PLANO DE SAÚDE MEDICARE - 6 mensalidades sem compromisso

Stress crónico: causas e consequências

O stress está muito presente no dia a dia de todos e é, nada menos do que a reação do nosso corpo a situações de ameaça. 

Stress crónico: causas e consequências
Esteja atento aos sinais de alterta

O que acontece nas alturas de stress? A respiração torna-se mais difícil, aquela sensação de nó no estômago persegue-nos e o ritmo cardíaco acelera. Alguns indivíduos sentem dores de cabeça, uns perdem a fome, existem até indivíduos a quem o stress traz complicações sexuais. Muitas vezes, as situações não são de perigo iminente nem estão próximas, mas basta pensar nelas que todos os “sintomas” surgem - estamos perante um cenário de stress crónico.


Mas o que é o stress crónico?

O stress crónico resulta de uma excitação fisiológica que está sempre a decorrer, ou seja, quando o corpo experimenta fatores stressantes com demasiada intensidade e/ou frequência, que o sistema nervoso autónomo não tem a oportunidade para ativar a resposta de relaxamento, levando a uma pressão constante que coloca o corpo num alerta contínuo, não permitindo ao indivíduo relaxar.



Os perigos do stress crónico

Ainda que as consequências do stress crónico variem de indivíduo para indivíduo, estas são consideradas as principais:
 
  • Depressão, ansiedade e problemas de memória
Uma exposição constante a situações de grande stress contribui para que o problema se torne crónico, no entanto, a utilização de produtos químicos, como corticoides, associados, por exemplo, ao tratamento de problemas respiratórios, também podem levar a quadros de depressão e ansiedade.

Quando os níveis de stress são superiores ao considerado “normal”, surgem as depressões, situações de grande ansiedade, bem como uma grande diminuição de atenção e concentração.
 
  • Constipações fortes, reativação de vírus e ineficácia das vacinas


Stress crónico: causas e consequências

O que acontece nas situações de stress crónico é que o sistema nervoso responsável pelo estado de alerta do corpo fica ativo, ordenando a que o organismo produza adrenalina e cortisol. No caso de situações pontuais de stress, isto é positivo, no entanto, em situações prolongadas pode levar a uma diminuição do número e da atividade dos glóbulos brancos, diminuindo assim a imunidade do indivíduo.

Isto resulta, inevitavelmente, em constipações, reativações de vírus, como o caso do herpes, e pode ainda resultar numa mudança de eficácia das vacinas.



Vícios, problemas cardíacos e ingestão de calorias a mais

Ainda que cada indivíduo reaja de forma diferente, problemas com alcoolismo ou tabagismo têm tendência a intensificar-se perante situações de stress, levando indivíduos a compensar o stress das suas vidas com a ingestão de calorias a mais e a desenvolver problemas cardíacos.

Existem mesmo estudos que comprovam que os indivíduos que são submetidos a mais stress no trabalho têm 50% mais probabilidade de desenvolver problemas cardíacos como, por exemplo, enfartes.



Esteja atento

Procure estar atento ao nível de stress diário da sua vida. Se vir que está a começar a sentir algum destes sintomas/problemas, tire uns dias para si e para relaxar.