Salário mínimo em Espanha: saiba tudo

Em 2017, o salário mínimo de Espanha foi aprovado pelo Governo para se situar nos 707,60 euros.

Salário mínimo em Espanha: saiba tudo
Uma realidade bem diferente da de Portugal

Em janeiro de 2017, o Governo espanhol e o Partido Socialista Operário Espanhol (PSOE), a principal força política da oposição, acordaram um aumento de 8% do salário mínimo em Espanha para o ano corrente, totalizando 707,60 euros. Isto significa que em 2017 os espanhóis vão receber mais 52,4 euros por mês do que em 2016.

Apesar de reconhecerem que se trata de um avanço, os sindicatos espanhóis ainda não estão totalmente satisfeitos, referindo mesmo que este valor é  ainda “absolutamente insuficiente”.

Esta decisão integrou as negociações sobre o Orçamento Geral do Estado para 2017, sobre o qual foi colocado o grande objetivo, negociado com a Comissão Europeia, de alcançar um défice público de 3,1 % do PIB.

Salário mínimo em Espanha VS Portugal

As realidades entre Portugal e Espanha ainda estão longe de serem semelhantes em variados pontos. Um deles é exatamente o salário mínimo. No caso do ano de 2017, existe uma diferença de 149,4 euros mensais entre o salário mínimo de Espanha e o de Portugal, sendo o de Portugal o mais baixo.

Se fizermos as contas ao ano, percebemos que os vizinhos espanhóis ganham mais 1792,8 euros ao final de doze meses do que os trabalhadores portugueses que aufiram o salário mínimo.

Consulte a tabela com a evolução do salário mínimo de Espanha e de Portugal ao longo dos últimos três anos:

Ano Portugal Espanha
2015 505 € 648,60 €
2016 530 € 655,08 €
2017 557 € 707,60 €

 

No ano de 2015, a diferença era de 143,6 euros mensais a menos para os portugueses do que para os Espanhóis. Estamos a falar de 1723,2 euros a mais para os trabalhadores com salário mínimo de Espanha do que os trabalhadores com salário mínimo de Portugal.

Já em 2016, essa diferença desceu um pouco, para 125,08 euros, o que no total de 12 meses vai ser um total de 1500,96 euros.

Em 2017 foi batido o record dos três anos, com uma diferença ainda mais significativa, a desfavorecer Portugal: 150,60 euros a menos para os trabalhadores lusos, o que ao final de um ano de trabalho dá um total de 1807,2 euros!

Se formos a fazer as contas, de facto existe ainda uma grande diferença entre os dois países. Somando a isso o facto de que o custo médio de vida é muito semelhante em Portugal e Espanha, Portugal fica claramente numa posição desfavorável.

Veja também: