Tipos de transmissão do carro e cuidados a ter

A transmissão do carro é um sistema essencial para que faça as suas viagens. Saiba como cuidar dela e aprenda a identificar o tipo de transmissão do seu carro.

Tipos de transmissão do carro e cuidados a ter
Conheça os diferentes tipos e como aumentar a vida útil

O sistema, a nível mecânico, é um pouco complexo, mas pode ser explicado de uma forma muito simples. Essencialmente o sistema de transmissão do carro serve para transmitir a potência do motor até às rodas. 
A transmissão do carro pode ser maior ou menor, dependendo da posição do motor e do eixo motriz. Este sistema depende dos fabricantes automóveis e há uns que são mais indicados para os diferentes tipos de veículos.
 

Tipos de transmissão

  • motor e eixo motriz dianteiro: se o motor estiver na frente do carro - como na maioria dos automóveis - e o eixo motriz for o dianteiro este sistema é mais pequeno, em tamanho e consequentemente mais económico. Este é o modelo utilizado na maioria do parque automóvel.

  • motor e eixo motriz traseiro: o modelo é exatamente igual, mas tido o sistema está na traseira do carro. Atualmente, este modelo é utilizado em automóveis com pretensões mais desportivas, como o Porsche 911.

  • motor dianteiro e eixo motriz traseiro: por norma este modelo é utilizado nos automóveis de marcas premium, esta configuração é a imagem de marca da BMW. Com este sistema é inevitável a utilização de um veio de transmissão que atravessa o carro pela zona central, de forma a levar a potência do motor ao eixo motriz.

  • motor central e tração traseira: este é modelo é utilizado nos automóveis puramente desportivos, com a intenção de deixar marcas de borracha a cada aceleração. Já que têm uma melhor distribuição de peso.

  • carros com tração integral: normalmente usam o motor na frente. É o mais utilizado nos todo o terreno ou em desportivos com o objetivo de nunca perder o controlo do automóvel. Contudo tornam-se automóveis mais lentos devido ao excesso de peso.
 

Como cuidar

Este sistema, tal como todos os outros, necessita de uma manutenção regular.
Esteja atento a:
  • embraiagem: nos carros com mudanças manuais, este é o componente com maior desgaste.

  • óleo da caixa de velocidades e o diferencial: se estes dois estiverem separados cada um tem o seu óleo, caso contrário o mesmo óleo servirá para lubrificar os dois componentes.

  • caixa de velocidades: a caixa é a responsável por estabelecer a relação de potência versus velocidade. Desta maneira, acerte na mudança entre relações para evitar arranhar as engrenagens.
 
Se o seu carro tiver mudanças automáticas pode estar descansado com a embraiagem e as mudanças de relações. Contudo as despesas na manutenção são bem maiores. 
Se tiver de escolher, tenha em mente razões economicistas e a tradição, optando pela transmissão do carro manual. O prazer de condução será, sem dúvida, maior.


Veja também: