TAEG do crédito automóvel: sabe o que significa?

Antes de escolher o tipo de financiamento, faça as contas e veja quanto vai pagar de TAEG do crédito automóvel.

TAEG do crédito automóvel: sabe o que significa?
Analise a fundo o contrato de compra de um veículo

Para uma empresa que esteja a equacionar renovar uma frota  de veículos de mercadorias ou passageiros e está indecisa sobre que tipo de financiamento optar, é importante ter em atenção qual a melhor Taxa Anual Efetiva Global ou TAEG do crédito automóvel.

Em Portugal, existem várias modalidades de financiamento para compra de  veículos: crédito automóvel ou pessoal e leasing. Se já decidiu qual ou quais os veículos que vai adquirir para a empresa, então solicite várias propostas que lhe permitam decidir qual o financiamento indicado para o seu caso. Quando já tenha as propostas na mão, comece por comparar as diferentes TAEG do crédito automóvel, que são estipuladas pelos bancos ou locadoras.

Na Taxa Anual Efetiva Global estão incluídos juros e todos os encargos a pagar pelo cliente, nomeadamente comissões, abertura do processo, processamento de prestações, entre muitas outras. A TAEG do crédito automóvel associado ao contrato revela de imediato o custo efetivo que o cliente ficará a pagar. A percentagem do que vai pagar da TAEG é anual.

Existem algumas instituições que praticam boas condições para adquirir um automóvel através de crédito bancário ou leasing, apresentando uma TAEG do crédito automóvel de pouco mais de 5,5% para taxa variável ou taxa fixa, mas estes valores podem ultrapassar os 10%.

O que é a TAEG do crédito automóvel?

Segundo a lei portuguesa, o Decreto-Lei nº220/94 e Decreto-Lei 133/2009, diz que a Taxa Anual Efetiva (TAE) e a TAEG têm de estar indicadas de acordo com as operações que sejam realizadas. Estas taxas devem ser calculadas segundo as fórmulas que são disponibilizadas nos diplomas legais. No caso da TAEG, deve ter também em conta os critérios definidos pelo Banco de Portugal.

A TAEG do crédito automóvel (ou para qualquer outro crédito) é um indicador importante para os consumidores particulares e empresas. Isto porque o valor da TAEG vai refletir-se no custo total do crédito. No fundo, quanto mais baixa for a TAEG do crédito automóvel, menos dispendioso será o empréstimo.

Além dos juros, a TAEG do crédito automóvel tem ainda incluídos todos os encargos a pagar pelo cliente relacionados com a operação de crédito. Estes encargos consistem nas receitas para o banco, tais como despesas de expediente, comissões de contrato e seguros de vida.

Custos associados à TAEG

  • Juros, comissões, impostos e outros encargos do crédito;
  • Seguros obrigatórios e comissões de mediação de crédito;
  • Custos de manutenção de conta e, se tiver de abrir uma nova conta, os custos associados à abertura de conta;
  • Outros custos com operações de pagamento relativas ao crédito automóvel.

Custos que não estão incluídos na TAEG

  • Incumprimento de crédito que leva o cliente a pagar valores que não estavam incluídos;
  • Custos com serviços de notário.

 

Veja também: