Test drive Hyundai Santa Fe: família aprova SUV de sete lugares

A aposta da marca no Hyundai Santa Fé é no sentido de que este SUV seja visto como uma opção familiar de muito conforto.

Test drive Hyundai Santa Fe: família aprova SUV de sete lugares
Marca sul-coreana renova o modelo Santa Fe

Com os SUV na moda, os monovolumes foram perdendo adeptos entre os portugueses. Hoje, os grandes SUV modernos e confortáveis são os mais procurados pelas famílias numerosas. Depois de alguns dias ao volante do Hyundai Santa Fe 2.2 CRDi Premium conseguimos perceber que é um verdadeiro carro de família.

O renovado Hyundai Santa Fe demonstra que a fabricante sul-coreana está pronta para entrar na disputa por um lugar entre os SUV de grande tamanho. Pelas nossas mãos passou a versão do Santa Fe Premium Auto 4×2, que claramente está mais direcionada para estrada e não para todo-o-terreno, embora mantenha algumas características que nos permitem entrar em trilhos de terra batida sem problemas.

A aposta da Hyundai no renovado Santa Fé é dar às famílias um nível de conforto acima da média. Nas várias viagens que fizemos com a família, o conforto e o espaço eram logo à partida elogiados. O interior tem sete lugares, com dois bancos instalados na mala. Verdade seja dita que mesmo com o banco traseiro quase livre, os mais novos preferem ir nos de trás.

Interior de sete lugares

Embora estes dois lugares sejam confortáveis para as crianças, um adulto já se sente um pouco sem espaço ao fim de alguns quilómetros de viagem. E porque se trata de um carro familiar, a bagageira do Santa Fé é generosa: com os bancos da mala montados oferece 516 litros, um espaço que aumenta para 585 litros se os dois bancos não tiverem montados e para os 1.615 litros se deitarmos os bancos do meio.

Interior do Hyundai Santa Fe mais sofisticado

O habitáculo deste SUV também foi alvo de uma remodelação. Porque a marca quer fazer deste modelo um SUV premium, o interior combina agora peças em pele de grande qualidade, tecidos e materiais com um toque mais suave. Não notámos barulhos nos vários tipos de estrada por onde circulámos, o que significa que a fabricante sul-coreana teve em atenção a qualidade dos materiais.

O novo Hyundai Santa Fe tornou-se mais sofisticado, está mais confortável e, claro, conta com muito espaço. A posição de condução é mais alta, tal como se espera num SUV. A coluna de direção é regulável, o que ajuda a conseguir uma posição mais confortável e segura.

C

Em termos de segurança, o Hyundai Santa Fe é uma referência entre o segmento. Entre alguns sistemas de segurança deste grande SUV estão a travagem de emergência, correção de volante, ABS com distribuição de força na travagem, sensores de chuva e luminosidade, câmara de ajuda ao estacionamento em 360 graus,  estacionamento semiautónomo, monitorização da pressão dos pneus, sistema de ajuda ao arranque em subidas, indicadores de mudança de direção integrados nos retrovisores e sistema de assistência à faixa de rodagem.

No painel de instrumentos consultámos informações acerca do consumo de combustível e selecionámos o nosso destino no sistema de navegação. Aqui as funcionalidades são imensas. A consola central conta com um ecrã táctil bem generoso, que inclui sistema de navegação e multimédia ligado a um sistema de som Infinity com 8 colunas e 2 tweeters distribuídos pelo carro.

Como se trata de um carro a pensar na família, não faltam no Santa Fe espaços de arrumação ou locais de carregamento dos gadgets. Aliás, a marca sul-coreana colocou mesmo uma tomada de corrente auxiliar na bagageira, útil para carregar o ‘tablet’ da criançada em plena viagem.

A lista de equipamentos auxiliares à condução é também extensa. Não falta o retrovisor electrocromático com bússola – já habitual na marca – ar-condicionado automático dupla zona, porta AUX + USB, cruise-control, travão de estacionamento elétrico, auxiliar de ângulo motor e limitador de velocidade, entre muitos outros.

C

Design mais urbano

Se o interior do Hyundai Santa Fe está mais sofisticado, o exterior surge com um estilo aventureiro, urbano e mais sedutor. O novo design do Hyundai Santa Fe adota um estilo desportivo e jovem que se faz notar assim que olhamos para a sua frente. O novo desenho da grelha brilhante hexagonal,  os faróis de nevoeiro e as luzes de dia em LED fazem dele um SUV com umas linhas muito atraentes.

Os faróis têm um aspeto rasgado e as luzes diurnas em LED realçam o estilo do Hyundai Santa Fe. Na traseira, as óticas foram redesenhadas e estão envoltas em alumínio escovado. Destaca-se ainda o spoiler traseiro e uma saída dupla de escape com design retangular. Os vidros são escurecidos para maior conforto de toda a família.

C

Motor cumpre a norma Euro 6

O grande Hyundai Santa Fe tem debaixo do capot um motor 2.2 CRDi, que foi melhorado e cumpre a norma Euro 6, imposta para carros que circulem na União Europeia. Com uma potência de 200 cavalos, este gigante consegue atingir uma velocidade máxima até 203 km/h (claro que não atingimos esta velocidade, pois as nossas autoestradas não o permitem).

Na versão ensaiada contávamos com uma caixa automática de seis velocidades que se revelou ágil e, em conjunto com a direção equipada com Flex Steer (um sistema de assistência elétrica) permitiu-nos aumentar o prazer da condução.

O comportamento em estrada foi sempre bastante agradável, para toda a família. Em curva, o Hyundai Santa Fe porta-se bastante bem e nas travagens é eficaz. Nesta atualização, a Hyundai deixou para trás a versão com tração integral, que em Portugal acaba por ser penalizada por pagar classe 2 nas portagens.

A versão ensaiada era de 4×2 (tração dianteira) que, além de ter um preço mais acessível, paga classe 1 nas portagens com Via Verde. No global, o renovado Hyundai Santa Fe é um automóvel familiar moderno, visualmente atraente com um nível de equipamento Premium. O consumo, sempre acima dos 9 litros, é provavelmente o preço a pagar para se ter este gigante nas mãos.

C

Ficha técnica Hyundai Santa Fe

  • Motor: R 2.2 CRDi – Euro VI
  • Combustível: Diesel
  • Número de cilindros: 4
  • Cilindrada (cc): 2199
  • Potência máxima (cv (kW) / rpm): 200 (147) / 3800
  • Binário máximo (Kg.m (Nm) / rpm): 440/1750 – 2750
  • Consumo urbano/extra urbano/combinado (l/100 km): 8,0/5,8/6,6
  • Emissões CO2 – Combinado (g/km): 174
  • Velocidade Máxima (km/h): 203
  • Comprimento (mm): 4690
  • Largura (mm): 1880
  • Altura (mm): 1680 (c/barras)
  • Distância entre eixos (mm): 2700
  • Volume da bagageira (l): 516/1615
  • PVP: 59.638,85 (sem despesas de legalização, transporte)

 

Veja também: