Roteiro de 3 dias em Nova Iorque

Turismo? Cultura? Arte? Gastronomia? Siga este roteiro de 3 dias em Nova Iorque e deixe-se seduzir por uma das mais fascinantes e influentes cidades do planeta.

Só para si, os mais inesquecíveis locais a descobrir na Big Apple

Definir um roteiro de três dias em Nova Iorque é um verdadeiro desafio. Afinal, como se condensa a ampla e variada oferta daquela que é uma das mais vibrantes e inesquecíveis cidades de todo o mundo? Como se capta e transmite a essência de uma metrópole que conquista todos os que a visitam com o seu carácter marcadamente cosmopolita e a sua arrojada e intensa personalidade?

A nossa resposta é uma seleção de destinos que transmitem a alma e o coração da Big Apple, conjugando pequenos tesouros escondidos com os incontornáveis pontos de referência.

Com as nossas sugestões, vai poder partir à descoberta da grande metrópole, atacando em três frentes: se não abdica de uma selfie nos locais mais emblemáticos, então o primeiro dia vai deixá-lo absolutamente sem fôlego! Já no segundo, a arte e a cultura são rainhas e senhoras, dominando todas as atenções. Para o terceiro dia reservamos prazeres mais hedonistas, para que possa mimar-se, enquanto descobre novos e surpreendentes pontos de interesse. Pelo meio, claro que lhe preparamos algumas surpresas gastronómicas, vistas extasiantes e muita diversão.

Siga-nos, então, neste fascinante roteiro de três dias em Nova Iorque e prepare-se para ficar absolutamente rendido à cidade que nunca dorme!


A preparação de uma visita inesquecível

Apesar de nos termos habituado a ver frequentemente a Big Apple coberta por um encantador manto branco, nos mais variados filmes que aparecem pela época natalícia, a verdade é que cidade também oferece vagas de calor bem apetitosas durante os meses de verão.

Antes de planear a sua viagem a uma das mais influentes cidades a nível global, convém saber qual a altura mais indicada para a fazer, tendo presentes os seus gostos e preferências. Para tomar essa decisão são imprescindíveis alguns dados, como as condições meteorológicas ou as ofertas e eventos previstos para determinados períodos do ano. Não precisa de procurar mais – cá estão eles:

temperatura
 

Nova Iorque, um mundo de eventos que não pode perder

Como seria de esperar, na Big Apple são inúmeros e bastante sedutores os eventos e ações que decorrem todos os meses. No entanto, porque gostamos de dar uma ajuda até nas escolhas mais difíceis, deixamos-lhe uma pequena mas apurada seleção daqueles que vão ter lugar até ao final do ano de 2016. Vejamos se se revelam irresistíveis o suficiente para o convencer a marcar a sua visita para a mesma altura.

31 de outubro – Village Halloween Parade

Se é um amante da escuridão e dos seres que nela habitam, então o maior desfile de Halloween do mundo é o sítio certo para si! Não se limite a assistir: vista-se a rigor e faça parte daquele que é ainda o único desfile realizado à noite nos EUA. Quem sabe se não acaba por vencer o incomparável concurso de máscaras?

Novembro Macy's Thanksgiving Day Parade

Sim, é mais um desfile, mas é também um ex libris absolutamente incontornável da Big Apple. Quem nunca ouviu falar do Macy's Thanksgiving Day Parade, com os seus balões de ar gigantes nas mais inusitadas e populares formas, os seus espetaculares carros alegóricos, as animadas bandas, sexys animadoras, trupes de palhaços e muito, muito mais? Garantimos uma experiência inesquecível!

Dezembro – The Radio City Christmas Spectacular

Se é fã de espetáculos de dança sincronizada combinada e de inúmeros pares de pernas bem torneadas e extremamente flexíveis, tem mesmo de fazer uma visita ao Radio City Music Hall! Aí vai descobrir as sedutoras Rockettes e aquela que é uma das mais queridas e grandiosas tradições natalícias de Nova Iorque. 
 

Onde vou aterrar?

Apesar de existirem outras alternativas, se tiver a sorte de se vir a contar entre os milhões de pessoas que todos os anos viajam para Nova Iorque a partir de destinos fora dos Estados Unidos da América, então a probabilidade é que venha a escolher ou a ser direcionado para um destes dois grandes aeroportos:


Aeroporto Internacional John F. Kennedy (JFK)

Localizado em Queens, a cerca de uma hora de carro de Manhattan, esta famosa infraestrutura lida essencialmente com voos internacionais.


Aeroporto Internacional Newark Liberty (EWR)

Localizado em Newark, no Estado de Nova Jersey, este aeroporto é um pouco mais distante da cidade, mas goza da vantagem de ter instalações mais modernas e de ser bastante mais calmo. 
 

Roteiro de 3 dias pela cidade de Nova Iorque

Uma vez em poder de algumas informações essenciais à marcação da sua viagem, pode agora começar a explorar uma das mais admiradas e impressionantes cidades em todo o mundo. Para que não lhe falte nada, deixamos-lhe as nossas sugestões de incontornáveis destinos turísticos, impressionantes espaços culturais e de lazer, tentadores restaurantes, animados bares, acolhedores alojamentos e até as mais expeditas formas de deslocação. Tudo, só para si: divirta-se!

Dia 1

Para começar uma visita a esta incrível cidade, nada melhor do que aqueles cenários que nos habituámos a ver até à exaustão nos mais variados filmes, vídeos, documentários e fotografias. Perante a inacreditável oferta que é colocada à disposição de cada visitante, só podemos dizer que vamos tentar deixar-lhe aqueles que são realmente incontornáveis e se assumem como os verdadeiros ex libris da Big Apple. Esperamos que goste!



Top of the Rock

top

Para se imbuir do espírito nova-iorquino, nada melhor do que começar por se familiarizar com a linha de horizonte absolutamente icónica da cidade. Assim, antes de iniciar qualquer caminhada pelas impressionantes avenidas, suba os 70 andares do GE Building até ao observatório Top of the Rock e deixe-se seduzir pela deslumbrante silhueta desenhada pelos prédios e arranha-céus de Manhattan. São asseguradas vistas a 360º!

Dica: se preferir ver a cidade numa perspetiva menos elevada, a nossa sugestão é que atravesse a Ponte de Brooklyn e observe a imponente paisagem a partir do Brooklyn Bridge Park ou da Brooklyn Heights Promenade. Igualmente impressionante e mais apropriado para quem não aprecia as alturas.



Rockefeller Center

Quando regressar à terra, não pode deixar de apreciar esta incomparável atração turística de Nova Iorque, também conhecida como Rockefeller Plaza, que se encontra literalmente a um minuto do seu destino anterior. Estamos seguros que já viu este marco da Art Déco em inúmeros filmes, sobretudo se a ação dos mesmos decorre em dezembro (pense num animado ringue de patinagem ao ar livre e numa gigantesca árvore de Natal), mas nada bate uma visita em pessoa para absorver toda a sua imponência.

Curiosidade: em frente do Rockefeller Center vai encontrar a famosa estátua “Atlas”, que representa o Titã que lhe dá nome a segurar a abóboda terrestre. A impressionante obra tem uma altura total de 14 metros e pesa cerca de 7 toneladas.



Times Square

Dez minutinhos a pé e vai sentir-se no centro do mundo, onde tudo acontece! Considerada habitualmente o mais visitado local turístico do mundo, a Times Square representa na perfeição a intensidade e inacreditável excitação da cidade que nunca dorme: são 24 horas/dia e 7 dias/semana de multidões, impressionantes ecrãs publicitários e mais luzes a piscar do que julgava ser possível. Numa palavra, esmagador!

Curiosidade: até abril de 1904 este espaço era conhecido como Longacre Square, o nome dado pelos colonizadores britânicos; a razão pela qual hoje se chama Times Square passa pela construção do Times Building, edifício que durante inúmeros anos serviu de sede ao jornal New York Times e que atualmente é conhecido como One Times Square.



Almoço

O ratinho já está a roer? Está com sorte, uma vez que se encontra mesmo ao lado da popular Restaurant Row (rua 46, entre a oitava e nona avenidas), uma área recheada de restaurantes de topo, com as suas irresistíveis ofertas gastronómicas. Haverá melhor local para começar as suas experiências gastronómicas na Big Apple?

joe allen

Sugestão: Joe Allen - um encantador restaurante aberto desde 1965, é considerado por muitos como um dos melhores da cidade. Aberto desde 1965 e poiso regular de muitas estrelas, residentes e turistas, este espaço oferece um menu tipicamente americano, do qual destacamos o inevitável e suculento hambúrguer.



Empire State Building

Depois de um pequeno passeio a pé para digerir a refeição, já lá está: provavelmente naquele que é um dos edifícios mais famosos do mundo! Sabemos que já se falou aqui de outro observatório, mas este arranha-céus de 102 andares, em estilo Art Déco, é um ícone cultural americano absolutamente imperdível. Além das estonteantes vistas a 360º da cidade, pode ser que tenha anda a sorte de usufruir da popular iluminação, que o Empire State Building muda em feriados ou eventos especiais.

Curiosidade: sim, este arranha-céus já apareceu em inúmeras obras de Hollywood, muitas vezes com participações absolutamente pivotais. No entanto, não há qualquer dúvida: a sua ascensão à fama cinematográfica ocorreu com o filme “King Kong”. Afinal, quem consegue esquecer a cena em que o imenso gorila se pendura deste mesmo prédio, com uma estonteante loira na mão, enquanto combate os aviões que procuravam abatê-lo?



Ground Zero Memorial

ground zero

Depois das animadas visitas já efetuadas, chegou agora a altura de encarar uma das mais significativas e marcantes experiências que pode viver em Nova Iorque. Uma viagem de cerca de meia hora vai prepará-lo para absorver a avassaladora sensação de caminhar no local onde se situavam as torres gémeas do World Trade Center, e para perceber o verdadeiro impacto dos ataques do 11 de setembro. O memorial de que falamos no título, “Reflecting Absence”, presta homenagem às vítimas e é de uma beleza trágica que vai deixá-lo absolutamente sem fôlego.

Sugestão: se o coração aguentar, faça também uma das tours organizadas pelo 9/11 Tribute Center, fundado pelas famílias tocadas pelo terrível evento. 
 


Estátua da Liberdade

Para terminar em alta, nada melhor do que uma visita ao mais representativo monumento de Nova Iorque. É ela mesma, Lady Liberty em todo o seu esplendor. E para a ter ao seu alcance, basta comprar bilhete para o ferry boat que o vai levar rumo à Ilha da Liberdade, na entrada do porto de Nova Iorque. A nossa recomendação é que, uma vez aí, não se limite a admirar a famosa estátua: sem hesitar, compre novo bilhete (que exige reserva prévia) e trepe os 154 degraus até à coroa. Garantimos sensações únicas e extasiantes.

Dica: se só quiser apreciar o impacto da Estátua da Liberdade, aproveite o Staten Island Ferry que, além de ser grátis, lhe assegura belíssimas vistas do monumento, da Ellis Island, de New Jersey e da própria Staten Island. Isto, para não falar novamente da extasiante silhueta dos arranha-céus de Manhattan.



Jantar

No seu regresso à cidade, a cerca de 15/20 minutos, vai encontrar não só a popular e turística zona de restauração de South Street Seaport, como a menos conhecida área a norte de Fulton Street, que tende a agradar aos nova-iorquinos de gema. No entanto, acreditamos que depois de um dia tão intenso, só apetece sentar-se e comer, sem dar nem mais um passo. Será que isso significa abdicar de boa comida, um ambiente vibrante e uma vista bem apelativa? Não, não mesmo.

Sugestão: Pier a Harbor House - ocupando uma área absolutamente massiva do cais onde se situa, é um imenso restaurante e bar que lhe assegura uma oferta gastronómica interessante, consistindo sobretudo de peixe ou marisco. No entanto, a principal razão para escolher este local é a animadíssima esplanada: se aprecia saborear uma refeição ou uma bebida ao pôr-do-sol, enquanto desfruta de uma vista incomparável, este é o sítio certo para si.
 

Alojamento – onde ficar a dormir?

Se os chamados destinos turísticos são a sua tentação, então vai gostar de passar a noite no coração da cidade que visita, em espaços que reflitam toda a sua essência e características que a tornaram mundialmente famosa. Em Nova Iorque, a oferta deste tipo de ambientes é demasiado ampla e o mais variada possível.

towers

Sugestão:
The Towers at Lotte New York Palace – este impressionante hotel, que foi agraciado com o Traveller’s Choice 2016, promete uma experiência absolutamente inigualável: conveniente localização central, confortáveis e elegantes espaços, de um luxo inesquecível, invejáveis vistas da cidade, uma abrangente gama de serviços e, last but not least, uma boa relação qualidade/preço. Quer sentir-se realeza sem ter de pagar como tal? É aqui mesmo.
 

Deslocações – A pé ou de metro?

 
  • The Towers at Lotte New York Palace > Top of the Rock – a pé: 6 minutos (via E 50th St ou E 49th St ou E 50th St e Rockefeller Plaza)
  • Top of the Rock > Rockfeller Center – a pé: 1 minuto (via Rockefeller Center)
  • Rockfeller Center > Times Square – a pé: 10 minutos (via W 48th St ou via Ave of the Americas e W 47th St ou via W 49th St e Broadway)
  • Times Square > Joe Allen – de metro + a pé: 11 minutos (linha M50 + via 5th Ave e W 49th st); a pé: 14 minutos (via W 46th St)
  • Joe Allen > Madison Square Garden – a pé: 15 minutos (via 8th Ave)
  • Madison Square Garden > Empire State Building - a pé: 11 minutos (via Muhammad Ali Way)
  • Empire State Building > Ground Zero - a pé + metro +  a pé: 21 minutos (até 34 St Penn Station + linha 2)
  • Ground Zero > Estátua da Liberdade - de metro: 10 minutos (linha M5); a pé: 14 minutos (via Trinity PI)
  • Estátua da Liberdade > Pier a Harbor House Restaurant - a pé: 3 minutos (via Battery PI)
  • Pier a Harbor House Restaurant > The Towers at Lotte New York Palace – de metro: 35 minutos (linha M5)

Nota (*): tenha em conta os horários de funcionamento dos transportes de NY, assim como as horas da noite a que regressa a casa. Em última análise, se for para assegurar o seu bem-estar, opte por apanhar um táxi.

Dia 2

O que lhe falta em pegada histórica, pelo menos quando comparada com algumas das mais impressionantes cidades europeias, Nova Iorque compensa em expressões e representações culturais e artísticas. E como! São tantos os museus e espaços dedicados às artes que tivemos de fazer um esforço consciente para lhe apresentar apenas aqueles que consideramos verdadeiramente essenciais – ainda que todos sejam, à sua maneira, imperdíveis.

Aproveite, então, este dia para se imbuir num ambiente verdadeiramente didático e refinado, enquanto passeia e fica a conhecer melhor algumas ruas, parques e avenidas desta extasiante cidade.
 


Central Park

Antes de dar início às festividades, recomendamos um relaxante passeio pelo inevitável Central Park, cenário privilegiado de mais filmes e séries televisivas do que poderiam enumerar-se aqui. Com 341 hectares, este imenso espaço verde é considerado um verdadeiro oásis na floresta de arranha-céus que é a cidade de Nova Iorque, oferecendo a quem o visita não só lagos, trilhos para caminhadas e extensos campos, mas também pistas de patinagem no gelo, inúmeras esculturas, um santuário vivo e muito, muito mais.

Sugestão: uma vez no Central Park, não deixe de espreitar o Castelo Belvedere, a partir do qual poderá usufruir de espantosas vistas panorâmicas de toda a área circundante e da própria cidade. Se gosta de literatura, também não deve perder um passeio pelo Literary Walk, onde encontrará estátuas de escritores como William Shakespeare.



Metropolitan Museum of Art

met

Já está preparado para esta sua jornada temática? Então, está na altura de se dirigir à afamada Museum Mile, uma zona da Upper East Side, na Quinta Avenida, que aparenta concentrar em si maior volume de cultura do que qualquer outro lugar no mundo! De entre todos os espaços de que poderíamos falar, o nosso destaque vai para o famoso “Met”, que todos deveriam visitar pelo menos uma vez na vida. E esta é a sua vez: aproveite cada segundo no interior daquele que é o maior museu de arte dos EUA e um dos mais famosos e visitados do mundo.

Curiosidade: o espólio do “The Met” ascende a mais de 2 milhões de obras, representativas de todas as épocas e locais da história da humanidade.



The Frick Collection

Se a cultura e a arte o fascinam, não pode deixar de visitar esta residência transformada em museu de topo e centro de pesquisa. Além de uma impressionante coleção de obras dos mais reputados mestres da pintura e importantes representações de outras expressões artísticas europeias, esta é uma das poucas mansões da Época Dourada ainda existentes em Nova Iorque. Aproveite a sua beleza e ambiente tranquilo para desfrutar verdadeiramente de cada instante passado nas suas alas e corredores.



Almoço com arte

Depois de tanto alimento para o cérebro, não há forma de o corpo não começar também a ansiar por alguns petiscos. No entanto, isso não significa que tenhamos de abandonar o conceito que está a guiar todo este dia. Haverá alguma forma de conjugar arte e uma inesquecível experiência gastronómica? Acredite que sim!

sabarsky

Sugestão:
Sabarsky Café – localizado na Neue Gallery, um museu de arte alemã e austríaca, este espaço de restauração assegura-lhe uma viagem até à encantadora Viena do séc. XIX, oferecendo toda uma panóplia de iguarias que são de comer e chorar por mais!
 


Museum of Modern Art

Já com a barriga cheia, e uma pequena viagem de metro depois, vai chegar ao MoMA, o imperdível Museu de Arte Moderna de Nova Iorque, um dos maiores e mais influentes do mundo. Se gosta de ser provocado e procura inspiração, este amplo espaço contemporâneo é o local certo para si. Delicie-se com as pinturas, esculturas, fotografias, peças de design e toda uma oferta de outro tipo de obras dos mais importantes artistas do mundo.

Dica: não deixe de fazer uma visita à loja do museu – Picasso, Warhol, Basquiat, Matisse, Klimt e tantos outros estão à sua espera, nas mais variadas formas e feitios…



Radio City Music Hall

rcmh

Vamos agora descontrair um pouco, com uma pequeníssima caminhada até ao Radio City Music Hall. Com os seus elaborados detalhes em Art Déco, impressionante palco e aspeto teatral, o Radio City Music Hall tem conseguido conquistar todos os que o visitam desde 1930. Se não puder assistir aí a um espetáculo da sua predileção, pelo menos faça uma tour e fique a conhecer a sua impressionante história e segredos.



New York City Public Library

Esta maravilha arquitetónica que alberga quase 53 milhões de itens, incluindo manuscritos de praticamente todos os autores dignos de referência da língua inglesa, é o sonho de qualquer amante de literatura que se preze - com a vantagem de poder ser visitado sem pagar um tostão!

Saiba ainda que os dois leões de mármore que lhe guardam a entrada, “Paciência” e “Coragem”, protegem, entre tantas outras obras, uma cópia original da Declaração da Independência e uma Bíblia de Gutenberg. 

Curiosidade: se viu o filme Ghostbusters, de certeza que se lembra da aparição de uma bibliotecária fantasma verdadeiramente aterradora, que se diz ser Eleanor Twitty. Agora, vamos testar a sua cultura pop: sabe onde aparecia esse temível espectro? Pois, precisamente na New York City Public Library.



Jantar na Broadway

Seja amante de dramas, musicais ou comédias, não pode sair de Nova Iorque sem assistir a uma das fabulosas peças em cartaz na Broadway. No entanto, antes ou depois disso, tem mesmo de escolher um belo local para uma opípara refeição. O vibrante Theater District está recheado de opções da mais elevada qualidade, mas nós gostamos de ajudar até nas escolhas mais difíceis. Esperamos que goste da sugestão que lhe deixamos, juntamente com o conselho de que faça a reserva atempadamente.

le bernardin

Sugestão:
Le Bernadin – não, não é barato, mas já foi considerado um dos 50 melhores restaurantes do mundo. Assim, perca a cabeça e invista num jantar em que as iguarias do mar são as estrelas, servidas em requintados pratos de inspiração francesa e asiática. Garantimos que vai compensar.
 

Alojamento – onde ficar a dormir?

Para quem gosta de experienciar a vida cultural e artística de uma cidade, convém que o alojamento seja igualmente interessante e distintivo, um reflexo não só das suas expetativas e personalidade, mas também das sensações vividas ao longo do dia. Vejamos se conseguimos acertar no alvo.

Sugestão: Carlyle Hotel – com uma lista de clientes que inclui nomes como os Kennedy, a Princesa Diana e Truman Capote, este elegante hotel é um clássico intemporal da cidade de Nova Iorque. O seu sofisticado estilo Art Déco, a localização privilegiada e detalhes como os fofos robes de banho, chinelos e fronhas com o monograma das iniciais dos hóspedes asseguram uma experiência absolutamente inigualável.
 

Deslocações – A pé ou de metro?

 
  • The Carlyle Hotel > Central Park – a pé: 15 minutos (via E 76th St/5th Ave/Madison Ave)
  • Central Park > Metropolitan Museum of Art – a pé: 11 minutos (via 5th Ave/Museum Mile) ou 15 minutos (via 5th Ave)
  • Metropolitan Museum of Art > The Frick Collection – de metro: 6 minutos (via linhas M1, M3 e M4); a pé: 16 minutos (via 5th Ave)
  • Frick Collection > Sabarsky Cafe – de metro: 10 minutos (via linha M1, M3 e M4); a pé: 17 minutos (via 5th Ave).
  • Sabarsky Café > Museum of Modern Art – de metro: 20 minutos (via linha M1, M3 e M4)
  • Museum of Modern Art > Radio City Music Hall – a pé: 4 minutos (via W 53rd e Ave of the Americas)
  • Radio City Music Hall > New York Public Library – de metro: 9 minutos (via linha M1, M4 e Q32)
  • New York Public Library > Le Bernadin – de metro: 7 minutos (via linhas N e R)
  • The Carlyle Hotel – de metro: 20 minutos (via linhas M1, M3 e M4); a pé: 33 minutos (via 7th Ave)

Dia 3

Compras, compras, compras! Chegou o dia em que vai poder mimar-se e render-se ao consumismo. Afinal, nenhuma viagem à Big Apple estaria completa sem uma visita a alguns das suas mais emblemáticas áreas comerciais. Sem mais delongas, puxe do cartão de crédito e siga-nos numa verdadeira shopping spree.



The High Line

high line

Antes de começarmos este dia gerido pelo mighty dólar, vamos embarcar numa atividade bastante relaxante e totalmente grátis. Onde? Num dos muitos tesouros escondidos de Nova Iorque, o belo parque suspenso que liga o Meatpacking District a West 34th Street. Quer escolha fazer o percurso completo ou sair num dos muitos pontos descendentes, podemos assegurar que vai ter um início de dia inesquecível, com belas vistas e várias zonas de descontração.



Almoço no Chelsea Market

Seja onde for que a sua caminhada matinal o leve, sugerimos que desça do High Line em Chelsea, ficando mesmo ao lado do Chelsea Market, uma espécie de bazar urbano que combina lojas gourmet, um impressionante aglomerado de ofertas gastronómicas urbanas, pop up shops com produtos de design e um intenso ambiente tipicamente nova-iorquino.

Passe a manhã a descobrir todos os seus recantos e, no final, não perca a oportunidade de petiscar uma das muitas iguarias disponíveis: de baguetes a pizza, de burritos a caril, podemos assegurar que existe uma só para si.

los tacos

Sugestão:
Los Tacos Nº1 – este quiosque de tacos é considerado por muitos como o melhor da cidade. E há razões para isso: confecionadas de forma caseira, com os mais frescos ingredientes, estas delícias são verdadeiramente irresistíveis. No entanto, prepare-se para comer de pé ou em andamento, uma vez que não existem muitos lugares sentados no Chelsea Market.



Tiffany & Co

Depois de uma experiência boémia e bastante descontraída, vamos agora passar a algo bem mais sofisticado. Aproveitando o passeio para absorver a incomparável atmosfera desta cidade única, prepare-se para ficar extasiado perante a icónica Tiffany, situada na imponente Quinta Avenida. Ainda que não haja dinheiro para levar para casa a tão cobiçada caixinha azul, não perca a oportunidade de apreciar de perto as delicadas obras de joelharia que elevaram a loja aos píncaros da fama.

Curiosidade: impossível não recordar a elegantíssima Audrey Hepburn naquele que é provavelmente o seu mais memorável papel: Holly Golightly. O nome do filme? Bem, sem grande surpresa, “Breakfast at Tiffany’s”.



Saks Fifth Avenue

Bem, e para terminar o dia de compras em grande, vamos manter-nos na Quinta avenida, mas desta vez numa das mais tradicionais e luxuosas lojas de departamento dos Estados Unidos, a Saks. Se gosta de fazer compras, então esta vai ser a tarde da sua vida: rodeado de uma extensa oferta de elegantes produtos dos mais afamados estilistas e criadores, os seus maiores problemas vão ser: o que escolher, como carregar e como evitar o saque à sua carteira. Citando os nova-iorquinos, sempre ávidos pela melhor qualidade, este é “a great place to shop”.



Jantar

Vai ser grande a tentação de jantar no Café S.F.A, localizado no 8º andar da Saks e com uma deliciosa oferta, muito louvada por todos os que já experimentaram. No entanto, a nossa recomendação é que utilize as suas últimas horas na cidade para desfrutar de uma refeição verdadeiramente original e inesquecível, aproveitando para tomar uns bem merecidos copos.

Sugestão: NYY Steak, the steakhouse of the New York Yankees – não perca esta oportunidade de se deixar envolver pelo espírito desportivo que se sente em toda a cidade. Num espaço onde, tal como o nome indica, se respira basebol, além dos mais suculentos e apetitosos bifes, vai também encontrar refinadas interpretações dos clássicos snacks dos campos de jogo. Enquanto desfruta de uma refeição bem regada, aproveite ainda para apreciar uma ampla gama de memorabilia dos New York Yankees.  
 

Alojamento – Onde ficar a dormir?

Se este roteiro de compras fez as suas delícias, então acreditamos que a nossa sugestão de alojamento vai deixá-lo entusiasmado. Afinal, depois de um intenso dia de consumismo, nada melhor do que regressar a um espaço marcado por uma sofisticação descontraída, no qual podemos sentir um verdadeiro espírito familiar.

Sugestão: Chelsea Pines Inn – vencedor do Traveller’s Choice Award 2016, atribuído pelo Trip Advisor, este é o hotel para quem se quer afastar do bulício da cidade, sem abdicar de um serviço de qualidade, de um ambiente moderno e de pormenores de luxuosa elegância. O bónus? A divertida decoração é feita com posters originais da Época Dourada de Hollywood.
 

Deslocações – A pé ou de metro?

  • Chelsea Pines Inn > The High Line - a pé: 7 minutos (via W 14th St, 9th Ave e Gansevoort St)
  • The H The High Line > Chelsea Market - a pé: 4 minutos (via W 16th St ou via W 16th St e 9th Ave)
  • Chelsea Market > Tiffany - a pé: 22 minutos (via 9th Avenue e W 23rd St); de metro: 20 minutos (via linhas M5 e M7)
  • Tiffany > Saks - de metro: 12 minutos (via linhas N e R ou via F)
  • Saks > NYY Steak, the steakhouse of the New York Yankees – a pé: 10 minutos (via Ave of the Americas e W 51st St); de metro: 11 minutos (via linhas M5 e Q32)
  • NYY Steak, the steakhouse of the New York Yankees > Chelsea Pines Inn  – de metro: 16 minutos (via linha E ou via linha 1)

Consulte também o mapa de nova Iorque com os principais pontos de interesse para estes 3 dias:

Nova Iorque mapa

Esperamos que este roteiro de três dias em Nova Iorque o tenha conquistado e convencido a planear uma viagem à incomparável Big Apple. Se for o caso e decidir por em prática as nossas sugestões, não se esqueça depois de partilhar connosco cada momento daquela que será, sem sombra de dúvida, uma das mais inesquecíveis experiências da sua vida. Boas férias e divirta-se!

Veja também: