PLANO DE SAÚDE MEDICARE - 6 mensalidades sem compromisso

Spirulina: o superalimento que vai querer conhecer

Spirulina milagrosa? Pode ser o segredo para emagrecer com saúde, combater a celulite e a fadiga, e fortalecer a imunidade. Conheça os seus prós e contras.

Spirulina: o superalimento que vai querer conhecer
Será este o segredo para emagrecer e ter mais saúde?

Existe um superalimento que está a dar o que falar. Conhece a spirulina?

E se disséssemos que uma das primeiras espécies a habitar a terra é hoje uma arma eficaz no combate à balança e à celulite, e uma aliada contra a fadiga e o cansaço? E se, para além de tudo, ela nos desse a imunidade de um super herói e fosse mais rica em vitaminas, minerais e proteína do que praticamente tudo o que já comeu na vida?

Se ainda não ouviu falar da spirulina, vai ouvir. Ela é tendência para os mais interessados em manter a saúde em dia, e cada vez mais pessoas discutem e confiam nos benefícios desta milagrosa microalga. 

Saiba mais sobre os riscos e benefícios desta poderosa cianobactéria de água doce que chamou a atenção dos nutricionistas. Se o nome ainda lhe parece complicado, não importa. O que ela faz pelo nosso corpo é a solução.
 

Mas afinal, o que é Spirulina?

A Spirulina é uma cianobactéria, ou microalga verde-azulada, que cresce em águas mornas e minerais e que contém mais proteínas que qualquer outro alimento natural. A alta concentração de 100 nutrientes essenciais faz da spirulina um alimento tão completo que seríamos capazes de sobreviver apenas com a sua ingestão. Não acredita? 

A Spirulina contém todos os aminoácidos essenciais à manutenção de um corpo saudável e tem capacidade regeneradora após a atividade física, sendo uma excelente solução para quem pratica desporto com regularidade. Este superalimento é rico em vitaminas e ácidos gordos essenciais, e por isso estimula a nossa função cerebral, aumentando a capacidade de concentração e de memória.

Os especialistas em nutrição calculam que a spirulina contém entre 60% a 70% de proteína completa. Numa breve comparação à carne vermelha, que contém apenas 27% de proteína, é possível constatar o poder deste superalimento natural e entender o porquê de ele ser uma excelente opção para quem segue uma dieta vegetariana (a soja, por exemplo, tem 34% de proteína). 
 

Benefícios da spirulina

Por conter elevados níveis de minerais, como ferro, zinco, selénio, potássio e cálcio, a spirulina é uma poderosa aliada no desenvolvimento dos ossos e das células saudáveis do sangue. Ela fortalece o sistema imunitário, e naquelas alturas em que já estamos a passar por algum período de doença, esta microalga intensifica a nossa capacidade de resposta e ajuda o nosso organismo a lutar contra as infeções.

É rica em vitaminas B1, B2, B3, B6 e B9, necessárias ao equilíbrio do sistema nervoso, vitamina D que, aliada ao cálcio, previne doenças dos ossos, como o raquitismo e a osteoporose, e ainda pró-vitamina A (Betacaroteno), que mantém a visão saudável. A spirulina contém betacaroteno num teor dezenas de vezes superior ao da cenoura, e 300 vezes mais cálcio do que o leite.

Fonte natural de iodo, elemento químico essencial para auxiliar no bom funcionamento da tiroide, a spirulina contribui para regular as hormonas que regulam o crescimento e o metabolismo. Investigações ligadas à nutrição têm provado que as dietas deficientes em iodo provocam aumento de peso, fadiga, depressão, lentidão mental e colesterol elevado.

Poderosa ainda enquanto alimento com alta capacidade detox, esta alga abriga níveis elevados de antioxidantes naturais, como a vitamina C e a vitamina E, que neutralizam radicais livres, previnem os sinais prematuros de envelhecimento e limitam os danos celulares.


A resposta que quer saber… a spirulina emagrece mesmo?

Muitas vezes, a fome aparece quando o corpo precisa de encontrar forma de avisar que necessita de nutrientes. Quando uma dieta privilegia alimentos de má qualidade, o cérebro irá aumentar o apetite e enviar mensagens até que o corpo receba tudo aquilo que deseja. Como a spirulina aumenta a concentração de nutrientes no organismo, a fome é reduzida e a sensação de saciedade prolongada. 

Além disto, a toma regular de spirulina aliada à prática de exercício físico é ideal para criar músculos, devido à alta concentração de proteínas e dos 8 aminoácidos essenciais. Com mais massa magra, o corpo passa a queimar mais calorias ao longo do dia. 

A spirulina é uma fonte rica em ómega 3 e ácido gama-linolénico, que contribui para regular o açúcar no sangue e controlar os níveis de insulina. Isto reduz a ingestão de hidratos de carbono e ajuda na perda de peso.
 

Como tomar spirulina 

  • Dê preferência ao seu consumo em cápsulas e evite ingerir durante as refeições. Desta forma, com um pouco de água, vai obter mais dos seus suplementos e ter melhores resultados. Esta é também a sua apresentação mais comum no mercado. 
  • Se optar pela spirulina em pó, adicione uma colher sopa por dia ao sumo, batido, e até mesmo à refeição.
  • Evite maiores problemas e compre de marcas reconhecidas. A spirulina absorve bactérias e outros poluentes facilmente enquanto cresce. 
     


Contraindicações da Spirulina

  • Mulheres grávidas ou em período de amamentação, assim como crianças pequenas, não devem ingerir spirulina. Apesar de não terem sido apontados efeitos graves ou severos, é fundamental que, durante a gravidez como na amamentação, consulte um médico para saber mais sobre os riscos para a saúde da mãe ou do bebé.
  • Pessoas que sofrem com alterações da glândula tireoide, como o hipotireoidismo ou o hipertiroidismo, não devem tomar spirulina sem indicação médica. Devido à porção de iodo que contém, a spirulina  afeta o bom funcionamento da tireoide, principalmente em casos de hipertireoidismo.
  • Se sofre com diabetes, pressão arterial, problemas autoimunes, nos rins, fígado ou cancro, consulte o seu médico antes de incluir a spirulina na sua dieta.
  • Embora não sejam comuns, existem alguns efeitos indesejados no consumo da spirulina, como dor de cabeça, febre, desconforto estomacal e irritação na pele.


Em resumo, se adotar uma dieta saudável e incluir a spirulina no seu dia a dia, vai estar a enriquecer corpo e mente, promovendo uma melhor qualidade de vida e com foco na longevidade. Como prenda da Mãe Natureza, ela vai auxiliar na redução das medidas e ajudar a dar adeus aos números que ainda incomodam na balança.
 

A “pequena” lista de nutrientes da spirulina

  • Proteína: 60-70% de proteína completa de alta qualidade
  • Vitaminas: A, B1, B2, B3, B9, B12, D, E e K
  • Minerais: Cálcio, Cromo, Cobre, Ferro, Magnésio, Fósforo, Selénio, Sódio e Zinco
  • Ácidos Graxos Essenciais: Ácido Gama-linolénico
  • Antioxidantes: Betacaroteno, fitonutrientes


Os seus incríveis benefícios para a saúde:

  • Promove a melhor digestão
  • Contribui para a perda e manutenção do peso
  • Reforça o sistema imunitário
  • Contribui para a saúde do intestino
  • É fonte de energia, proteína, ferro, antioxidantes e iodo
  • Aumenta a resistência física e mental
  • Ajuda a fortalecer a memória e a capacidade de concentração
  • Combate a fadiga
  • Promove a produção de glóbulos vermelhos e o aumento da hemoglobina
  • Combate o envelhecimento e os sinais da idade
  • É um poderoso alimento detox
  • Regenera os tecidos após a atividade física
  • Auxilia no combate à anemia
  • Ajuda na redução dos níveis colesterol e açúcar no sangue
  • Melhora a visão
Veja também: