Suplementos de proteína: o perigo de tomar em excesso

Os problemas começam quando não sabemos dosear o que fazemos ou tomamos, como é o caso dos suplementos de proteína.

Suplementos de proteína: o perigo de tomar em excesso
Aconselhe-se com o seu nutricionista antes de começar a tomar proteína

Diz o ditado que tudo o que é demais “cheira mal”. Não literalmente, mas no sentido figurado. Neste caso, suplementos de proteína em excesso podem fazer mal.

Para que servem os suplementos de proteína?

Hoje em dia, é difícil não ter alguém no grupo de amigos que ande no ginásio e tome suplementos de proteína. Estes suplementos são usados com vários fins, como a perda de peso, a recuperação de peso – sim, precisamente o oposto – ou para dar mais energia ao cérebro.

Proteína em vários formatos

Os suplementos de proteína existem em vários formatos. Em pó – para misturar com água e beber -, em barras energéticas e em gel.

Estes suplementos ajudam a ganhar massa muscular, mas de forma saudável. Facilitam a regeneração muscular e melhoram a eficiência dos treinos, pelo que são muito consumidos por pessoas que fazem exercício físico. Algumas pessoas começam até a substituir refeições por suplementos de proteína.

Os perigos dos suplementos

suplementos exercicio exercise

Apesar de a proteína ser essencial para reparar as células do nosso corpo, começa-se a desconfiar dos perigos da toma de suplementos sem um controlo adequado. Megan Hefford, uma fisiculturista de 25 anos australiana, foi encontrada inconsciente no dia 19 de junho de 2017, acabando por morrer uns dias depois. Só depois disso a família descobriu que a jovem sofria de distúrbios do ciclo da ureia. Esta doença rara impede o corpo de processar devidamente a proteína.

Opinião médica

Alguns médicos começam a alertar para esta questão, salientando que o consumo elevado de suplementos de proteína podem ser prejudiciais para a saúde, especialmente para quem tenha condições médicas como os distúrbios do ciclo da ureia.

Não processar devidamente as proteínas pode aumentar os níveis de toxinas no corpo, o que pode conduzir à doença e até à morte. Algumas das doenças que podem surgir da toma excessiva de proteína são a doença renal ou pedras nos rins. Pode ainda provocar sintomas como boca seca, queda de cabelo e prisão de ventre.

Prevenção

Para prevenir este tipo de situações, não decida sozinho como complementar as suas refeições e treinos. Se leva este assunto a sério, procure profissionais, como nutricionistas, que saberão orientá-lo.

Mesmo que conheça quem tome mais suplementos de proteína ou faça uma dieta diferente da sua, não se esqueça que os organismos diferem de pessoa para pessoa e que cada um pode ter uma reação diferente às mesmas coisas.

Veja também: