Mas afinal o que é o Turismo Solidário?

No turismo solidário ainda há alguns mitos por esclarecer. A ImpacTrip explica o bê-á-bá desta oferta de lazer cada vez mais procurada. 

Mas afinal o que é o Turismo Solidário?
Turismo solidário é sinónimo de tempo de qualidade em família

Espreite aqui: dormidas em qualquer sítio do mundo e aos preços mais baixos!Muitos ficam curiosos quando ouvem falar de Turismo Solidário mas poucos sabem dizer o que realmente é e são raros os que já experimentaram. Esta nova forma de viajar, que só agora chegou a Portugal, permite viajar de forma responsável deixando uma marca positiva.

O Turismo solidário é uma forma de turismo alternativo que junta dois conceitos muito interessantes (e improváveis): Turismo e Voluntariado. Este turismo diferente contribui para o combate às desigualdades sociais e permite ao viajante dedicar parte do tempo da sua viagem ao desenvolvimento da região visitada de modo a ter uma maior envolvência com as comunidades locais absorvendo melhor a cultura local e deixando a sua marca positiva.

Estas viagens solidárias têm um impacto muito positivo quer em termos sociais quer em termos ambientais. O voluntariado é sempre adaptado às competências dos voluntários para maximizar o contributo para a organização que os recebe. As tarefas são muito diversificadas dependendo das organizações e podem ir desde cozinhar refeições para pessoas em situação de sem-abrigo, ensinar crianças de bairros sociais a tocar guitarra, limpar o lixo marinho do fundo do mar, resgatar animais abandonados da rua ou mesmo construir uma casa para uma família desprivilegiada. Estes são só alguns exemplos de muitos programas que podem ser organizados sob o conceito de turismo solidário.
 

Férias são férias

Atenção! O turismo solidário não é sinónimo de pagar para trabalhar. O voluntariado é um dos elementos dos programas que realmente marca a diferença e os torna únicos mas o descanso, o descobrir novos lugares, a história e cultura são também pontos muito importantes das experiências. As visitas guiadas podem ser feitas por moradores do local com formação ou guias especializados que mais que debitar datas e estilos arquitetónicos, contam as histórias dos lugares por onde passam. As visitas guiadas são personalizadas e pretendem dar uma visão mais alternativa que as vulgares visitas de turismo de massa. As refeições, outro elemento essencial de um bom programa, incluem pratos típicos da região e, quando possível, são mesmo em casa de habitantes da aldeia, vila ou bairro.

Todos estes pormenores estão interligados na formação de uma experiência de turismo solidário que pretende ser inesquecível.

 

Turismo de Natureza: Tempo de qualidade passado em família

O impacto positivo deste tipo de turismo é especialmente relevante para as zonas do interior onde se estimula o turismo de Natureza dinamizando as economias locais, o emprego e promovendo as tradições, costumes e produtos tradicionais. 

Cada vez mais pessoas procuram fazer férias ecológicas, também chamadas de ecoturismo, para passar tempo em família e dar um bom exemplo às crianças. O contacto com a Natureza e o tempo de qualidade que passam juntos é algo cada vez mais valorizado pelos Portugueses e os programas ambientais de turismo solidário vêm reforçar esta oferta.
O turismo de aldeia é também cada vez mais procurado por todos aqueles que querem fugir à confusão da cidade e descansar com a maior tranquilidade possível. Este conceito tem a vantagem de ter geralmente associadas várias actividades locais que muitos citadinos nunca tiveram a oportunidade de experimentar. Estas podem ir desde as vindimas, à confeção de pão de maneira artesanal, a apanha da azeitona ou mesmo formações sobre permacultura na horta dos aldeões.

 

O turismo solidário é só para ricos?

Geralmente os programas de turismo solidário apresentam preços abaixo da média de mercado para que o máximo de pessoas possa usufruir das experiências. Contudo e com vista ao apoio de várias organizações sociais e ambientais parceiras bem como os agentes locais, as viagens solidárias têm custos que o viajante, que usufrui da experiência, deve cobrir.
Existe ainda outra opção para os que realmente não têm acesso a oportunidades de lazer: turismo social. Em resposta a uma dúvida comum a muita gente o turismo social é algo distinto do turismo solidário, permite que pessoas em situação desprivilegiada desfrutem de um programa de férias e descubram novos lugares sem qualquer custo e é geralmente providenciado por organizações sem fins lucrativos.

O turismo solidário é assim um turismo inovador em Portugal que poderá ser uma opção interessante para férias, escapadinhas, fins-de-semana românticos ou simplesmente um passeio diferente na cidade onde nascemos. No fundo são viagens diferentes que fazem a diferença.

Quer saber mais sobre turismo solidário e voluntariado em tempo de férias? Espreite o site da ImpacTrip
 
Veja também:

ImpacTrip ImpacTrip

A ImpacTrip é um operador turístico que promove o Turismo Solidário em Portugal. Este é um conceito inovador no nosso País que alia o melhor do turismo local com o voluntariado social e ambiental para criar experiências mais marcantes e envolventes para os viajantes. A nossa missão é combater as desigualdades sociais através do turismo e fazer com que os Portugueses REdescubram Portugal.

Também lhe pode interessar: