Viagens diferentes: 10 aventuras para 2018

Em busca de aventuras para 2018? Fomos à procura de viagens com as doses certas de desafio e originalidade. Perfeitas, mesmo para quem não gosta de arriscar.

Viagens diferentes: 10 aventuras para 2018
Pronto para partir à descoberta?

Planear é o segredo de quem gosta de viajar e não quer perder uma oportunidade. Se é uma alma inquieta, que gosta de partir à descoberta, está na hora de pensar nos destinos a conhecer em 2018. Para ajudá-lo, fomos à procura de viagens diferentes.

Uma mão-cheia de lugares incríveis, alguns menos prováveis do que outros, para que possa escolher de acordo com o seu estilo de viajante. Vamos a isso?

Aventuras para 2018: 10 sugestões de viagens originais


Explorar o Amazonas no Peru

Amazonas, Peru

Associamos o maior rio do mundo e a floresta Amazónica ao Brasil, mas na verdade o Amazonas nasce na cordilheira dos Andes, no sul do Peru. E este é um país perfeito para turismo de aventura em comunhão com a Natureza.

A Reserva Nacional Tambopata, junto ao Amazonas, é uma das áreas do mundo que concentra maior biodiversidade. Trata-se de uma floresta tropical repleta de espécies animais e vegetais raras, e paisagens de cortar a respiração.

E como se não bastasse, viajar ao Peru é mergulhar no curioso passado Inca, nas muitas tradições e na deliciosa gastronomia local.

Dormir com as estrelas no Chile

Deserto do Atacama, Chile

Continuando na América do Sul, sugerimos-lhe agora descer até ao Chile, um país igualmente incrível em termos de cenários naturais. O Parque Nacional Torres del Paine, na Patagónia, e a zona costeira Valparaíso são destinos chilenos de eleição, mas há mais para explorar.

O deserto de Atacama, por exemplo, permite-lhe fazer uma observação estrelar em condições únicas, devido à pureza da atmosfera: é um dos locais mais escuros do mundo, devido à ausência da iluminação artificial típica das zonas urbanizadas. Curiosidade: aqui, muitos hotéis disponibilizam telescópios nos quartos!

Nadar com tubarões-baleia nas Seychelles

Nadar com tubarões-baleia

Esqueça os golfinhos. Agora, pode nadar com tubarões-baleias e um dos melhores locais para o fazer é nas Seychelles. São animais grandes e imponentes, mas não precisa de ter medo: são pacíficos, proporcionando-lhe momentos extraordinários.

A melhor altura para viver esta experiência é entre agosto e novembro, sendo outubro o mês em que estes animais aparecem com mais frequência nas águas cristalinas do Índico, sobretudo ao largo da ilha de Mahé.

Pedalar em Singapura

Singapura

Nesta lista de aventuras para 2018, destinos a Oriente não podiam faltar. Já equacionou viajar até Singapura? Este é um país-cidade surpreendente, com uma arquitetura e um nível de desenvolvimento tecnológico acima do comum. Se o circuito de Fórmula 1, que em 2018 volta a receber uma corrida noturna, não faz o seu género, não faltam outros atrativos.

Os diversos parques da cidade, verdadeiros pulmões na selva organizada de arranha-céus, são imperdíveis. E como aqui as ciclovias são uma verdadeira instituição, unindo vários pontos nevrálgicos, incluindo as áreas verdes, pedalar é a melhor forma de explorar este destino.

Fazer um cruzeiro de rio

Fazer um cruzeiro fluvial

Em 2018, troque os grandes cruzeiros oceânicos por um cruzeiro de rio. E se pensa que este tipo de viagem é feito apenas por pessoas mais velhas, desengane-se. Nos rios Sena, Reno e Danúbio, por exemplo, já há programas que incluem animação com DJ, aulas de Yoga e sunset parties, ofertas combinadas com atividades de outdoor, como escalada ou rafting.

Por cá, temos os cruzeiros no Douro, uma forma diferente de explorar esta bonita região vinhateira. Mas se achar que precisa de mais adrenalina, pode sempre embarcar num cruzeiro num dos maiores rios do mundo: o Mekong, no Sudeste Asiático.

Descobrir as ilhas menos conhecidas de Flórida Keys

Florida Keys

Florida Keys é um arquipélago no sudeste dos Estados Unidos constituído por 1700 ilhas. Sim, leu bem. A mais conhecida é Key West, mas há muitas outras que valem a pena uma visita. Se possível, atravesse a Overseas Highway, uma das auto-estradas mais bonitas do mundo, sobre o mar, dividindo o Golfo do México do Oceano Atlântico.

No entanto, evite fazer esta viagem de agosto a outubro, o período crítico dos furacões. A vantagem de visitar as ilhas menos concorridas, como Islamorada ou Marathon, é que irá encontrar menos turistas, preços mais baixos e uma vida selvagem mais autêntica.

Viver como um cowboy no Texas

Rancho no Texas

E para algo completamente diferente, por que não passar uma temporada num rancho do Texas? Neste Estado norte-americano, a vida rural e as tradições rancheiras são levadas muito a sério. Poderá contactar com este típico modo de vida americano, aprendendo a andar a cavalo e a usa a corda de cowboy.

A capital estadual, Austin, assume-se como um local pleno de singularidades. O seu lema mais conhecido é “Keep Austin Weird”, em português algo como “Mantenha Austin um lugar estranho”, com o objetivo de defender as pequenas empresas e os costumes locais.

Aqui não faltam quintas transformadas em hotéis onde são proporcionadas diversas atividades tradicionais, incluindo acampamentos à volta da fogueira.

Descontrair nas praias do Camboja

Praia no Camboja

É um aventureiro que não prescinde de momentos de puro relax nas suas viagens? Então as praias do Camboja são o destino ideal. Em Sihanoukville, no Sudoeste do país, esperam-no vários quilómetros de praias imaculadas.

Para além de poder apanhar banhos de sol e mergulhar nas águas quentes do Golfo da Tailândia, em Sihanoukville há pequenas ilhas e aldeias para explorar, caminhos florestais para trilhar, templos budistas para visitar, mercados para regatear e uma gastronomia exótica para descobrir, entre outras atividades apelativas.

Fazer uma wine trip em Sonoma

Sonoma, Califórnia

Por certo que Napa Valley lhe soa mais familiar, mas na Califórnia vinhateira há uma outra região que se impõe: Sonoma. A cerca de uma hora de São Francisco é um paraíso para os amantes das vinhas e do vinho. Cerca de 400 explorações vinícolas estão aqui instaladas, produzindo néctares de elevada qualidade.

Cabernet Sauvignon, Pinot Noir, Merlot, Syrah, Chardonnay… Se estas palavras são música para os seus ouvidos, não deixe de incluir esta viagem nas suas aventuras para 2018. Aqui há sempre festivais e outros eventos associados ao vinho a decorrer, mas para além disso ainda poderá visitar as dezenas de parques estaduais e regionais, onde a natureza se apresenta atrativa e generosa.

Isolar-se na remota ilha de Sta. Helena

Ilha de Santa Helena

Por fim, nesta lista de viagens para 2018, uma sugestão bem radical: desligar-se de tudo num dos locais mais remotos do planeta: a Ilha de Santa Helena, a cerca de dois mil km da costa angolana. Descoberta no início do século XVI por um navegador galego ao serviço de Portugal, foi ocupada pelos britânicos no século XIX, tendo sido para aqui que foi deportado Napoleão Bonaparte.

É uma ilha inóspita, rochosa e sem praia, sentindo-se apenas um pouco de civilização em Jamestown, a capital, onde recentemente um aeroporto foi inaugurado. No entanto, devido aos fortes ventos que se fazem sentir em Santa Helena, os voos vão ser raros, sendo de barco a forma mais vulgar de lá chegar.

Uma das atividades obrigatórias para os mais afoitos é subir os 699 perigosos degraus da escada de Jacob. No final, são compensados com uma deslumbrante vista desta ilha vulcânica.

Veja também: