PLANO DE SAÚDE MEDICARE - 6 mensalidades sem compromisso

7 consequências do trabalho a mais para a saúde

A cultura da produtividade está aí. Mas cuidado: trabalho a mais pode ser prejudicial ao seu bem-estar.

7 consequências do trabalho a mais para a saúde
Trabalho a mais – uma ameaça à saúde no século XXI

Quais os riscos de trabalhar mais do que deveria? Trabalho a mais tem consequências para a saúde física? E quais os riscos psicológicos? Damos-lhe todas as respostas!


Trabalho a mais – uma ameaça à saúde no século XXI

Há países em que as empresas valorizam a produtividade dentro do horário normal de trabalho, mas Portugal não se enquadra nesse lote. As organizações estabelecidas em Portugal promovem o esforço a todo o custo, se possível muito para lá dos tempos normais de trabalho, acreditando que o bom trabalhador é o que fica na empresa depois da hora.

Muitas empresas tentam modificar a imagem que as pessoas têm delas introduzindo nos espaços de trabalho elementos distratores e espaços de convívio e descanso, para repouso dos colaboradores. O exemplo máximo disso é a Google. Mas será que ter todos esses estímulos à disposição ajuda realmente a prevenir os riscos psicossociais e para a saúde de trabalhar em excesso? Será que os trabalhadores conseguem, realmente, usufruir dessas magníficas condições de trabalho? Ou acabam por passar ainda mais horas na empresa, com prejuízo do equilíbrio entre a sua vida profissional e a sua vida pessoal?
 


7 consequência de trabalho excessivo

Trabalho a mais faz mal, isso é certo. Apresentamos-lhe algumas das doenças que podem ser desenvolvidas por excesso de trabalho.



1. Ansiedade e stress crónico

Uma em cada cinco pessoas sofre ou já sofreu de algum tipo de perturbação psicológica. A ansiedade é uma das mais comuns, e quando não tratada pode tornar-se crónica.



2. Depressão

A depressão é a doença do século XXI, existindo cada vez mais pessoas afetadas. Tristeza, desânimo, incapacidade progressiva de realizar as tarefas diárias, incapacidade de sentir prazer ou alegria são alguns dos sintomas desta condição psicológica. O excesso de trabalho pode conduzir direta ou indiretamente a estados depressivos. Trabalho a mais faz mal à sua saúde mental!



3. Parassónias

À depressão e à ansiedade associam-se não raras vezes perturbações do sono. Incapacidade de adormecer, tendência para despertar a meio da noite e não ter mais sono, pesadelos, terrores noturnos... são inúmeros os sintomas de que algo não está bem!



4. Risco cardiovascular

O stress acumulado conduz a problemas cardíacos, e quando afirmamos que trabalho a mais faz mal, referimo-nos concretamente ao aumento do risco de acidente vascular cerebral.



5. Dores de cabeça

O stress e a ansiedade manifestam-se muitas vezes em posturas corporais incorretas que originam dores na base do crânio. Por sua vez, o uso excessivo do computador provoca dores na parte frontal da cabeça, sobre os olhos. Faça pausas a cada hora de trabalho em frente ao computador!



6. Posturas incorretas

As posturas incorretas decorrem muitas vezes de locais de trabalho pouco ergonómicos. Quando repetidas durante 35 ou mais horas por semana, podem trazer problemas sérios à sua estrutura óssea.



7. Isolamento social

O trabalho excessivo conduz ao isolamento social. O tempo passado com a família e com os amigos passa a ser menor e a ter menos qualidade, e este fator agrava a predisposição para desenvolver depressões. Tire uma tarde por semana para um hobbie ou para conviver com aqueles que lhe são próximos. Pela sua saúde!

Veja também: