AUMENTe AS sUAS PROBABILIDADES DE ARRANJAR EMPREGO!

Trabalho precário – como melhorar a sua situação profissional

Está em situação de trabalho precário? Saiba como identificar um vínculo profissional instável.

Trabalho precário – como melhorar a sua situação profissional
Como posso saber se estou em situação laboral considerada precária?

Portugal é um dos países da União Europeia com maior incidência de trabalho precário. Numa altura em que se aguarda ansiosamente a recuperação da crise económica, falamos-lhe sobre este fenómeno social que afecta uma grande fatia da população portuguesa.


Como posso saber se estou em situação laboral precária?

O trabalho precário associa-se a vários fenómenos distintos. Verifique se se encontra numa ou em mais do que uma das seguintes situações para determinar tem um vínculo profissional precário:
  • insegurança no emprego – instabilidade e impossibilidade de fazer planos para o futuro
  • perda de regalias sociais – falta de protecção no desemprego, na reforma e em situação de férias
  • salários baixos – incapacidade económica e dificuldade em fazer face aos riscos sociais, assegurando o cumprimento das obrigações fiscais quotidianas e a possibilidade de contrair despesas essenciais ao seu bem-estar (alimentação, água, luz, gás)
  • descontinuidade nos tempos de trabalho – prestação de trabalho a tempo parcial e/ou com contratos temporários, traduzindo-se na alternância entre períodos de trabalho e períodos de não trabalho.

Por outras palavras, estamos perante uma situação de trabalho precário quando se conjugam um vínculo laboral de duração reduzida, um nível salarial baixo e uma situação profissional que não protege o trabalhador em situação de reforma, desemprego, saúde e férias.


Qual o perfil do trabalhador precário?

O trabalho precário não atinge todas as faixas etárias da mesma forma, nem afecta homens e mulheres igualmente! Pode por isso dizer-se que os grupos de risco são:
  • Jovens com menos de 25 anos;
  • Mulheres, sobretudo aquelas que tenham filhos e não se encontrem casadas ou em união de facto;
  • e prupos profissionais menos qualificados.


Quais os sectores de actividade económica em que é mais frequente existir trabalho precário?

Nem todos os sectores profissionais são afectados da mesma forma pelo fenómeno do trabalho precário. Eis aqueles em que esta situação laboral regista uma expressão mais significativa:
  • Sector primário
  • Hotelaria
  • Restauração
  • Construção


A dimensão das empresas tem impacto na incidência de trabalho precário?

Sim, embora este seja apenas um dos factores com influência na expressão do trabalho precário em Portugal!

De facto, verifica-se que as pequenas empresas são aquelas que com mais frequência estabelecem vínculos laborais precários com os trabalhadores. Tendo em conta que o tecido económico português é constituído, maioritariamente, por micro e pequenas empresas, compreendemos a expressividade do fenómeno do trabalho precário no nosso país.


Quais as formas de contratação que mais favorecem a precaridade laboral?


Trabalho flexível... ou trabalho precário?

Vivemos num contexto económico, político e legislativo que permite e valida uma série de novas formas precárias de trabalhar. A verdade é que são cada vez menos as empresas que estabelecem com os colaboradores um vínculo profissional tradicional: trabalho a tempo inteiro, por tempo indeterminado, que confira protecção social.

Um dos argumentos apresentados por quem governa e legisla é o do crescimento económico em mercados e economias globalizados, que requerem profissionais com vínculos flexíveis, que possam trabalhar à medida das necessidades das empresas, muitas vezes “por projectos” cuja duração é também a duração do contrato de trabalho.


Os falsos "recibos verdes"

Uma das consequências mais dramáticas deste fenómeno é o elevado número de pessoas que trabalham em situação de “falsos recibos verdes”, ou seja, pessoas cujo vínculo à empresa é caracteristico de um contrato de prestação de serviços, mas que na verdade trabalham nas mesmas condições (apenas não com as mesmas regalias) que um trabalhador contratado a termo ou sem termo em regime de exclusividade e com obrigatoriedade de cumprimento de horário.

Num país em que 48% das pessoas pobres trabalham, é impossível não atentar ao fenómeno do emprego precário! Se está nesta situação, recorra aos serviços de consultoria de carreira à sua disposição para melhorar a sua situação profissional.
Faça mais pelo seu Curriculum e concorra ao emprego dos seus sonhos >>
Veja também: