Como tirar partido do cartão de crédito

Dicas para tirar partido do cartão de crédito. Saiba como tirar o melhor partido do cartão de créditos potenciando as suas vantagens.

Como tirar partido do cartão de crédito
6 dicas fundamentais

Tirar partido do cartão de crédito só é possível se conhecer as suas vantagens e desvantagens. Entre as vantagens destaca-se a comodidade, proteção/segurança do cliente e os benefícios associados a quem tem cartão de crédito. Em sentido contrário, as principais desvantagens estão associadas aos custos das anuidades e das taxas de juro. A partir desse conhecimento os consumidores possuíam as ferramentas necessárias para utilizar o cartão de crédito de forma criteriosa, tirando o melhor partido do seu uso. Conheça algumas dicas para tirar partido do cartão de crédito.
 

1. Estude bem as regalias associadas ao seu cartão de crédito

É uma das melhores formas de tirar partido do cartão de crédito, pois existem alguns cartões com modelos de premiação associados, ou seja, onde através da posse do cartão de crédito o cliente consegue vantagens, por exemplo, em viagens, milhas para programas de fidelização, descontos para combustíveis, modelos de premiação pela simples utilização do cartão (denominado “cash-back”), etc. No entanto, não torne os benefício de premiação uma motivação extra para gastar mais que o essencial.
 

2. Não use o cartão de crédito para levantar dinheiro

Efetuar levantamentos em dinheiro com o cartão de crédito implica pagar taxas e/ou juros. Só o deve fazer numa situação extrema.
 

3. Utilize numa situação de emergência

É uma das vantagens do cartão de crédito associada à comodidade e à proteção/segurança do cliente, pois pode pagar serviços como viagens, hotéis ou oficinas na maior parte dos países estrangeiros (atente que existem países em que é cobrada uma taxa pela utilização do cartão de crédito). Além disso, a grande maioria dos cartões de crédito tem associado seguros, como de saúde e responsabilidade civil.
 

4. Controle os seus movimentos

Além de ter os cuidados básicos com o código do cartão, para sua segurança e também como forma de gerir gastos, guarde os talões de compra e confira-os logo que possível. De seguida confira os talões e os movimentos de conta para garantir que há concordância entre o valor retirado e o valor que devia efetivamente pagar.
 

5. Preferencialmente escolha cartões sem anuidade

Atualmente o mercado já evoluiu para uma oferta massificada de cartões sem anuidade. Por isso, pesquise um cartão adequado ao uso que pretende sem custos de anuidade.
 

6. Use com responsabilidade

O principal problema dos cartões de crédito são as taxas de juro. Podem ser várias as taxas de juro associadas, mas os seus malefícios dependem da sensibilização do cliente para usar o cartão com responsabilidade e rigidez orçamental. Até porque as taxas de juro estão diretamente ligadas à modalidade de pagamento que o cliente tem. O ideal será que a modalidade de pagamento seja a 100% para nunca ter custos com as taxas de juro.
 
Veja também: