Tudo o que precisa de saber se vai viajar para o Brasil

Vai viajar para o Brasil? Então, vai encontrar aqui tudo o que precisa de saber: do passaporte às vacinas obrigatórias não deixamos nada de fora!

Tudo o que precisa de saber se vai viajar para o Brasil
Conheça aqui 5 dicas imperdíveis

Se já decidiu que nas suas próximas férias vai viajar para o Brasil, então precisa de começar a preparar tudo para essa emocionante viagem de longo curso. Para que possa concentrar-se apenas na parte divertida, decidindo os locais que pretende visitar e o que vai fazer uma vez lá, nós vamos ajudá-lo a ultrapassar rapidamente toda a burocracia. 

Nesse sentido, de seguida apresentamos uma lista útil e simples de toda a papelada e procedimentos que deve levar a cabo antes de viajar para o Brasil. Comece já a preparar todos os elementos indicados, para que depois só tenha de se preocupar com as caipirinhas e com o samba!
 

5 DICAS IMPERDÍVEIS PARA QUEM VAI VIAJAR PARA O BRASIL 

 

1. DOCUMENTAÇÃO NECESSÁRIA

Visto
  • Em viagens de turismo para o Brasil, os cidadãos portugueses nunca precisam de visto: gozam de isenção;
  • Uma vez em território brasileiro, podem permanecer aí durante um período de 90 dias, renovável (antes da sua expiração) por mais 90 dias – a sua permanência pode, então, perfazer um total de 180 dias por ano.

Passaporte
  • O turista terá de apresentar um passaporte com validade igual ou superior a 6 meses.

Outros documentos necessários
  • Prova de meios de subsistência: extrato da conta bancária ou outro documento que prove a posse de recursos financeiros (a critério da autoridade consular);
  • Comprovativo de reserva com data de entrada e saída do território brasileiro ou bilhete de viagem;
  • 1 fotografia recente, com o formato 5x7 ou tipo passe (contra fundo branco e datada).

Indicações específicas para crianças
  • Se viajar com crianças desacompanhadas ou sem um dos pais, vai ter ainda de prever uma autorização escrita de ambos os pais ou do pai que não participa na viagem;
  • As assinaturas constantes dessa autorização terão de estar devidamente reconhecidas em notário público.
 

2. VACINAÇÃO

Sempre que esteja a planear uma viagem para fora da Europa, aconselhamos a que se dirija a uma consulta de saúde do viajante – estas são efetuadas por médicos especialistas em doenças infeciosas e em medicina tropical (componente viagens), estando disponíveis em centros de vacinação internacional espalhados por todo o país.

Por norma, os cidadãos europeus não são obrigados a inocular-se quando viajam para o Brasil. No entanto, dependendo do país de destino ou da parte do Brasil para onde vai viajar, deve considerar levar toda a vacinação necessária. A saber:

Vacina contra a febre amarela
  • Se esteve mais de 3 meses num país onde o risco de contrair febre amarela é elevado, deve facultar um certificado internacional de vacinação contra a doença – eis a lista desses países: Angola, Bolívia, Benin, Burkina, Camarões, Colômbia, República Democrática do Congo, Equador, Guiana Francesa, Gabão, Gana, Gâmbia, República da Guiné, Libéria, Nigéria, Peru, Serra Leoa, Sudão e Venezuela. 
  • Ainda que as autoridades brasileiras não exijam esta vacina, se vai viajar para o Brasil, recomendamos a sua toma – sobretudo se o seu destino é um dos seguintes estados: Acre, Amapá, Amazonas, Distrito Federal, Goiás, Maranhão, Mato Grosso, Mato Grosso do Sul, Minas Gerais, Pará, Rondônia, Roraima e Tocantins. 
  • Notas
.a vacina contra a febre amarela demora 10 dias a fazer efeito, pelo que deve ser tomada pelos menos 10 dias antes de viajar.
.os bebés entre os 6 meses e 1 ano de idade não devem ser imunizados, pois tendem a ser alvo de efeitos secundários.

Vacina contra a poliomielite
  • É obrigatória para crianças entre os seis meses e os três anos de idade.

Outras vacinas recomendadas
  • Tétano
  • Difteria
  • Hepatite A

Vacinas adicionais, para uma estadia superior a 4 semanas
  • Hepatite B
  • Raiva
  • Tifo Epidémico
 

3. MEDIDAS DE PRECAUÇÃO

Além das vacinas, quando viajar para o Brasil, convém ter em atenção mais algumas questões a nível de saúde. O ideal é que, na consulta do viajante, se aconselhe com o médico especialista, para saber exatamente o que levar no seu kit de primeiros socorros e quais as medidas preventivas a ter em conta.

No entanto, deixamos-lhe já algumas sugestões:

Malária e dengue
  • Se o seu destino forem as regiões tropicais e subtropicais do Brasil, a probabilidade é que fique exposto aos perigos da malária e do dengue. 
  • Ambas as doenças são transmitidas por picadas de mosquito, pelo que deve tomar precauções extra, como:
.usar roupas largas e compridas;
.usar sempre repelente de insetos (durante o dia contra a dengue; durante a noite contra a malária);
.dormir sob uma rede mosquiteira.

Intolerâncias alimentares e outras doenças
Independentemente do local no Brasil para onde pretende viajar, deve tomar especiais precauções com a alimentação e com a ingestão de líquidos. Eis os cuidados específicos a ter:
  • No Brasil nunca deve beber água da torneira: não é segura. Se não puder recorrer a garrafas de água seladas, ferva ou esterilize sempre o precioso líquido antes de o ingerir; 
  • Evite também todo e qualquer gelo nas bebidas: na sua maior parte, é feito com a água da torneira;
  • Legumes, carne e peixe só devem ser ingeridos se estiverem bem preparados e cozinhados; 
  • A fruta só deve ser consumida sem casca;
  • O leite deve ser fervido antes de ser consumido, uma vez que tende a não ser pasteurizado (sobretudo nas áreas rurais);
  • Tenha também em atenção produtos lácteos como gelados, que podem ter sido confecionados com leite não pasteurizado.
 

4. CÂMBIO

Como já saberá, a moeda oficial do Brasil é o Real, pelo que vai ter de prever o câmbio dos seus Euros. Existem várias formas de proceder a esta operação, mas o ideal é que o faça da seguinte forma:
  • Antes do embarque - é possível que no país de destino seja afetado por altas, e muitas vezes irregulares, taxas de câmbio;
  • De forma segura – em:
.Bancos – o serviço está sujeito à disponibilidade da moeda em questão: confirme com antecedência;
.Agências – são um dos espaços mais utilizados; mais uma vez, confirme atempadamente a disponibilidade da transação;
.Aeroportos – nestes balcões de câmbio, as taxas de conversão costumam ser mais elevadas do que nos bancos e agências;
  • Em dinheiro – a maior parte dos locais só aceita câmbios em dinheiro, apesar de alguns também considerarem os cartões de crédito (terá de se informar).
  • Dica extra - acompanhe as taxas de câmbio no Banco de Portugal, para se assegurar de que obtém o melhor negócio.
 

5. SEGURO DE VIAGEM

Além da viagem em si, do hotel e do transporte in loco, não deixe de prever um bom seguro de viagem. Este é um passo muito importante, sobretudo para o viajante internacional – assegure-se de que está prevenido, caso necessite de assistência médica ou jurídica no país de destino.

Se estiver a ser acompanhado por uma agência, informe-se sobre o seguro incluído no seu pacote de viagem; caso esteja a tratar de tudo por si só, dirija-se a uma agência de seguros e peça alternativas, indicando que pretende viajar para o Brasil.


Esperamos que as nossas dicas o ajudem na preparação da sua viagem para o Brasil. A partir de agora, já só tem de pensar em praias, calçadões e águas de coco! Divirta-se muito!


Veja também: