5 sinais de que o seu filho pode ter uma depressão

Neste artigo apresentamos sinais de que o seu filho pode ter uma depressão, diferenciadores da tristeza esporádica.

5 sinais de que o seu filho pode ter uma depressão
Na maior parte dos casos, a criança não consegue explicar o sentimento a um adulto

Muitas pessoas têm a ideia que a depressão apenas ocorre em adultos, mas na verdade, crianças também estão suscetíveis.
A depressão interfere na vida diária de uma criança de forma contínua e na maior parte dos casos, a criança não sabe que está deprimida ou não consegue explicar o sentimento a um adulto, portanto é importante tomar especial atenção aos sinais de que o seu filho pode ter uma depressão.

É normal que todas as crianças passem por alguns episódios esporádicos de alguma tristeza, e, também, por períodos de alguma depressão e o importante é tentar perceber a sua origem e dar espaço e tempo para que as crianças se sintam confortáveis para falar sobre o que sentem.

Os sintomas das crianças que sofrem de depressão são muitas vezes subtis e difíceis de detectar.

 

5 sinais de que o seu filho pode estar com uma depressão 

 

1. Alterações de humor

É perfeitamente normal que o humor das crianças varie de dia para dia, mas o mau humor persistente aliado à agressividade e ao facto da criança se isolar cada vez mais e não se envolver com os outros, pode ser um sintoma de depressão.
Uma criança triste ou deprimida necessita acima de tudo de carinho e, normalmente a tristeza e a depressão, que poderá até estar mascarada por sentimentos de zanga e raiva, são um pedido de ajuda e atenção.

 

2. Alterações do horário de sono

Os problemas do sono são muito comuns nas crianças. No entanto, alguns problemas de saúde mental estão associados com transtornos do sono, como por exemplo, ter pesadelos ou sonambulismo.
Estas perturbações resultam numa fadiga diurna, que prejudica o rendimento escolar da criança.

 

3. Dificuldades de concentração

Algumas das crianças com depressão têm mais dificuldades para se concentrarem em tarefas, especialmente na escola. Este pode ser um sintoma de uma doença subjacente, ou o resultado de outros problemas, como a falta de horas de sono necessárias.
 

4. Perturbações alimentares

A criança pode perder o apetite ou, pelo contrário, surgir um aumento da ingestão de alimentos.
É normal que as crianças possam ser um pouco selectivas quanto ao que gostam ou não de comer, mas, estar preocupado com o efeito que pode ter sobre a sua aparência/peso, não deve ser ignorado e a perda de peso inexplicável é sempre uma preocupação.

 

5. Danos físicos

Alguns problemas de saúde mental fazem com que o doente se magoe a si próprio. Este não é necessariamente um comportamento deliberado, e pode ser bastante difícil de controlar. Note que nestes casos, a criança precisa de ser abordada e deve procurar ajuda imediatamente.


Se identificou alguns sinais de que o seu filho pode ter uma depressão nesta lista, não hesite em tomar uma atitude. Em primeiro lugar, deve falar com a criança e demonstrar-se sempre aberto e disponível para partilha de sentimentos, sem qualquer julgamento. Desta forma irá criar um ambiente onde as crianças se sintam seguras a expressar-se, o que pode levar à identificação de problemas. 

Veja também: