3 sintomas da correia de distribuição: esteja atento

Conheça alguns sintomas de que precisa de mudar a correia de distribuição, de modo a prevenir que esta rompa e o faço ter grandes despesas.

3 sintomas da correia de distribuição: esteja atento
Preste bastante atenção a este componente fundamental

A correia de distribuição é uma componente essencial para o bom funcionamento do seu carro, pois ela é responsável pela sincronização de várias peças, como os pistões e as válvulas. Pelas suas funções, esta não pode ser negligenciada e, apesar de muitos condutores a desconhecerem, vale mesmo a pena estar atento aos sintomas da correia de distribuição.

Se não sabe quando mudar a correia de distribuição, descubra neste artigo 3 sinais para identificar o problema, atuar de imediato e prevenir maiores gastos. Sabia que, se a correia rebentar, o motor pode também sofrer danos?

Lembre-se que, para prevenir acasos infelizes, deve mudar a correia de acordo com recomendações da marca, normalmente a cada 100.000 quilómetros. Não é recomendado guiar-se apenas pelos sintomas – eles servem apenas para indicar situações inesperadas.

3 sintomas da correia de distribuição: quando mudar

1. Danos físicos

Por norma, uma forma fácil de identificar um problema na correia de distribuição é verificar se há danos físicos, como o desgaste excessivo ou rachas nas partes dentadas. Sempre que identificar danos físicos visíveis, deve contactar o seu mecânico. Este passo pode salvar o seu motor.

A maior parte das correias é fabricada com borracha reforçada, existindo ainda algumas que são metálicas – ou seja, que não precisam de muita manutenção, mas podem também vir a necessitar de substituição.

2. Ruído na zona do motor

Ruído vindo da zona do motor pode indicar problemas na correia, mas este sintoma já não é muito comum. Com a evolução da mecânica, o barulho criado pelo coração das nossas máquinas tem vindo a ser cada vez menor. No entanto, sempre que verificar algum som diferente do habitual, não ignore o assunto.

3. Vestígios de óleo

Um famoso sintoma de que algo se passa com o carro é a presença de vestígios de óleo. Isso indica que há uma fuga que vai fazer com que o tempo útil da correia seja mais curto. Como tal, sempre que encontrar vestígios de óleo na correia de distribuição não os deve ignorar.

Há outros sintomas que deva ter em atenção?

Sim, há outros sintomas que merecem o alerta. Ter o carro a beber demasiado combustível, com um desempenho inferior ao esperado, ou a vibrar demasiado ao conduzir podem ser alguns dos sinais que também indicam problemas. Fique atento!

A substituição da correia de distribuição deverá sempre ser feita por um profissional. Se mal colocada, ela pode vir a ser sinónimo de mais despesas – e de uma grande dor de cabeça. Sempre que trocar a correia, não se esqueça da bomba de água, responsável por fazer circular o líquido de arrefecimento.

Veja também: