Publicidade:

Este é o sítio mais sujo do avião

O local mais sujo do avião já foi, muito provavelmente, tocado por si. Saiba qual é.

Este é o sítio mais sujo do avião
Saiba qual o sítio que mais bactérias aloja num avião

Será que consegue adivinhar qual é o sítio mais sujo do avião? Sabendo que os germes estão por todo os lado, será que este local lhe vem à cabeça quando pensa nestes bichinhos milimétricos?

Embora o avião seja um dos meios de transportes mais seguros do mundo, a verdade é que nem este meio de transporte está livre de bactérias. Se o que o assusta normalmente são as bandejas ou as casas de banho, saiba que a maior fonte de germes de um avião é um local onde inevitavelmente já tocou, sem sequer imaginar que se trata do lugar mais sujo do avião.

Conheça o sítio mais sujo do avião

ventilacao

Segundo testes realizados pela Travel Math, há um dispositivo carregadíssimo de bactérias e que nenhum de nós tem medo de lhe tocar: a ventilação aérea, em que todos nós acabamos por tocar para ajustar o ar por cima das nossas cabeças.

A Travel Math enviou um microbiologista para testar as bactérias presentes em cinco aeroportos e quatro aviões. A descoberta foi impressionante: os ventiladores apresentavam cerca de 285 unidades de bactérias por centímetro quadrado. Mesmo comparando este local com as bandejas do avião, ficou comprovado que os ventiladores de ar são o lugar mais sujo do avião.

O mais assustador será mesmo o facto de que o respiradouro de ar apresentou mais bactérias do que o próprio botão de descarga do autoclismo.

Não há maior risco de adoecer ou contrair bactérias nocivas num avião do que numa creche ou num edifício de escritórios, contudo deve ter em conta que o facto de ficar doente após uma viagem pode dever-se mais ao ato de viajar em si do que ao local que visita.

Dito isto, para grandes males, grandes remédios: lavar as mãos é sempre uma boa ideia. Faça-o, sobretudo, após tocar no sítio mais sujo do avião, agora que sabe qual é.

Veja também: