional deve-se não só às áreas do espaço em si, reconhecidas fontes de inspiração, mas também às suas interessantes exposições, publicações e decoração. O Museu Nacional é ainda reconhecido por aliciar regularmente importantes designers para trabalhar nos seus projetos. Se é um amante de arte, esta é uma visita que não pode deixar de fazer.

Curiosidade: é neste museu, na Galeria de Honra (Eregalerij), que vai poder ver o mais importante quadro da Holanda e uma das mais famosas obras de arte a nível mundial: a “Ronda da Noite”, de Rembrandt. 



Museu Van Gogh

museu

Se aprecia a obra de Vicent Van Gogh, asseguramos que este vai ser um dos momentos inesquecíveis da sua visita a Amesterdão. Este museu alberga a maior e mais importante coleção de quadros do famoso pintor, convidando-o a acompanhar cronologicamente o seu desenvolvimento artístico ao longo de cinco períodos da sua vida: Países Baixos, Paris, Arles, Saint-Remy e Auvers-sur-Oise.

Além disso, terá ainda hipótese de aceder a obras de outros artistas e exposições sobre importantes temas da história da arte do séc. XIX.



Almoço 

Sugestão: Cafe Hoppe – sendo um dos bares mais antigos de Amesterdão, o Café Hoppe oferece uma atmosfera única e especial, com uma decoração à base de madeira, barris, janelas com vitrais e muitos outros pormenores dos tradicionais espaços de bebidas e restauração.

Uma equipa de profissionais simpáticos e eficientes serve um menu leve e descontraído, mas muito apetitoso, que deixa satisfeitos os clientes mais exigentes. É um dos espaços típicos da cidade, que não pode deixar escapar.
 


Museu Stedelijk

stedelijk

Nem só de arte clássica vive esta animada cidade. Assim, para os apreciadores da melhor arte e design modernos e contemporâneos, reservamos uma ida ao Museum Stedelijk, considerado um dos mais originais e inovadores museus do mundo.

De correntes como o Expressionismo, Impressionismo e Fovismo, a nomes como Warhol, Picasso, Matisse e Newman, vai encontrar neste espaço uma oferta raramente equiparável em termos de qualidade e abrangência.

Curiosidade: este museu parece estar permanentemente envolvido em polémicas, não só pela sua política e decisões artísticas, mas até pelas suas decisões financeiras.



Biblioteca Pública de Amesterdão

Apesar de não se encontrar nos roteiros convencionais, a OBA (Biblioteca Pública de Amesterdão) é considerada uma visita essencial por moradores e turistas.

Logo à partida, as linhas modernas e abstratas do edifício envidraçado vão impressionar os amantes de engenharia e arquitetura (e não só!); de seguida, vai poder desfrutar de um espaço iluminado com relaxante luz natural, enquanto aprecia uma bela paisagem exterior; e, por fim, vai encontrar sete andares dedicados às mais variadas áreas de saber e recheados de livros, revistas, jornais, CDs, DVD, jogos e muito, muito mais.



Jantar

Sugestão: La Place – porque sabemos que vai ficar encantado com a OBA, recomendamos que jante neste restaurante, localizado no sétimo piso da Biblioteca. O La Place faz parte de uma cadeia holandesa de espaços de restauração e, por um valor bem acessível, serve refeições quentes e frias bem apetitosas e confecionadas na hora. No entanto, o ponto alto deste espaço é mesmo a espetacular vista de que pode usufruir a partir do seu terraço: aproveite!
 

Alojamento – Onde ficar a dormir?

Sugestão: Renaissance Amsterdam Hotel – Mais um espaço digno do Trip Advisor Travellers’ Choice 2016. Este hotel não só permite desfrutar de uma localização privilegiada, como oferece a cada um dos seus hóspedes uma experiência única, fruto de uma moderna e luxuosa decoração, uma gama de serviços imbatível e um ambiente que prima pelo conforto e estilo.
 

Deslocações – A pé, de bicicleta ou de transportes?

  • Museu Rijks > Museu Vicent Van Gogh - a pé: 3 minutos (via Paulus Potterstraat)
  • Museu Vicent Van Gogh > Cafe Hoppe - de elétrico/autocarro + a pé: 19 minutos (via linhas 2/5); a pé: 20 minutos (via Nieuwe Spiegelstraat)
  • Café Hoppe > Museu Stedelijk - de elétrico/autocarro + a pé: 17 minutos (via linhas 2/5)
  • Museu Stedelijk > Biblioteca Pública de Amesterdão/La Place - de elétrico/autocarro + a pé: 37 minutos (via linhas 2/5)
  • Biblioteca Pública de Amesterdão/La Place > Renaissance Amsterdam Hotel - a pé: 15 minutos (via Oosterdokskade e Prins Hendrikkade ou Oosterdokskade)

dia 3

Se gosta de descontrair, relaxar e usufruir do melhor que as metrópoles têm para oferecer a nível de entretenimento, então não vai encontrar melhor lugar do que Amesterdão, uma cidade conhecida e reconhecida internacionalmente pela animação, diversidade e qualidade da sua vida cultural e artística, diurna e noturna.

Festivais, concertos, performances especiais e todo o tipo de eventos são comuns pelas ruas e por todo o tipo de espaços próprios ou adaptados para o efeito: é só aproveitar. Mas não se preocupe: nós damos uma ajuda!



Vondelpark

vondelpark

O parque central de Amsterdão é um daqueles espaços que deve parar para apreciar com tempo. Afinal, não é à toa que é visitado semanalmente por milhares de pessoas, que aí procuram o mais variado tipo de distração, do desporto à cultura, dos inevitáveis passeios a descontraídas refeições em família ou com amigos.

Animados lagos, pitorescas casas de chá, trilhos sinuosos, estátuas de artistas famosos, impressionantes canteiros de rosas… haverá melhor forma de começar o dia?

Dica: será que, no decurso de um relaxante passeio no Vondelpark, vai conseguir encontrar uma estátua de Picasso? Acreditamos que sim, só precisa de estar atento e preparar-se para aquela que é uma das muitas surpresas deste encantador espaço.



Flower Market

Neste seu dia de lazer, não pode deixar de visitar uma das mais belas e coloridas atrações da capital holandesa: localizadas sobre uma margem do canal Singel vai encontrar cerca de vinte pequenas lojas flutuantes, onde se vendem não só as famosas tulipas, como todo o tipo de outras flores, bulbos, sementes e até uma ampla variedade de lembranças que o vão deixar verdadeiramente rendido. Ah, e não se preocupe: os preços são bastante acessíveis.



Almoço 

Sugestão: Southaven – Este espaço moderno, com uma decoração minimalista e depurada, situa-se no Muziekgebouw, o mais importante palco holandês no que respeita à música contemporânea. Mas aqui pode apreciar mais do que música e cultura: a gastronomia também se pauta pela qualidade, com os chefs a utilizarem apenas produtos orgânicos e todos os pratos a serem disponibilizados em versões sem glúten. 
 


De Duif

Esta impressionante igreja de 1857 vai surpreendê-lo pelo contraste entre o seu modesto exterior de elegantes linhas neoclássicas, e a grandiosidade do seu sumptuoso interior, resultado de uma restauração sofrida em 1999-2002.

Neste momento, a igreja católica romana mantém a autenticidade dos seus detalhes originais, mas dispondo de todas as comodidades da vida moderna – não é, por isso, de estranhar que, além dos concertos e serviços ecuménicos que organiza, possa ser alugada para todo o tipo de eventos, de casamentos a funerais.

Dica: uma vez por mês, pode assistir a um concerto vespertino de órgão absolutamente grátis, em De Duif. É um espetáculo digno de se ver e ouvir, pelo que se a sua visita coincidir, não deixe de aproveitar.
 


Leidseplein

Esta praça no centro de Amesterdão é um dos locais mais movimentados e populares da cidade, estando recheada de importantes teatros, sedutoras lojas, tentadores casinos, restaurantes, discotecas, bares, cinemas, coffeshops e muitos outros pontos de interesse. Um dos mais elogiados são os artistas de rua, cujas performances podem ser vistas quase permanentemente na zona este da praça. 

Dica: quem nunca ouviu falar das famosas Coffeeshops de Amesterdão, onde se podem vender, de forma totalmente legal, pequenas quantidades de cannabis a maiores de 18 anos? Bem, se tem curiosidade, porque não ir a uma delas, ainda que seja apenas para beber um delicioso chocolate quente?



Jantar no Red Light District, o bairro mais antigo de Amesterdão

red light

Sugestão:
Pannenkoekenhuis Upstairs - Apesar de ser mais conhecido pela mulheres que exibem os seus atributos em janelas, o Red Light District oferece também uma ampla escolha de cafés, discotecas e pequenos restaurantes bem charmosos. Este é um deles: no Upstairs não só encontra um espaço pitoresco e acolhedor, como vai poder deliciar-se com a original panqueca holandesa, seja ela doce ou salgada: de comer e chorar por mais!
 

Alojamento – Onde ficar a dormir?

Sugestão: Mauro Mansion – trata-se de um charmoso boutique hotel, galardoado com o Trip Advisor Travellers’ Choice 2016. Localizado numa casa clássica do séc. XVI, situada no centro da cidade, bem ao lado dos canais, este espaço romântico e original disponibiliza ainda 9 quartos e uma atmosfera acolhedora que o vão apaixonar.
 

Deslocações – A pé, de bicicleta ou de transportes?

  • Vondelpark > Flower Market - de elétrico/autocarro + a pé: 10 minutos (via linhas 1/2/5)
  • Flower Market > Southaven - de elétrico/autocarro + a pé: 19 minutos (via linhas 9/16/26)
  • Southaven > De Duif - de elétrico/autocarro: 22 minutos (via linhas 26/4)
  • De Duif > Leidseplein - de elétrico/autocarro: 11 minutos (via linhas 7/10); a pé: 15 minutos (via Prinsengracht)
  • Leidseplein > Pannenkoekenhuis Upstairs - de elétrico/autocarro + a pé: 11 minutos (via linhas 1/2/5); a pé: 14 minutos (via Leidsestraat)
  • Pannenkoekenhuis Upstairs > Mauro Mansion - de elétrico/autocarro + a pé: 11 minutos (via linhas 4/9/16); a pé: 13 minutos (via Oudezijds Achterburgwal)

Veja também: