4 sintomas de uma embraiagem queimada

Sabe como ver se tem a embraiagem queimada? O problema pode ser sério, portanto é melhor rever a matéria.

4 sintomas de uma embraiagem queimada
Saiba quando visitar o mecânico

Uma embraiagem queimada pode ser um problema recorrente para muitos condutores. Alguns maus hábitos, como carregar no pedal da embraiagem sem trocar a mudança, podem fazer com que a embraiagem queime.

Mesmo quem evita maus hábitos tem que lidar com o problema de vez em quando, visto a utilização normal do automóvel danificar a embraiagem ao longo do tempo.
 

4 Formas de ver se a sua embraiagem já esteve melhor

 

1. Emite um cheiro a queimado

O sintoma mais óbvio de uma embraiagem queimada é o cheiro. Quando estiver a conduzir e sentir um cheiro parecido ao de uma tosta queimada, é provável ser a sua embraiagem está a dizer-lhe que algo não está bem

Sentir o cheiro pode indicar outros problemas, e é aconselhável ver se está tudo bem com o carro se o sentir. Se o problema for ignorado, eventualmente vai deixar de conseguir trocar de mudança.

 

2. Sente-se ao conduzir

Quando a embraiagem já não está no seu melhor, é possível sentir o problema ao conduzir. Se quando trocamos a mudança e existe alguma resistência ao fazê-lo, é sinal de que tem a embraiagem queimada, ou que está muito perto disso. Normalmente é mais fácil sentir isto na 1ª mudança ou a fazer marcha atrás.

Além disso, quando pressionamos o pedal da embraiagem deve ser necessário algum movimento ao soltar o pedal para largar a embraiagem. Se este movimento for muito reduzido, é sinal que algo se passa.

 

3. As rotações aumentam sem alterar a velocidade

Quando está a conduzir muito bem a uma velocidade fixa e de repente nota que as rotações do motor estão demasiado altas, isto é sinal de que a embraiagem está ou pode estar a ficar queimada.

Isto acontece porque uma embraiagem danificada  faz com que seja preciso um maior esforço por parte do motor, aumentando as rotações e provocando um aquecimento. Nem é preciso acelerar para provocar a reação.

 

4. Faça o teste no parque de estacionamento

Se não considerar os outros sintomas claros, é boa ideia testar a sua embraiagem num parque de estacionamento vazio para que saiba se precisa, ou não, de levar o carro ao mecânico.

Conduza na 3ª mudança e, com o pé no acelerador, carregue no pedal da embraiagem e solte. Se as rotações do motor descerem de imediato, não precisa de ver o mecânico. Se não descerem, significa que tem a embraiagem queimada ou danificada.
 
Para quê pagar mais? Poupe até 250€/ano no seu seguro automóvel com a LOGO! Saiba como aqui.

Veja também:

Continuar a Ler