AUMENTe AS sUAS PROBABILIDADES DE ARRANJAR EMPREGO!

Trabalhar em Angola: guia essencial

Se está interessado em trabalhar em Angola e não sabe se a viagem vale a pena, leia o nosso guia essencial.

Trabalhar em Angola: guia essencial
Se vai para Angola trabalhar tem que ler este artigo

Aprender Inglês: a melhor forma de ser contratado lá foraÉ notório o crescimento e desenvolvimento que se tem feito sentir nos últimos tempos, em Angola. A construção de grandes edifícios, bem como de outras obras, demonstra o quanto este país está a crescer, especialmente a sua capital, Luanda, que cada vez se torna mais urbana e desenvolvida.

Face este crescimento acentuado, desde há uns anos para cá que profissionais de diversos países e origens, emigram para o país. A maior parte dos indivíduos emigra já com emprego garantido. O que os atrai? As oportunidades de trabalho que surgem a cada dia que passa. E acredite que existem já muitos portugueses e empresas portuguesas, principalmente de construção civil, a atuar no mercado Angolano.


Guia essencial para trabalhar em Angola

Se está interessado em trabalhar em Angola e não sabe se a viagem vale a pena, leia o nosso guia essencial, com todas as questões necessárias à sua preparação, bem como relativas ao recrutamento em Angola e às ofertas de emprego existentes.
 


Vistos para trabalhar em Angola

Não sabe o que fazer para conseguir ir trabalhar para Angola? O visto deve ser uma das suas primeiras preocupações. Existem vários tipos de vistos para emigrar para Angola, sendo que o mais adequado é o Visto de Trabalho.

Este visto tem um custo inicial de 400,60€ e pode ser adquirido com contrato ou contrato-promessa de trabalho, juntamente com um parecer favorável do órgão de tutela de atividade da empresa em questão. Caso se trate de uma instituição publica, o parecer favorável deverá ser do próprio Ministério da Administração Pública.

Este visto tem de ser utilizado até 60 dias após a sua concessão e é válido por um ano, prorrogável por duas vezes.



Documentos

Para ir trabalhar em Angola é necessário que reúna um conjunto de documentos, nomeadamente:
  • Carta da entidade que o irá contratar a solicitar visto;
  • Passaporte com validade superior a 9 meses e com 2 páginas livres, seguidas uma da outra;
  • Fotocópias das principais páginas do passaporte;
  • Três fotografias, tipo passe, a cores em fundo branco;
  • Original e fotocópia do registo criminal visado no Consulado;
  • Atestado médico do centro de saúde visado no Consulado;
  • Declaração de compromisso de obediência às leis Angolanas, com assinatura reconhecida pelo notário e visada pelo Consulado;
  • Contrato/Contrato-promessa de trabalho por parte da organização contratante;
  • Parecer favorável do Ministério da Administração, Emprego e Segurança Social caso o emprego seja numa instituição pública ou do órgão de tutela da atividade, para as instituições privadas;
  • Certificado de habilitações literárias/profissionais visado no Consulado;
  • Curriculum Vitae;
  • Duas fotocópias do alvará da emprega privada contratante;
  • Fotocópias do Diário da República onde está publicada a constituição da empresa;
  • Fotocópias do Documento de Arrecadação de Receitas, devidamente atualizado;
  • Formulários do site do Consulado de Angola devidamente preenchidos; 
Para mais informações dirija-se ao Consulado.



Emprego em Angola

Não sabe que ofertas de emprego existem em Angola? O setor da construção é o que mais emigrantes leva para Angola, nomeadamente profissionais das áreas de arquitetura, engenharias e construção civil, entre outras. Mas não só. Não faltam vagas para engenheiros agrícolas, nutricionistas, técnicos comerciais, promotores de venda, técnicos de higiene e segurança no trabalho, diretores comerciais e de marketing, geólogos, etc.

A maior parte das oportunidades encontra-se na capital. Se está à procura de emprego neste país, consulte aqui as ofertas de emprego.



Habitação e custo de vida

O elevado custo de vida em Angola, aliado à enorme procura, faz com que arrendar uma casa ou apartamento, em Luanda, não seja tarefa fácil. Em média, a renda de um apartamento T1 ronda os 3,000€ e, de uma casa com os padrões de conforto básicos, os 8,000€, sendo que, normalmente, é necessário pagar adiantado seis a doze meses de renda.

Ficar num hotel durante os primeiros dias também não é uma opção muito económica, tendo em conta que terá de pagar, em média, 300€ ao dia.

Consulte a nossa infografia no fim do artigo, compare custos de serviços e fique com uma ideia dos custos mensais associados, antes de tomar a decisão de ir trabalhar em Angola.



Saúde

O ideal será que faça um seguro de saúde que lhe permita recorrer aos serviços das clínicas privadas existentes no país. Assegure que o seguro de saúde tem cobertura em todo o território Angolano.

Obtenha também acesso Sistema de Saúde publico através do portal do Ministério da Saúde de Angola.



Língua

Sabe por que motivo Angola atrai tanto os portugueses? É simples. 60% dos Angolanos utilizam o português como primeira ou segunda língua, diminuindo assim as barreiras linguísticas. Assim sendo, o português é a língua oficial, a par de 6 línguas étnicas com o estatuto de línguas nacionais (umbundu, kimbundu, kikongo, côkwe, ganguela e cuanhama).

infografia angola
Facilite a sua vida fora do país - Curso de Inglês com 20 aulas gratuitas >>
Veja também: