AUMENTe AS sUAS PROBABILIDADES DE ARRANJAR EMPREGO!

Ruído no trabalho: o que fazer

Descubra os malefícios do ruído no trabalho.

Ruído no trabalho: o que fazer
Ruído no trabalho – malefícios para a saúde

Trabalha num ambiente ruidoso? Saiba que o ruído no trabalho tem consequências negativas sobre a sua produtividade, e faz com que, para produzir o mesmo, se canse muito mais. Damos-lhe algumas estratégias para evitar os ambientes de trabalho ruidosos e para lidar melhor com o ruído, de forma a não prejudicar o seu desempenho!


Ruído no trabalho: regras e direitos


Ruído no trabalho

Há muitas pessoas que gostam de trabalhar com música; outras, não vêem qualquer impedimento em concentrar-se em ambientes barulhentos, como cafés com muitas pessoas e movimento. Porém, a maioria de nós é mais produtiva quando não existe ruído no trabalho.



Trabalhar com música – sim ou não?

Os estudos dão uma resposta clara: Não. Pode tornar o seu estudo ou trabalho mais agradável e ajudar o tempo a passar mais depressa, mas a verdade é que a música dificulta a concentração, principalmente se for passível de ser cantada e/ou se tiver letra. Se não passa sem música, opte por música clássica!



Ruído dos equipamentos de trabalho

Nos ambientes de escritório, sobretudo nos locais de trabalho que se assemelham a open-spaces, pode confrontar-se com o barulho que é provocado pela atividade dos restantes colaboradores da empresa: telefones a tocar e conversas telefónicas, reuniões de trabalho, entrega de mercadorias ou de encomendas, ações de formação, entre outras atividades.

Em contexto industrial a situação agrava-se, devendo as empresas tomar precauções relativamente aos malefícios do ruído no trabalho para os seus colaboradores.



Como podem as empresas reduzir os malefícios para os trabalhadores?

É recomendável que as organizações possuam pelo menos um espaço de concentração absoluta, em que seja possível fechar a porta e estar em completo silêncio para se poder concentrar a 100%.

As organizações podem e devem informar os seus trabalhadores quanto aos níveis de ruído nas instalações, facultar equipamento de proteção auditiva e monitorizar a sua utilização correta.

Tratando-se de contextos de trabalho em que os colaboradores estejam expostos ao ruído de máquinas, a empresa deverá organizar a atividade por turnos, de forma a que as máquinas não funcionem todas ao mesmo tempo ou a que os trabalhadores não fiquem expostos ao ruído muitas horas.

Finalmente, é aconselhável propor aos colaboradores a realização períódica de um teste audiométrico.

Veja também: