Publicidade:

7 sintomas de cancro que passam facilmente despercebidos

As doenças oncológicas são a segunda causa de morte em Portugal. Saiba como interpretar alguns sintomas de cancro que passam facilmente despercebidos.

7 sintomas de cancro que passam facilmente despercebidos
O cancro do pulmão apresenta a maior taxa de mortalidade em Portugal

Em Portugal, os tipos de cancro mais comuns são o cancro do cólon, da pele, do pulmão, da próstata e da mama. Neste sentido, o Programa Nacional para as Doenças Oncológicas pretende que, em 2020, os programas de rastreio oncológico sejam acessíveis a todos os portugueses. O objetivo é claro: reduzir a mortalidade associada a tumores preveníveis.

Há vários sintomas de cancro que passam facilmente despercebidos, mas que deve ter em atenção, uma vez que o podem ajudar a fazer um diagnóstico precoce.

7 possíveis sintomas de cancro que passam facilmente despercebidos


Perda de peso

perda de peso

A perda de peso, sem razão aparente, deve ser um motivo de preocupação e algo a que deve estar especialmente atento. Além de ser um sintoma associado a muitas outras doenças como, por exemplo, o hipertiroidismo, é também um sintoma de cancro muito comum.

Como tal, deverá consultar o seu médico caso não tenha mudado os seus hábitos alimentares ou reforçado a prática de exercício físico e verifique uma perda de peso relevante.

Manchas na pele

alterações na pele

“Sombra aumentada, hora apropriada; Final do dia é a melhor hora do dia; Goze o sol à sombra para uma boa proteção”, estas são apenas algumas recomendações da Associação Portuguesa de Cancro Cutâneo (APCC). A verdade é que estes conselhos nunca são demais, tendo em conta que o cancro da pele é o tipo de cancro mais comum.

Assim sendo, alterações e assimetrias nos sinais, sinais vermelhos, nódulos, entre outros são alguns dos sintomas que podem indiciar que poderá ter um problema de pele. Neste sentido, segundo a APCC, deve adotar um conjunto de medidas para evitar qualquer alteração ou mancha de aparência suspeita:

Alterações na boca

alterações na boca

Infelizmente, a maior parte das formas de cancro da boca são diagnosticadas tardiamente, quando o cancro já se propagou, atingindo os gânglios linfáticos do maxilar e do pescoço. O resultado é alarmante: em 25% dos casos, o cancro da boca é mortal.

Em geral, o cancro da boca apresenta-se como uma lesão oral ulcerada, instalada sobre uma base mucosa endurecida. Com efeito, deve ter especial atenção a feridas brancas ou vermelhas que não cicatrizam depois de algumas semanas.

Tosse constante

cancro pulmoes

O cancro do pulmão é o que apresenta a maior taxa de mortalidade em Portugal. Apesar do número de vítimas mortais ter diminuído ao longo dos anos, sobretudo nos homens, a incidência nas mulheres tem aumentado.

A probabilidade de desenvolver cancro do pulmão é real, mesmo quando não é fumador, e aumenta com a exposição regular ao fumo de tabaco ambiente, ou seja, o fumo que está no ar.

Assim, deve prestar especial atenção aos sintomas associados ao cancro do pulmão, entre os quais: tosse persistente, tosse acompanhada de sangramento pela boca, alterações na voz e dor ao respirar.

Alterações no peito

alterações no peito

Em todo o mundo, o cancro da mama é o mais comum entre as mulheres. Em Portugal, os números, ainda que baixos quando comparados com o resto do mundo, apontam para um aumento de casos.

Uma das principais recomendações médicas é fazer regularmente os exames de prevenção – o auto exame da mama; as ecografias e/ou mamografias -, uma vez que são a melhor forma de garantir um diagnóstico precoce do cancro da mama. Ainda assim, deve consultar o seu médico caso verifique algum destes sintomas: nódulos; corrimento mamilar; eritema cutâneo ou qualquer assimetria entre as duas mamas.

Problemas ao urinar

problemas de próstata

O cancro da próstata é o segundo cancro que mais homens portugueses mata. De acordo com o último relatório da Direção-Geral de Saúde, em 2015 verificou-se uma diminuição no número de óbitos. Considerando que esta é uma doença que pode progredir lentamente, os homens devem fazer check-ups regulares.

Relativamente aos sintomas, os mais comuns são:

  • Dificuldade ou incapacidade de urinar;
  • Descanso noturno várias vezes interrompido por necessidade de urinar;
  • Dor e/ou ardor ao urinar;
  • Fluxo de urina fraco ou intermitente;
  • Dificuldade nas relações sexuais por não conseguir ereções;
  • Presença de vestígios de sangue na urina ou no sémen.

Sangue nas fezes

alterações no sistema digestivo

Diarreias frequentes, sensação de abdómen inchado, flatulência, sangue nas fezes ou dores persistentes na barriga – estes podem ser os primeiros sinais de uma doença que pode evoluir silenciosamente.

A verdade é que muitos destes sintomas são encarados com normalidade pelo doente, o que muitas vezes contribui para atrasar o diagnóstico e agravar assim a doença.

No caso da perda de sangue nas fezes, na maior parte os casos, é um sintoma de outros problemas não tão graves como, por exemplo, hemorroidas. Contudo, pode ser também um sinal de alerta para o cancro do intestino.

Um dos exames a fazer – principalmente se tiver historial deste tipo de cancro na sua família ou se tiver mais de 50 anos – implica a recolha de fezes para posterior análise laboratorial.

Veja também: