6 sinais de que um idoso já não deve morar sozinho

Nem sempre é fácil perceber quando um idoso já não deve morar sozinho, mas é importante. Compilamos uma lista com os sinais que o devem preocupar.

6 sinais de que um idoso já não deve morar sozinho
Esteja atento aos sinais e intervenha a tempo

De acordo com dados recentes, em Portugal, mais de 43 mil idosos vivem sozinhos. Com o avançar da idade, esta pode não ser a melhor opção: esteja atento aos sinais de que um idoso já não deve morar sozinho. O primeiro passo é ter uma conversa franca com a pessoa.

Idosos sozinhos em casa: uma tendência em Portugal

Segundo a Guarda Nacional Republicana (GNR), que no ano passado esteve a trabalhar na operação “Censos Sénior 2016”, dos 43.322 idosos sinalizados, 4626 moravam em locais isolados, 26.000 viviam sozinhos e 3085 viviam sozinhos e isolados. De acordo com a GNR, estes números triplicaram entre 2011 e 2016.

Mas quando é que os idosos não devem mais morar sozinhos? Existem diversos sinais que atestam essa realidade e que merecem toda a sua atenção.

6 sinais de que um idoso já não deve morar sozinho

1. O bem-estar físico está a degradar-se

Este é um dos sinais mais evidentes. Se o idoso está a perder peso rapidamente e se deixa de participar em algumas das atividades e eventos que eram parte integrante da rotina, alguma coisa pode estar errada.

Se começa a encontrar manchas negras no corpo da pessoa mais velha, fique preocupado: pode ser sinal de falta de equilíbrio, o que compromete seriamente o bem-estar e a segurança da pessoa em questão.

2. Alterações significativas do humor

Reparou que os seus pais estão mais agitados, nervosos e menos pacientes? Alguns estudos indicam que doenças como a Demência ou o Alzheimer afetam o estado emocional dos idosos, o que pode colocar em risco as suas vidas, se morarem sozinhos e se não estiverem a ser seguidos por uma equipa especializada.

3. Perda de memória

Se os seus pais começam a esquecer os trajetos para locais que visitam regularmente ou se começam a deixar de tomar dos medicamentos na altura correta, esteja atento à evolução deste quadro de perda de memória: podem ser sinais de que os idosos não devem mais viver sozinhos.

4. Alterações dentro de casa

Começou a reparar que os alimentos conservados dentro do frigorífico já ultrapassaram o prazo de validade? A casa começa a apresentar sinais de falta de cuidado de forma repentina? Alguns objetos aparecem em locais estranhos? Este pode ser mais um dos sinais de que os idosos não devem mais morar sozinhos. Os especialistas dizem que estas situações podem ter origem em casos de Demência. Esteja atento e procure o médico que acompanha os seus pais.

idoso

5. Correspondência fica por abrir

Pode passar despercebido, mas este é um sinal de que alguma coisa pode estar errada. Cartas por abrir e contas por pagar podem ser um sinal de que os mais velhos podem estar a desenvolver algum distúrbio cognitivo. Esteja atento e procure ajuda médica para despistar qualquer doença.

6. A higiene pessoal ficou para segundo plano

Se começa a perceber que os seus pais já não tomam banho (ou a frequência é cada vez menor), pode ser sinal de que estão a desenvolver alguma doença cognitiva, como é caso do Alzheimer (nestas situações, os pacientes deixam de perceber qual a razão para tomarem banho e deixam de fazê-lo). Se assim for, este é um dos sinais de que os idosos não devem mais morar sozinhos.

É tempo de agir. E agora?

É normal que a maioria dos idosos queiram viver sozinhos. Ainda assim, são muitos os casos em que essa não é uma situação viável.

Uma conversa franca é sempre a melhor opção: os especialistas aconselham que aborde o tema sempre na perspetiva do idoso (quais os seus objetivos para os próximos anos e se tem notado alguma dificuldade na execução de algumas tarefas do seu dia-a-dia). Esta não pode (nem deverá) ser uma conversa rápida – vá com calma, perceba as intenções dos mais velhos e explique o seu ponto de vista. O importante é garantir sempre o bem-estar dos idosos.

Veja também: