Como viajar pela Europa num avião privado com 22 euros

Imagina viajar pela Europa num avião privado com 22 euros? Já é possível. Se adora andar de avião, vai ficar a conhecer uma plataforma que realiza sonhos!

Como viajar pela Europa num avião privado com 22 euros
Viajar num avião privado por apenas 22 euros é possível

Se adora sentir-se nas nuvens, irá adorar saber que pode viajar pela Europa num avião privado com 22 euros. É verdade, uma plataforma de partilha de voos está a tornar possível que pilotos experientes ofereçam assentos nos seus aviões.

Quase como se se tratasse da app AirBnb, em que proprietários de casas alugam o seu quintal, quartos, garagens ou mesmo apartamentos e casas inteiras, aqui partilham-se lugares em aviões privados.

Se já despertamos a sua atenção, deixe-se entusiasmar por esta oportunidade.

Saiba como viajar pela Europa num avião privado com 22 euros

Pensado nos aventureiros que procuram uma viagem inesquecível e nos pilotos entusiastas da sua profissão, a plataforma Wingly surgiu para permitir que, através da partilha de voos, os passageiros possam fazer voos económicos por toda a Europa, aproveitando lugares que os pilotos colocam à disposição nas suas aeronaves.

A ideia nasceu em França e, atualmente, a Wingly opera em 3000 destinos diferentes por toda a Europa, permitindo que os amantes de voos possam desfrutar de passeios privados de avião, por valores que rondam os 22€.

viajar aviao

Como funciona a Wingly?

Por questões de segurança e qualidade do serviço, os pilotos que queiram inscrever-se nesta plataforma terão que publicar as suas licenças e certificados médicos, a fim de obterem uma verificação.

Uma vez aprovados, os interessados nestes voos poderão ver a disponibilidade dos mesmos e quantos assentos se encontram vagos. Geralmente, o número de assentos varia entre os 4 e os 6.

Os passageiros têm também as suas obrigações, pelo que têm que fornecer informações sobre o seu passaporte, a fim de garantir que se encontram elegíveis para voar para os destinos desejados.

Viajar pela Europa num avião privado com 22 euros é possível e no final de cada experiência, tanto os pilotos como os passageiros, podem avaliar-se na plataforma.

Os pilotos devem ainda fornecer informações do diário de bordo relativas ao número total de horas que voaram, com um mínimo de 100 horas necessárias. Devem ainda mostrar quantas horas voaram nos últimos 12 meses, como prova de que têm experiência recente.

É seguro?

A empresa criadora desta plataforma trabalhou com a Agência Europeia para a Segurança da Aviação (AESA), de forma a delinear regulamentos que promovem a segurança de voos não comerciais, com modelos de aviões mais leves.

Desta parceria regulamentadora, resultou a exigência que a Wingly forneça aos pilotos listas de verificação e melhores tutoriais de práticas de segurança, assim como lhe foi atribuído o dever de informar os passageiros sobre os níveis de segurança e que partilhar os perfis dos pilotos com a AESA.

Se o passageiro ou o piloto decidirem que não haverá voo, devido a más condições climáticas, os voos podem ser cancelados com um reembolso total, de modo que as altas taxas de cancelamento não são uma preocupação. Note-se que, quando um piloto decide não levantar voo devido a condições meteorológicas precárias, está a promover a segurança da aviação geral.

A Wingly funciona de uma forma particular, pois coloca pilotos e passageiros a participar na divisão do custo total das despesas diretas da viagem, como combustível ou o aluguer de avião e, quando necessário, as taxas de aterragem.

Viajar pela Europa num avião privado com 22€ pode não ser tarefa lucrativa para os pilotos, mas estes fazem-no por amor à camisola. Existe uma taxa de reserva adicional que irá significar cerca de 15% do seu voo, embora isto também inclua seguro.

A empresa oferece ainda voos de turismo, o que possibilita que veja um lugar de um novo ponto de vista, voos de excursão para um fim de semana rápido, refúgios à hora do almoço, ou mesmo voos unidirecionais para chegar de um local a outro. Não se preocupe com atrasos, pois pode solicitar um reembolso ou reprogramar para outra ocasião.

Para lhe suscitar ainda mais interesse nesta plataforma, informamos que estes voos já são possíveis em locais como as Ilhas Anglo-Normandas, localizados ao largo da costa da Normandia. Já ficou com uma vontade de experimentar?

Veja também: