Roteiro de 3 dias em Moscovo

Dos relevantes marcos históricos aos mais hedonistas espaços de lazer, descubra uma cidade absolutamente irresistível com o nosso roteiro de 3 dias em Moscovo.

História, cultura, compras e muito mais, numa capital incomparável

Gostaríamos de dizer que com este roteiro de três dias em Moscovo vai ficar a conhecer a fundo a capital russa, mas estaríamos a mentir! A Guerra Fria ficou bem lá atrás e, atualmente, esta impressionante metrópole condensa em si tal volume de destinos turísticos, pontos de interesse e variedade de ofertas que seria literalmente impossível ficar a conhecê-los a todos em tão pouco tempo.

O que garantimos é que as nossas sugestões condensam em si uma representação bastante abrangente da alma e espírito daquele que é um dos mais importantes centros culturais, financeiros, políticos, científicos e religiosos do continente europeu.

Assim, seja um apreciador de história, de arte e cultura ou de prazeres mais hedonistas, temos um dia pensado especialmente para si. Pelo meio, já sabe: vai encontrar ainda muitas surpresas, curiosidades e dicas que tornam este roteiro de três dias em Moscovo verdadeiramente indispensável!


Moscovo: a preparação para uma visita inesquecível

Apesar da sua importância a nível mundial, Moscovo não é uma daquelas cidades sobre as quais sabemos ou acreditamos saber tudo. Assim, antes de planear a sua estadia na capital russa, importa que identifique a melhor altura para o fazer – isto é, a altura que mais se adequa a si e aos seus gostos.

Nesse sentido, apresentamos-lhe alguns dados que acreditamos ser imprescindíveis, tais como as condições meteorológicas ou as ações e eventos previstos ao longo dos próximos meses. Esperamos que ajude.



Moscovo não é só uma das capitais mais frias do mundo…

Sim, é verdade que Moscovo apresenta temperaturas bastantes baixas ao longo do ano, com a neve a reinar entre três a cinco dos doze meses. No entanto, o clima é considerado relativamente flexível, com o termómetro a poder chegar até aos trinta graus durante a época do verão.

Nesse sentido, para que possa selecionar as condições meteorológicas que mais lhe agradam, deixamos-lhe de seguida algumas indicações gerais. Boa sorte! 

temperatura


Moscovo, uma original oferta de ações e eventos

Em Moscovo, como em tantas outras capitais mundiais, não faltam alternativas de ações e eventos adequados a todos os gostos e preferências – aqui, a grande vantagem é que a maior parte deles são grátis!

Assim, para o ajudar a decidir qual a melhor altura para visitar a cidade, decidimos apresentar-lhe uma pequena seleção de originais ofertas até ao final do ano de 2016 e início de 2017. Esperamos que goste.



03/04 setembro 2016 – Desfile do Dia da Cidade de Moscovo

Se tiver a sorte de estar em Moscovo por estes dias, vai assistir às comemorações do nascimento da capital russa – que, em 2016, faz 869 anos! Esta grandiosa festa, à qual pode assistir sem pagar um único tostão, faz-se por toda a cidade, com inúmeros desfiles, feiras populares, animações de rua, concertos, fogo de artifício e muitos outros eventos para todos os gostos.



15/23 outubro 2016 – Kremlin Cup

Se aprecia desporto e os jogos de ténis fazem as suas delícias, então não pode perder a Kremlin Cup. Fundada em 1990 por um empresário suíço, este é um evento desportivo de grande prestígio, frequentemente considerado a resposta russa a Wimbledon.



04 novembro 2016 – Dia da Unidade Nacional

Este é um evento histórico absolutamente imperdível: trata-se da comemoração anual da Revolução de Outubro, durante a qual os russos saem à rua para celebrar a libertação do jugo opressor, ocorrida em 1612. Ao longo deste dia, feriado oficial, vai poder assistir a vários eventos que decorrem por toda a cidade. A melhor parte? Mais uma vez, é tudo de graça!



Dezembro 2016 – Festival de Inverno Russo

Durante este mês, vai poder juntar-se aos moscovitas em animados eventos destinados a celebrar o espírito de inverno. Prepare-se para inesquecíveis passeios em troikas (não, não é o que está a pensar: neste caso, trata-se de trenós puxados por três cavalos), desafiantes concursos de esculturas no gelo e muitas outras atividades.



07 janeiro 2017 – Natal Ortodoxo Russo

Esta data é alvo de uma intensa comemoração nacional, com eventos que têm início na véspera do feriado e se estendem a todo o Dia de Natal. Entre os inúmeros serviços religiosos levados a cabo em várias igrejas da cidade, destacamos o que tem lugar na noite de Consoada, na Catedral de Cristo Salvador, junto ao Kremlin.



Fevereiro 2017 (data a confirmar) – Maslenitsa

Mais um evento absolutamente grátis, mas de inegável interesse. Trata-se de um festival tradicional russo que conjuga crenças pagãs e religiosas, comemorando o final do inverno enquanto, simultaneamente, prepara os crentes para o período da Quaresma. Com a duração de cerca de uma semana, caracteriza-se por uma profusão de panquecas, festivais de rua, trenós, esquis e muito mais!
 

Moscovo, onde vou aterrar?

Para quem viaja a partir do exterior, existem dois grandes aeroportos a considerar em Moscovo:


Aeroporto Internacional Sheremetyevo 2

Inaugurado por altura dos Jogos Olímpicos de Moscovo, consta que este aeroporto apresenta um aspeto algo sombrio e não muito apelativo. Não se deixe impressionar: está a cerca de 30 km e 35/40 minutos do centro da cidade, que irá dissipar de imediato qualquer má impressão. Temos indicação de que a melhor e mais rápida forma de lá chegar é apanhar o comboio Aeroexpress.



Aeroporto Internacional Domodedovo

Recentemente renovada, esta infraestrutura fica a cerca de 30km a sudoeste de Moscovo e, além do aspeto limpo e moderno, assegura um serviço caracterizado pela eficiência. Mais uma vez, recomendamos o Aeroexpress para chegar até à cidade, com um tempo de viagem previsto de 40 a 50 minutos.
 

Roteiro de 3 dias pela cidade de Moscovo

Agora que já possui algumas informações essenciais para proceder à marcação da sua viagem, vamos abordar o roteiro propriamente dito, com sugestões de incontornáveis destinos históricos, belíssimos espaços culturais e relaxantes áreas de lazer, além de apetitosos restaurantes, fabulosos alojamentos e até alternativas para se deslocar pela capital russa. Tudo selecionado a pensar em si: esperamos que goste!

dia 1

Moscovo está repleta de cenários e monumentos plenos de relevância histórica, que você vai adorar ver pessoalmente. Perante a diversidade de espaços que poderíamos ter-lhe sugerido, optámos por concentrar o roteiro deste primeiro dia na área central da cidade, não só para lhe facilitar as deslocações, mas também porque o centro está recheado de destinos absolutamente essenciais. Divirta-se!



Praça Vermelha

praça

Património Mundial da Unesco e considerada a alma e coração da Rússia, desde o séc. XIII que esta fascinante praça está intrinsecamente ligada aos principais acontecimentos históricos e políticos do país; a partir da Perestroika, o espaço assumiu ainda o papel de palco para grandes eventos musicais e de moda, entre outros. Junte a estes factos uma impressionante beleza arquitetónica e facilmente compreenderá o ambiente quase mágico que aí se vive.

Curiosidade: se pensa que o nome da praça tem a ver com a cor de muitos dos seus edifícios, com o comunismo ou com o seu passado sangrento, desengane-se. Na verdade, o nome partiu da palavra “krasnvi”, que começou por significar “bela” e só na Rússia contemporânea passou a significar “vermelha”.



Kremlin

Com o final da Guerra Fria, o Kremlin deixou de instalar o medo no coração dos ocidentais, o que não significa que já não represente o governo russo ou que tenha perdido a sua imponente presença e inquestionável relevância. Assim, é inevitável que este complexo fortificado, situado no centro da cidade e que continua a servir de residência oficial do Presidente da Federação Russa, seja um daqueles locais que exige uma visita obrigatória.

Curiosidade: a designação “Kremlin” significa “fortaleza dentro de uma cidade” e é utilizada para indicar as várias cidadelas russas. No entanto, quando refere genericamente “o Kremlin”, é deste, em Moscovo, que se está a falar.



Muralha e Torres do Kremlin

kremlin

No decurso de uma visita ao Kremlin, recomendamos que não perca a hipótese de ficar a conhecer melhor a sua muralha e vinte torres defensivas, cada uma com diferentes formas e alturas, além de nomes, histórias e características distintivas. Podendo, percorra o amplo caminho que liga todas as torres, fazendo o circuito triangular do perímetro da cidadela. São cerca de 2,2km, dos quais nunca mais se vai esquecer.

Dica: não havendo tempo para tudo, e a ter de escolher, sugerimos que visite uma das Torres mais louvadas pelos visitantes: a Torre de São Nicolau (Nikolskaya), junto à qual tradicionalmente se resolviam disputas e discussões.



Almoço 

Sugestão: Grand Café Dr. Zivagho - localizado no coração da capital russa, com uma invejável vista para o Kremlin, este restaurante é um dos preferidos não só pelos turistas, mas também pelos moscovitas. Sofisticado, elegante e acolhedor, é o sítio ideal para quem deseja experimentar as delícias da cozinha tradicional, reinterpretadas e apresentadas com um twist de modernidade e pormenores de requinte. Reserve mesa com antecedência.
 


Catedral de S. Basílio

Sendo uma das mais emblemáticas e reconhecidas obras arquitetónicas russas (e mundiais), a impressionante beleza desta catedral só é suplantada pela sua rica história e lendas que a rodeiam. Um dos poucos factos históricos comprovados sobre a mesma é o facto de ter sido mandada construir por Ivan, o Terrível, em 1552, para comemorar a captura de Kazan.

Tudo o resto, desde a inspiração por trás das suas celebradas e originais formas, até ao trágico destino dos seus criadores, são especulações e folclore urbano. De uma coisa estamos certos: é uma visita obrigatória!

Curiosidade: se já ouviu a história de que Ivan mandou cegar Barma e Postnik Yakovlev, os responsáveis pelo projeto da Catedral, para que não pudessem voltar a criar outra obra comparável ao monumento… esqueça. Os historiadores são unânimes em negar tão chocante mito.



Palácio do Arsenal

arsenal

O mais antigo e prestigiado museu moscovita faz parte do complexo do Kremlin, encontrando-se neste dia dedicado à história não só pela invejável localização, mas sobretudo pelas características do seu amplo espólio: uma prestigiante coleção de artefactos czaristas, bem como impressionantes exemplos de arsenal e joalheria de todo o mundo.

Dica: sugerimos que não perca o glorioso vestido usado por Catarina, a Grande, na sua coroação; outra peça que nos captou a atenção foi um belíssimo trono esculpido em marfim, que pertenceu ao temido Ivan, o Terrível.



Jantar

Sugestão: Chocolate – com uma decoração assumidamente stylish, em que cada original elemento e escolha cromática se conjugam para formar uma atmosfera marcada pela elegância, luxo e sofisticação, este espaço merece bem o profundo prestígio de que goza na cidade. E ainda nem falamos nas decadentes iguarias com que vai poder lambuzar-se no seu interior… também, com um nome como “chocolate”, o que mais seria de esperar?
 

Alojamento – Onde ficar a dormir?

Porque não queremos que tenha uma daquelas experiências desagradáveis de que ouvimos falar quando se trata dos alojamentos na Rússia, neste roteiro optámos por lhe recomendar apenas hotéis com excelentes referências. Encare o preço como um investimento do qual nunca se vai arrepender.

Sugestão: Hotel Metropol Moscow – senhor de um luxo opulento e sumptuoso identificado com outras eras, este hotel é a escolha certa para quem aprecia o verdadeiro carácter histórico de Moscovo. A sua beleza arquitetónica, ao estilo Art Noveau, conjuga-se com a localização central e serviços de elevadíssima qualidade para proporcionar a cada hóspede uma experiência inesquecível. Merecedor do Traveller’s Choice Award 2016, o Metropol conta-se frequentemente entre os melhores hotéis do mundo.
 

Deslocações – A pé ou de transportes?

Antes de deixarmos as nossas sugestões para este ponto, importa referir que as deslocações em Moscovo não são propriamente fáceis: os transportes públicos carecem de alguma eficácia e o trânsito tende a ser caótico. A exceção é o famoso Metro de Moscovo, que funciona bastante bem (nota: procure evitar as horas de ponta, das 8h00 às 11h00 e das 17h00 às 20h00).

Outra alternativa é chamar um dos muitos táxis disponíveis, que funcionam com preços fixos e relativamente acessíveis.
  • Hotel Metropol Moscow > Praça Vermelha – a pé: 8 minutos (via пл. Революции)
  • Praça Vermelha > Kremlin – a pé: 12 minutos (via ул. Манежная)
  • Kremlin > Grand Café Dr. Zivagho – de metro: 9 minutos (via linha M1); a pé: 11 minutos (via ул. Моховая)
  • Grand Café Dr. Zivagho > Catedral de S. Basílio – a pé: 9 minutos (via пр-д Воскресенские Ворота) ou 10 minutos (via пр-д Кремлевский)
  • Catedral de S. Basílio > Palácio do Arsenal – a pé: 20 minutos (via наб. Кремлевская)
  • Palácio do Arsenal > Restaurante Chocolate – a pé: 9 minutos (via ул. Волхонка e ул. Боровицкая) ou 11 minutos (via ул. Боровицкая)
  • Restaurante Chocolate > Hotel Metropol Moscow – de táxi: 5 minutos/sem trânsito (via ул. Моховая); de metro: 22 minutos (via linha M1); a pé: 22 minutos (via ул. Моховая)

Nota (*): tenha em conta os horários de funcionamento dos transportes de Moscovo, as características da cidade e as horas da noite a que regressa a casa - em última análise, se for para assegurar o seu bem-estar, opte por apanhar um táxi.
 

Mais alguns pontos turístico obrigatórios

  • Krutitskoe Podvorye
  • Cathedral Square
  • Mosteiro e Cemitério de Novodevichy
  • The Worker and Collective Farm Woman 

dia 2

Moscovo disponibiliza aos seus visitantes uma impressionante oferta de espaços dedicados à cultura e às artes - e referimos-nos não só à quantidade, mas também à qualidade destas áreas absolutamente deslumbrantes.

Mantendo sempre presente que existem muito mais alternativas do que aquelas que lhe apresentamos em destaque, siga o nosso pequeno roteiro e prepare-se para ficar simultaneamente surpreendido e rendido a esta faceta da capital russa.



Galeria Tretyakov (em Lavrushinsky Lane)

Exclusivamente direcionada para a preservação e divulgação das obras do país, a Galeria Tretyakov é considerada um destino essencial para os amantes de arte que visitam Moscovo.

Se se conta entre estas pessoas, eis o que o espera: este espaço, com um espólio de cerca de 130.000 peças criadas entre o séc. X e o séc. XIX, vai abrir-lhe a porta para artistas russos que, sendo virtualmente desconhecidos do grande público, inspiraram nomes como os incontornáveis Chagall ou Kandinsky. 



Museu Estatal Pushkin de Belas Artes

pushkin

Este é o maior museu de Moscovo e um dos maiores do mundo no que se refere à arte europeia, com um acervo confirmado de mais de 500.000 obras. Precisamos de apresentar mais argumentos? Então, acrescentamos apenas que aí vai encontrar pinturas, esculturas, arqueologia, numismática, fotografia e muitas outras peças, abrangendo períodos que vão do Antigo Egito ao séc. XX.

Dica: o museu está constantemente a alterar as suas exposições supostamente permanentes. Apesar de este facto possibilitar ao público um acesso mais vasto à sua imensa coleção, o certo é que pode ser frustrante para quem pretende ver uma peça específica. Assim, se este é o seu caso, tente confirmar se a dita obra se encontra em exposição antes de agendar a visita.



Almoço

Sugestão: Kukhmisterskaya Professora Pufa – apostando numa decoração de pendor revivalista com um toque de sofisticação e modernidade, este espaço apresenta uma deliciosa combinação entre pratos tradicionais russos e petiscos mais contemporâneos.

Entre os ingredientes frescos, preparados de forma caseira e saudável, destacamos as diferentes variedades de pão e sanduíches, bem como os vários tipos de chás aromatizados. Um dos melhores argumentos a favor deste restaurante? A excelente relação qualidade/preço!
 


Metro de Moscovo

metro

Impossível falar de Moscovo sem referir as suas estações de metro. Seja neste ou noutro dia, é imprescindível uma visita a estes espaços, cujos elementos decorativos os aproximam a verdadeiros museus subterrâneos. Uma das razões para tal facto é menos romântica do que poderia pensar-se: dado que foram pensadas para funcionar como abrigos em caso de guerra, a ideia era que promovessem simultaneamente o estilo de vida comunista. 

Dica: as estações verdadeiramente imperdíveis são: Kievskaya (linha azul, centro oeste), cujos mosaicos representam a vida do povo ucraniano; Mayakovskaya (linha verde, norte), cuja fabulosa decoração já lhe valeu inúmeros prémios; Ploshchad Revolutsii (linha azul, centro), com várias esculturas de trabalhadores, soldados e cidadãos russos; e a mais recente Chkalovskaya (linha verde claro, centro este), com um design assumidamente minimalista.



Almazny Fond

Se gosta de peças de impacto e beleza incomparáveis, este é um museu criado à sua medida. O acesso ao espaço não é dos mais fáceis e aconselhamos a que o prepare com alguma antecedência, mas vale mesmo a pena! Afinal, o que vai poder admirar, uma vez ultrapassada essa primeira barreira, é a fabulosa e extensa coleção de joias do Estado Soviético, que se conta entre as mais espetaculares e valiosas do mundo.

Sugestão: algumas das peças que não pode mesmo perder, além dos inevitáveis Ovos Fabergé, são a maior safira do mundo e a estonteante coroa utilizada na coroação de Catarina, a Grande – a chamada “Grande Coroa Imperial”.



Teatro Bolshoi

bolshoi

Não estamos a exagerar quando dizemos que não pode visitar Moscovo sem passar uma noite no Bolshoi, indiscutivelmente um dos mais importantes teatros do mundo.

A começar pelo edifício em si, um ícone arquitetónico da cidade, passando pelas suas orgulhosas tradições, reportório maioritariamente russo e estilo musculado das incomparáveis coreografias, tudo se conjuga para assegurar um ambiente único e verdadeiramente grandioso. Aceite a nossa sugestão e prepare-se para momentos inesquecíveis!

Curiosidade: o Bolshoi é a segunda maior casa de teatro da Europa. À sua frente no pódio está apenas esse impressionante colosso italiano, o famoso La Scala.



Jantar

Sugestão: Savva – com uma localização invejável, este espaço histórico, originalmente uma coffee house do Metropol Hotel, foi decorado com detalhes de um luxo requintado, que realçam o seu ambiente clássico e lhe asseguram o estatuto de restaurante trendy.

A cereja no topo do bolo? A deliciosa oferta de iguarias da chamada “nova cozinha russa”, que podem ser apreciadas num elegante páteo com vista para o Bolshoi.
 

Alojamento

Sugestão: Lotte Hotel Moscow – de inspiração oriental, este hotel deslumbra os seus hóspedes com uma decoração contemporânea, que se caracteriza por padrões arrojados em tonalidades suaves.

A acrescer a este ambiente acolhedor e sofisticado, a inquestionável qualidade dos seus serviços assegurou-lhe ainda o 2016 Traveller’s Choice Award, atribuído pelo prestigiado Trip Advisor. Sem dúvida, a escolha acertada para quem aprecia pormenores de requinte, sem abdicar do indispensável conforto.
 

Deslocações – A pé ou de transportes?

  • Lotte Hotel Moscow > Galeria Tretyakov – de táxi: 12 minutos/7 minutos sem trânsito (via ул. Новый Арбат); de metro: 34 minutos (via linhas M3 e M2)
  • Galeria Tretyakov > Museu Estatal Pushkin de Belas Artes – de táxi: 8 minutos (пл. Боровицкая ); a pé: 22 minutos (via пл. Боровицкая)
  • Museu Estatal Pushkin de Belas Artes > Kukhmisterskaya Professora Pufa – a pé: 1 minuto (via ул. Волхонка)
  • Kukhmisterskaya Professora Pufa > Almazny Fond – a pé: 10 minutos (via ул. Волхонка e ул. Боровицкая) ou 12 minutos (via ул. Боровицкая)
  • Almazny Fond > Teatro Bolshoi – de táxi: 12 minutos (via ул. Моховая); a pé: 20 minutos (via ул. Моховая); de metro: 19 minutos (via linha M1)
  • Teatro Bolshoi > Lotte Hotel Moscow – de táxi: 15 minutos (via ул. Новый Арбат); de metro: 23 minutos (via linha M3)



Mais alguns pontos turísticos obrigatórios

  • Tsarytsino Open-Air History and Architectural Museum
  • Museu Arquitetónico e Histórico de Kolomenskoye e Reserva 
  • Museu da Cosmonáutica
  • Art Gallery of the European and American Countries of the XIX-XX centuries 

dia 3

Sem colocar em causa a importância do indispensável alimento para a mente, as férias não podem consistir só de visitas a monumentos históricos ou a espaços culturais. Por vezes, o corpo também pede alguma atenção, e é nessas alturas que sentimos necessidade de um tempinho só nosso, para descontrair, relaxar e não pensar em mais nada!

Afortunadamente, Moscovo está recheada de locais de inacreditável beleza e características que se adequam perfeitamente a este terceiro dia do nosso roteiro, que pretendemos assumidamente indulgente e de lazer. Siga-nos e garantimos que não se vai arrepender.



Neskuchny Sad

Situado na margem direita do rio Moscovo, este deslumbrante parque é o mais antigo da cidade, tendo sido criado em 1834. O espaço, que costumava estar repleto de habitações pertencentes à nobreza russa, é agora um pequeno oásis no centro da cidade: florestas intocadas, lagos cristalinos, pitorescas pontes de pedra sobre ravinas, velhos pavilhões de verão, igrejas, estufas e tantas outras surpresas. Haverá melhor local para começar este dia?

Dica: se aprecia observar pássaros, este é um excelente local para se dedicar a essa atividade.



Gorky Central Park of Culture and Recreation

gorky

Se apreciou o passeio anterior, porque não manter a mesma tónica ecológica, dirigindo-se agora àquele que é considerado um dos epicentros da vida em Moscovo, o Gorky Park?

Protótipo para centenas de outros parques um pouco por todo o país, este espaço divide-se em duas áreas principais: a primeira é mais animada e descontraída, oferecendo uma série de diversões, como passeios de barco e a cavalo, bungee jumping, campo de ténis e muitas outras; a segunda consiste em belos e cuidados espaços verdes, que irá reconhecer se for apreciador da literatura clássica do país, além de interessantes edifícios que datam do séc. XVIII e início do séc. XIX. 

Curiosidade: uma boa parte da fama do Gorky Park parece ser da responsabilidade de Martin Cruz Smith, autor de uma assustadora novela homónima que segue a investigação de três homicídios chocantes, ocorridos precisamente neste espaço – o sucesso foi tal que o livro acabou depois por se transformar num filme de Hollywood, com William Hurt, Lee Marvin e Brian Dennehy.



Almoço

Sugestão: 8 oZ – com uma decoração de inspiração nova-iorquina, uma equipa eficiente, um simpático terraço exterior com vista para o lago e um delicioso menu, muito louvado por quem já experimentou, não é de estranhar que o Trip Advisor tenha atribuído um Certificado de Excelência ao 8 oz.

Além disso, este café bem trendy e acolhedor está localizado no interior do próprio Gorky Park, pelo que pode petiscar qualquer coisa sem ter de fazer grandes interrupções ao seu passeio. 



GUM – Glavny Universalny Magazin

gum

O que seria um dia de absoluta indulgência sem umas comprinhas? Não se preocupe, nós não nos esquecemos de si: numa localização privilegiada da famosa Praça Vermelha, vai encontrar o mais popular shopping do país, o GUM.

Além da beleza e imponência do edifício em si, este espaço assegura-lhe acesso a uma enorme variedade de boutiques de topo, bem como a algumas relíquias de outras eras, que certamente apreciará. Assim, independentemente de pretender ou não comprar alguma coisa, recomendamos um passeio por estas galerias.

Curiosidade: no final do séc. XIX, o GUM era o maior shopping center do Europa, sendo que, antes da revolução de 1917, albergava o impressionante número de 1.200 lojas! Já no tempo da União Soviética, o último andar era a chamada “Secção 100”, uma espécie de loja secreta, reservada exclusivamente aos principais membros do partido.



Sanduny Banya

Haverá melhor maneira de terminar um dia de passeio e descontração do que na mais antiga e luxuosa sauna da capital russa, famosa pela sua impressionante beleza e cariz aristocrático? Sim, estamos a falar de perder um pouco o amor ao dinheiro e investir numa experiência absolutamente única e inesquecível, passando a fazer parte de uma lista que integra algumas das mais famosas personalidades e estrelas mundiais. Vá lá, mime-se.

Sugestão: o acesso à banya faz-se por classes, mediante o valor que possa e esteja disposto a dar. Dizem os frequentadores habituais que a segunda classe, com o seu luxo discreto e moderno, acaba por agradar mais do que a classe premium, com o seu estilo rococó… 



Jantar

Sugestão: White Sun of the Desert – neste seu último dia na capital russa, nada melhor do que uma excelente refeição num espaço verdadeiramente original. Situado numa das mais antigas ruas de Moscovo, o White Sun of the Desert adotou o nome de um clássico cinematográfico soviético, bem como o seu arrojado e colorido estilo oriental.

Mas o espaço não vive só da sua decoração exótica: prepare-se para uma experiência gastronómica única, assegurada por um chef que é membro de uma tribo tradicional usbeque.
 

Alojamento – Onde ficar a dormir?

Sugestão: Ararat Park Hyatt Moscow – vencedor de um Traveller’s Choice Award em 2016, este elegante espaço de linhas neo-clássicas conquista os seus hóspedes não só pela luxuosa decoração, que conjuga detalhes de design surpreendentes com uma incomparável luminosidade natural, mas também pela sua atmosfera verdadeiramente acolhedora e pela qualidade superior das infraestruturas e serviços que disponibiliza.
 

Deslocações – A pé ou de transportes?

  • Ararat Park Hyatt Moscow > Neskuchny Sad – de táxi: 26 minutos (via пр. Ленинский)
  • Neskuchny Sad > Gorky Park – a pé: 23 minutos (via наб. Пушкинская – trajeto com utilização restrita ou estradas privadas); de transportes: 26 minutos (via autocarro nº 196)
  • Gorky Park > 8 oZ – a pé: 8 a 10 minutos (pelo interior do paruqe, em vias privadas)
  • 8 oZ > GUM – de táxi: 25 minutos (via пр. Ленинский); de metro: 38 minutos (via linha M1)
  • GUM > Sanduny Banya– a pé: 18 minutos (via ул. Никольская e ул. Рождественка); de táxi: 21 minutos (via ул. Неглинная)
  • Sanduny Banya > White Sun of the Desert – a pé: 3 minutos (via linha пер. Звонарский e ул. Неглинная)
  • White Sun of the Desert > Ararat Park Hyatt Moscow  – a pé: 9 minutos (via ул. Неглинная)



Mais alguns pontos turísticos obrigatórios

  • Aptekarskiy Ogorod Botanical Garden 
  • Kuskovo Estate
  • Muzeon Art Park 
  • Vorobyovy Gory

Ficámos com a sensação de que muito ficou por dizer, mas seguros de que este roteiro de três dias em Moscovo o vai deixar completamente rendido à capital russa. Da nossa parte, resta-nos desejar-lhe boas férias e que se divirta muito!

Veja também: