Publicidade:

5 segredos que os psicólogos não lhe contam

Sigilo e confidencialidade são dois conceitos inerentes à profissão do psicólogo. Contudo, vale a pena conhecer 5 segredos que os psicólogos não lhe contam.

5 segredos que os psicólogos não lhe contam
É importante que confie no seu psicólogo

Em cada sessão, o paciente, juntamente com o terapeuta, explora as causas por trás das questões que o atormentam e que colocam em causa o seu bem-estar psíquico. Deste modo, é importante que o início do tratamento seja feito por iniciativa do paciente, para assim garantir melhores resultados.

Todos os profissionais têm os seus segredos e os psicólogos não são exceção. Conheça alguns dos segredos que os psicólogos não lhe contam.

5 segredos dos psicólogos que deve conhecer


As doenças mentais causam danos no cérebro

segredos psicologos

Assim que sentir que precisa da ajuda de um terapeuta, não adie mais a marcação da consulta. A verdade é que é muito provável que com o adiar dessa ida os problemas comecem a adensar-se.

Deste modo, o que poderia ser facilmente tratado com algumas sessões pode exigir mais sessões ou mesmo outro método de tratamento adicional.

O tratamento é mais eficaz quando é o próprio paciente a pagar as consultas

tratamento psicologico

Se por um lado é importante que o início do tratamento ocorra por vontade do próprio paciente, também se defende que a terapia tem mais eficácia se for paga pelo próprio paciente.

Neste sentido, acredita-se que os pacientes se encontram mais empenhados no tratamento quando pagam as consultas na totalidade, isto é, quando não há seguro de saúde associado.

Confie no seu psicólogo

confie no seu médico

Um dos aspetos que deve ter em conta é que pode e deve confiar no seu psicólogo. A terapia é um processo gradual e colaborativo. Como tal, é ao seu psicólogo que deve contar as suas preocupações e inquietações.

Não se preocupe com o facto de este poder ficar chocado com alguma informação. Além da conversa ser confidencial, só transmitindo os seus pensamentos ao seu terapeuta é que poderá ver melhorias no seu diagnóstico e atingir, assim, os objetivos do tratamento.

Não se ofenda se o seu psicólogo não o cumprimentar

não reconhecer

Na verdade, há várias razões para este comportamento por parte do seu terapeuta. Uma das mais óbvias prende-se com o facto do terapeuta ter vários pacientes, como tal, pode acontecer que este não o reconheça fora do local habitual.

Por outro lado, se o mesmo estiver acompanhado, ainda é menos provável que o cumprimente, pois caso o faça pode estar a pôr em causa o sigilo profissional.

Problemas de solidão não se tratam no consultório

fazer amigos

Um dos principais motivos que leva os pacientes a recorrerem a um psicólogo é uma tentativa de combater a solidão e o isolamento. Contudo, o consultório não é o local indicado para fazer amigos. Isto porque o psicólogo está lá para cumprir o seu papel: ajudá-lo no autoconhecimento, através da reflexão, ajudando-o a desenvolver as ferramentas necessárias, não para ser seu amigo.

Aposte antes nas suas relações sociais, com a família e com os amigos. Procure estar com o seu grupo de pessoas mais próximas e conviva mais com quem gosta de si. O voluntariado também pode ser uma excelente forma de evitar o isolamento social: não só vai estar a combater este seu problema como vai estar a ajudar quem mais precisa.

Veja também: