Tipos de ignição: o que são e como funcionam

O sistema de ignição é qualquer sistema que inflame uma mistura ar/combustível. Descubra quais os tipos de ignição do automóvel que existem.

Tipos de ignição: o que são e como funcionam
Sistema de ignição do automóvel

O sistema de ignição de um automóvel consiste num componente importante para o bom funcionamento do veículo. Este sistema é constituído por quatro partes: uma bateria (que gera corrente elétrica), uma bobina (que leva a tensão da corrente), um distribuidor (que envia a tensão às velas no momento correto) e ainda as velas (que produzem as faíscas que inflamam a mistura contida nos cilindros). Existem três tipos de ignição automóvel: o sistema de ignição mecânica, o sistema de ignição eletrónica e sistema de ignição sem distribuidor.

Qualquer um dos tipos de ignição conta com duas funções principais: gerar energia suficiente, além da gerada pela bateria, para criar uma faísca e inflamar o combustível no motor; e controlar o ponto de ignição para que o motor opere na sua capacidade perfeita. Descubra agora quais as diferenças para cada um destes sistemas.

Tipos de ignição

1. Sistema de ignição mecânico

Este sistema é composto, principalmente, pela chave de ignição, a bobina de ignição, as velas e o distribuidor. Quando o condutor insere a chave na ignição e a roda para a posição de iniciar, uma peça – que se chama comutador – retira, por algum tempo, a tensão da bateria para o motor de arranque, que utiliza a tensão para fazer o mecanismo disparar. Existe depois todo um ciclo que mantém o carro em funcionamento.

2. Sistema de ignição eletrónica

Estes sistemas são idênticos aos anteriores, com a exceção de que usam dispositivos de cronometragem eletrónica em vez de pontos de ignição. Neste sistema de ignição eletrónica existe um módulo de controlo eletrónico separado do distribuidor que orienta o fluxo de corrente no circuito primário da bobina de ignição.

3. Sistema de ignição sem distribuidor

O últimos dos sistemas, conta com uma espécie de informático interno do veículo, em vez de um distribuidor. Ou seja, tem várias bobinas de ignição ou uma bobina para cada duas velas de ignição. Aqui o sistema de computador do automóvel regula o módulo de controlo eletrónico com a ajuda de sensores do motor, e dirige as bobinas de ignição para o fogo das velas.

Veja também: