Tipos de seguros

O oferta de seguros no mercado é cada vez mais competitiva. Hoje em dia já existem seguros para todo o tipo de situações. Conheça quais os tipos de seguros existentes.

Tipos de seguros
Que categorias de seguros existem?

Existem múltiplos tipos de seguro, sendo também várias as categorias de entidades que podem ser seguradas: bens materiais e imateriais, créditos, direitos patrimoniais, vida, saúde, integridade física, entre outros. A qualquer uma destas áreas está inerente um sem-número de riscos que os seguros podem cobrir. 
Por norma, todo o seguro apresenta uma série de coberturas-base ao qual podem ser adicionadas coberturas complementares. Desta forma, pretende-se que o produto final vá totalmente de encontro às necessidades específicas do tomador do seguro, que pode ser um particular ou um grupo. 
Havendo vários tipos de seguro, é possível que, no mesmo produto, se encontrem coberturas de vários ramos.

Com um mercado cada vez mais competitivo, as seguradoras foram alargando o seu leque de seguros e oferecendo cada vez mais hipóteses aos seus clientes. Saiba quais os principais categorias de seguros que as seguradores oferecem.


Tipos de seguros existentes no mercado


1.Seguro automóvel

Existem dois tipos de seguro automóvel: o de responsabilidade civil e o designado seguro contra todos os riscos ou seguro de danos próprios. No entanto, o que difere entre um e outro é que o seguro automóvel de responsabilidade civil é obrigatório. Todos os automobilistas que circulem com um veículo na estrada, são obrigados a contractualizar este tipo de seguro. 
O seguro automóvel de responsabilidade civil é obrigatório, devendo os proprietários dos veículos realizar a sua contratação.

2. Seguro de vida

O seguro de vida é muito utilizado numa situação de compra de casa, quando é contraído um crédito à habitação. Este seguro de vida garante como principal cobertura o risco de morte ou de sobrevivência de pessoa segura. Em caso de morte, o seguro de vida cobre o risco, pagando o capital acordado contratualmente.
Em caso de risco de sobrevivência, a seguradora garante também o capital contratualizado, caso a pessoa esteja viva no final do contrato.

3. Seguro de saúde

Este é um seguro cada vez mais procurado pelos portugueses. Devido à pouca resposta do serviço nacional de saúde e ao aumento significativo das taxas moderadoras, a contratualização de um seguro de saúde garante inúmeras despesas associadas a uma situação de doença, acidente, internamento, entre outras. As condições destes tipos de seguros são muito variáveis.

4. Seguro à habitação

O seguro à habitação é um dos tipos de seguros obrigatórios. Qualquer proprietário de um andar é obrigado a fazer um seguro que cubra o risco de incêndio, tanto do seu andar como se existirem danos nas partes comuns do edifício.
Este tipo de seguros pode ainda ser estendido de forma a ser mais abrangente, englobando também o recheio da casa, entre outros.

5. Seguro de viagem

Se vai viajar, não dispense este seguro. Não é obrigatório, mas normalmente o seu valor é quase irrisório comparativamente com o proveito que pode tirar dele caso alguma coisa corra mal. Os seguros de viagem costumam cobrir acidentes que possa ter durante uma viagem. Em caso de morte, é garantida uma indemnização, assim como em caso de invalidez permanente. Também são comparticipadas eventuais despesas de tratamentos de que possa necessitar. O seguro de viagem também cobre possíveis perdas de bagagem, roubos ou estragos sofridos. Sempre que for viajar, analise todas as hipóteses.

6. Seguro de acidentes pessoais

São coisas nas quais pensamos poucas vezes, mas imagine que cai na rua e parte algum membro, que tem um acidente inesperado dentro ou fora de casa, entre outros. Nestes casos, um seguro de acidentes pessoais pode ajudar muito, uma vez que é um seguro que garante elevados capitais de indeminizações ou de reembolso de despesas médicas em situações consideradas inesperadas.


Veja também: