Spread no crédito habitação: as taxas mais baixas

Tanto se fala no spread no crédito habitação, mas sabe o que é que significa? Conheça ainda as taxas mais baixas e dicas para pedir o seu empréstimo.

Spread no crédito habitação: as taxas mais baixas
Quando muito alto, pode ser fator impeditivo para muitos

Spread no crédito habitação é um daqueles termos que quem precisa de recorrer a um crédito para comprar casa tem de conhecer. Saber o que é e o que implica pode ter algumas vantagens quando se pede um empréstimo ao banco, pois em muitos casos os spreads elevados podem ser um fator impeditivo para muitas famílias.

Spread no crédito habitação: o que é?

O spread no crédito habitação é, essencialmente, a taxa de lucro que o banco cobra pela concessão deste mesmo crédito, sendo que muitas vezes é até entendido como a margem de lucro que o banco tem.

Serve não só para compensar o banco pelo risco que assume ao conceder o crédito, mas também para garantir um determinado nível de retorno.

A taxa de juro final a pagar no crédito resulta da soma do spread e do indexante, já que os créditos são indexados à taxa Euribor.

Spread no crédito habitação: taxas mais baixas em Portugal

Antes de falarmos acerca das taxas de spread no crédito habitação mais baixas em Portugal, é importante salientar que estas estão em constante alteração.

Quando for pedir o seu empréstimo, confirme sempre qual a taxa apresentada pelo seu banco e faça os possíveis para a baixar o mais possível. Isto, muitas vezes, poderá implicar a subscrição a outros produtos e serviços, que podem ter custos associados.

De acordo com a informação prestada pela Créditos Portugal, a taxa mais baixa em Portugal era de €150.000 a 1,15% a um prazo de 35 anos (Santander Totta), seguida de  €150.000 e €100.000 a 1,25%, a 35 e 40 anos, praticadas pelo Bankinter e pelo Abanca, respetivamente. Mas note que estas taxas podem mudar com facilidade.

Baixar o spread: o que fazer?

Conseguir um bom spread no crédito habitação não implica apenas sondar bancos à procura da melhor taxa. Ter uma boa relação com o banco, subscrever a outros produtos e preencher determinadas condições são fatores a ter em conta.

Apesar de implicar alguma flexibilidade financeira, conseguir pagar logo uma entrada mais avultada fará com que o valor a ser financiado seja menor, reduzindo assim o spread com que terá de lidar. Uma excelente forma de saber com o que poderá vir a contar é efetuar simulações online.

Baixar o custo total do crédito

Pode ainda, para baixar o custo final da mensalidade, negociar o seu seguro de vida obrigatório. A MAPFRE Seguros está com uma campanha que promete fazer com que poupe no seu seguro de vida. Para além disso, apoia no processo de mudança e dá-lhe uma simulação imediata para que possa decidir rapidamente. Simular >>

Veja também:

Advertisement