Como vender o que não precisa

Vender o que não precisa é só vantagens! Ganha dinheiro, mais espaço e tempo para fazer ou ter o que realmente lhe faz falta.

Como vender o que não precisa
Tome nota das nossas dicas.

Vender o que já não precisa é o primeiro passo para se libertar de uma montanha de tralha que só está a empatar a sua vida. Uma casa com menos coisas, exige menos manutenção, logo, é mais tempo que lhe sobra para viver!
Se a roupa já não lhe serve, se já leu aqueles livros três vezes, se nunca usou o cortador de batatas o que é que isto tudo está a fazer nos seus armários e gavetas? Está a atrapalhar e está a perder dinheiro! Por isso, escolha o que vai vender porque de seguida temos sugestões de como o fazer.
 
Quer saber mais?
Receba as nossas melhores dicas no seu e-mail. Registe-se no E-Konomista. Diariamente, levamos até si a informação mais relevante.

7 Passos para vender o que já não precisa

1. Recolha todos os itens que já não precisa ou quer e separe-os por categorias.
2. Para que não tenha a tentação de recuperar alguma coisa, mantenha tudo num único espaço e continue a destralhar as divisões de sua casa.
3. Avalie cada artigo e tente perceber o que é que tem potencial de venda.
4. Analise o mercado de venda de coisas usadas e atribua um valor a cada artigo.
5. Defina onde é que vai vender o quê. Facebook? Olx? E-bay? Venda de rua?
6. Tire várias e boas fotografias ao que vai vender online. Nada de fotografias em espaços sujos e desarrumados!
7. Coloque à venda o artigo certo, no local certo. Por exemplo, é muito difícil vender roupa usada online.
 

5 Locais onde vender

 

1. Online

Em páginas como o OLX, o Custo Justo, o eBay ou o Tictail. Há alguns cuidados que deve ter para conseguir a venda. Boas fotografias, de vários ângulos, são imprescindíveis.  Os objetos têm que estar limpos e expostos numa área desimpedida. A descrição deve ser detalhada e o preço tem que ser apetecível.
 

2. Vendas de rua

Cada vez mais há vendas de rua semanais nas nossas cidades, como as antigas feiras da Ladra e da Vandoma ou os novos mercados e outros flea markets. Se na sua cidade ou freguesia ainda não existe, comece uma! De certeza que tem outros amigos ou familiares com coisas para vender.
 

3. Facebook

Se tem um perfil muito concorrido e muitos amigos, pode ser um bom palco para vender as coisas que já não precisa. “O lixo de um, é o tesouro de outro”, lá diz o ditado por isso é muito provável que esse livro ou máquina de escrever que quer vender seja mesmo o que um dos seus amigos procura.
 

4. Lojas de segunda mão

As lojas de coisas em segunda mão, velharias e antiguidades estão sempre à procura de velhas coisas para vender. Pegue nos móveis, na trouxa de roupa, livros ou bugigangas e não perde nada por tentar.
 

5. Chá de vendas

Está a ver aqueles lanches para vender tupperware e cosméticos ou mesmo os baby shower? Pois bem, se é uma daquelas pessoas que tem roupa, acessórios, gadgets ou outras peças muito bem conservadas, de boas marcas e que são verdadeiros achados, que tal organizar um encontro em sua casa para as vender?
 
Veja também: