Publicidade:

Conheça os diferentes tipos de chocolate

Quais serão as diferenças entre o chocolate preto, branco e de leite? Descubra as propriedades e curiosidades sobre o consumo dos diferentes tipos de chocolate.

Conheça os diferentes tipos de chocolate
Uma entrevista à Dra. Andreia Santos

É fã desta doçura? Se a resposta é positiva, certamente que, pelo menos uma vez por semana, cede à tentação do chocolate. Quer uma boa notícia? Fique a saber que, se tiver uma dieta equilibrada, pode ingerir todos os dias (até) 25 gramas de chocolate, desde que o teor de cacau seja superior a 80%. Então, já que este é o mote para adoçar esta leitura, aprenda esta e outras informações sobre os diferentes tipos de chocolate com a nossa especialista de serviço, a Drª Andreia Santos. Nós perguntámos e a nutricionista respondeu.

Os diferentes tipos de chocolate: serão todos iguais?


80 mil seguidores no Facebook, 10 mil no Instagram, incontáveis leitores e diversas presenças em programas de televisão: com a palavra, a nutricionista Andreia Santos  (que entende de chocolate como poucos).

ChocolateFonte: Pixabay/congerdesign

Quais as principais caraterísticas do chocolate?

Andreia Santos: O chocolate é um alimento produzido a partir da semente de cacau e a sua origem remonta às civilizações pré-colombianas da América Central. No entanto, o chocolate, tal como o conhecemos e consumimos hoje, é resultado de sucessivos aprimoramentos.

De uma forma geral, o chocolate é um alimento com valor calórico médio de 527 calorias. No entanto, quando consumido com moderação, integrado num estilo de vida ativo e saudável e no âmbito de uma alimentação completa, variada e equilibrada pode ter inúmeros benefícios. É de realçar que os benefícios estão associados ao consumo de chocolate na sua versão mais pura, com maior percentagem de cacau, isto é, o chocolate preto, cuja composição é, por isso, considerada a mais favorável para a saúde.

Para além disso, dependente das características individuais de cada um, nomeadamente, sexo, idade, composição corporal, nível de atividade física, objetivos na gestão do peso, entre outros fatores, em termos médios, recomenda-se a ingestão de uma porção entre 10 e 25 gramas, ou seja, 1 a 2 ‘quadrados’ de uma tablete por dia, com teor de cacau superior a 80%.


Quais os seus benefícios? E malefícios?

  • Fornece vitaminas do complexo B, essenciais para a obtenção de energia a partir dos macronutrientes e reações enzimáticas, minerais como o fósforo e o magnésio.
  • É rico em teobromina, uma substância da família da cafeína, com efeito estimulante, ajudando a despertar e concentrar, o que faz do chocolate um alimento com ação revigorante e energético.
  • Possui ação antioxidante, pela riqueza em flavonoides dos grãos de cacau, ajudando a prevenir o desenvolvimento de doenças, nomeadamente, doenças cardiovasculares.
  • Contém bastante triptofano, um aminoácido que está na origem da serotonina – o neurotransmissor da felicidade, da sensação de prazer e de bem-estar, que faz do chocolate um poderoso antidepressivo.
  • O único “malefício” é que, segundo a Drª Andreia Santos, a sensação de bem-estar desencadeada pelo chocolate poderá associar-se à “necessidade” do seu consumo – isso porque, ao ingerirmos chocolate, temos uma sensação de prazer associada e desenvolvemos um mecanismo que torna o organismo dependente do reforço positivo.

Quais as diferenças entre os vários tipos de chocolate?

Andreia Santos: O desenvolvimento da indústria e das técnicas culinárias originaram os vários tipos de chocolate existentes no mercado, mas, de uma forma geral, os vários tipos de chocolate resultam de uma maior ou menor concentração de cacau, açúcar e gordura. Existem, essencialmente, três tipos de chocolate que, do ponto de vista da sua composição em ingredientes e nutricional, são bastante distintos.

Chocolate branco

Não se espante, mas o chocolate branco não contém qualquer cacau e possui muita gordura.

Chocolate de leite

Tem uma menor percentagem de cacau, face ao chocolate preto. No entanto, é menos calórico do que o chocolate branco. Possui quantidades apreciáveis de cálcio, todos com ação essencial, por exemplo, na formação e crescimento de ossos e dentes.

Chocolate preto

Contém menos açúcar e gordura que os restantes – é, portanto, a melhor opção.

Receitas com chocolate


ChocolateFonte: Pixabay/skeeze

Ver receita de mousse de chocolate >>

Ver receitas de mousses de chocolate light>>

Ver receita de biscoitos de chocolate >>

Ver receitas de chocolate quente >>

Ver as melhores receitas com chocolate >>

Como sempre, a palavra “moderação” é a palavra chave para guiar o nosso regime alimentar diário. Conforme mostramos nas indicações da nutricionista Andreia Santos, o chocolate é repleto de benefícios. São excelente notícias! Apenas devemos regrar a quantidade em que o ingerimos e privilegiar o chocolate preto com elevado teor de cacau. Os restantes tipos de chocolate devem ser consumidos esporadicamente – em ocasiões festivas, por exemplo.

CONTACTOS PROFISSIONAIS DRª ANDREIA SANTOS

Marcação de consultas (Presenciais – Porto e Lisboa; Não presenciais – Skype e Telefone)
Telemóvel: (+351) 912884517
E-mail: [email protected]

Veja também: