Toxoplasmose: causas, sintomas e tratamento

A toxoplasmose é uma doença cujos sintomas facilmente são despercebidos. Este parasita tem um ciclo de vida complicado e o ser humano é um dos seus hospedeiros.

Toxoplasmose: causas, sintomas e tratamento
Conheça tudo o que envolve a toxoplasmose e em que casos pode ser grave

A toxoplasmose pode ocorrer em diversos mamíferos que ingiram carne crua, especialmente através da carne de pequenos animais de caça que esteja infetada com o protozoário chamado Toxoplasma gondii..

O contágio da toxoplasmose pode acontecer de duas maneiras: 
  • Contato simples - mesmo que indireto, com fezes contaminadas de gatos;
  • Ingestão de alimentos contaminados - carnes cruas ou mal passadas (principalmente de porco e carneiro), além de frutas, verduras e vegetais com cistos do toxoplasma.



Ciclo de vida 

Sabe-se que este protozoário tem que passar por um hospedeiro intermediário e por um definitivo. O hospedeiro definitivo é sempre o gato e não o cão. Habitualmente os felinos não exibem sintomas de toxoplasmose.

Os gatos contraem toxoplasmose ao comer carne crua ou caça que contenha algum dos 3 estados infetantes deste parasita. Neste caso os gatos excretarão pelas fezes oocistos infetantes de 3 a 10 dias após a ingestão de tecidos infetados. Esta excreção pode durar até 14 dias após a 1ª exposição do gato ao parasita. Mas depois deste período é raro que o gato possa de novo excretar pois, tal como nos humanos, o gato desenvolve imunidade contra o toxoplasma. Os oocistos excretados nas fezes transformam-se em infetantes apenas 1 a 4 dias após a excreção, e podem permanecer assim no meio ambiente por vários meses. 



Sintomas da Toxoplasmose

O ser humano serve de hospedeiro intermediário. Nele o parasita enquista nos músculos ou noutras partes do organismo. Mas esta infeção instala-se geralmente sem sintomas. Muitas pessoas podem contrair toxoplasmose e não se aperceberem disso, mas caso tenham sintomas estes podem ser:
  • Febre
  • Dores musculares
  • Aumento do volume dos gânglios linfáticos
  • Perda de apetite
  • Dores de garganta
  • Manchas pelo corpo
  • Dores de cabeça
  • Cansaço
Uma vez exposto à doença, o ser humano desenvolve imunidade contra o parasita e só excecionalmente torna a adoecer com toxoplasmose. O diagnóstico da toxoplasmose é feito tendo em conta exames clínicos e exames laboratoriais de sangue.



Problemas mais graves/tratamento

Pessoas saudáveis não precisam fazer um tratamento específico. No período entre 2 e 3 semanas a doença passa a regredir. Entretanto, uma vez no organismo, o parasita não sai mais e existe o risco dos sintomas voltarem quando estiver com as defesas do corpo em baixa. 

A toxoplasmose é uma doença congénita que pode trazer problemas de saúde para o bebé se a mãe for infetada pela primeira por este parasita quando está grávida.

Em caso de pacientes seropositivos, o tratamento é indispensável, pois a forma disseminada da doença pode envolver pele, pulmões, retina, músculos, fígado e coração. Logo neste caso é necessário ter atenção e controlar a progressão da doença.

Existe um tipo grave de toxoplasmose, a neurotoxoplasmose que precisa ser diagnosticada e tratada o quanto antes, caso contrário, pode ser fatal.

Veja também:

Raquel Pacheco Neves Raquel Pacheco Neves

Farmacêutica, Raquel Pacheco Neves é especialista na prevenção e no tratamento das mais variadas patologias, no que à farmacologia diz respeito. Com uma paixão especial pela puericultura, a promoção da saúde tem sido, desde sempre, o seu principal objectivo profissional.
O seu mais recente projeto é o portal Bébéu.