AUMENTe AS sUAS PROBABILIDADES DE ARRANJAR EMPREGO!

Viciado em trabalho: 4 sinais de alerta

Trabalha demais? Ou não consegue manter o balanço entre a vida pessoal e profissional? Talvez seja viciado em trabalho. Conheça alguns dos sinais mais comuns.

Viciado em trabalho: 4 sinais de alerta
Para prevenir tem que saber como identificar.

Ser um profissional empenhado e dedicado ao trabalho são – sem sombra de dúvida – boas qualidades e das mais procuradas pelos recrutadores. Mas isso não implica que tenha que ser totalmente viciado em trabalho. Aliás, tal como já aqui falamos antes, o seu sucesso depende (e muito) da sua capacidade de encontrar o equilíbrio entre a vida pessoal e profissional. O melhor é aprender a reconhecer os sinais e evitar tornar-se num viciado em trabalho.
 

Os sinais de alerta

Viciado em trabalho ou workaholic. Chame-lhe o que quiser, desde que esteja bem ciente dos riscos que esta “patologia” acarreta para o seu desempenho. Sim, porque ainda que pense que trabalhar horas a fio sem descanso faz de si um trabalhador exímio, não é bem assim. Na realidade esta dependência vai afetar a qualidade do seu trabalho, na grande maioria dos casos, para pior. Mas as consequências vão muito além da sua vida profissional e afetam também a sua vida pessoal e podem mesmo ter repercussões a nível da sua saúde (basta ver que os workaholics tem grandes probabilidades de virem a sofrer do síndrome de burnout, por exemplo).

Mas não se assuste, há solução para o problema. A primeira e mais importante é a prevenção. Para isso, só tem que conhecer os principais sinais de alerta (ou os sintomas, se preferir) e reconhecer o problema (e sim, ser um workaholic é um problema). Conheça alguns dos sinais que podem indiciar que está viciado no trabalho.
 

1. Trabalha mais horas

Ou seja, é o primeiro a chegar e o último a sair e, pelo meio, trabalha também na sua hora de almoço. Bem, se isso acontecer esporadicamente, não é problema. Mas passa a ser se fizer parte da sua rotina. Ao contrário do que possa pensar, trabalhar horas a fio não faz se si um profissional mais produtivo, na realidade pode ser o oposto. Alguns estudos defendem que uma pausa no trabalho e tempo para si mesmo são essenciais para fazer de si um profissional mais produtivo e focado, capaz de obter mais e melhores resultados, em menos horas de trabalho.
 

2.  Não consegue desligar-se do trabalho

Ser viciado em trabalho é mais do que ser alguém que trabalha por muitas e longas horas. Também é, mas não só. Um verdadeiro workaholic é aquele que é incapaz de deixar o trabalho de lado, mesmo nas horas de descanso, nos fins-de-semana e/ou férias. Para estas pessoas tudo acaba por girar em torno do trabalho e, quando afastados, anseiam pelo regresso. Saudável? Nem um pouco. Tal como referimos logo no início o seu sucesso depende, em muito, da sua capacidade de conciliar a vida profissional e pessoal.
 

3. Tem trabalho a mais

Pode achar entusiasmante olhar para a sua agenda e ver os dias repletos de reuniões, tarefas para finalizar, projetos para colocar em andamento. Tudo isso é ótimo se realmente tiver capacidade para dar resposta a todos os trabalhos pendentes.
 

4.Não se sente bem

Mais uma vez, as consequências para a sua saúde. Os workaholics tendencialmente fazem uma alimentação descuidada, tendem a levar um estilo de vida sedentário e a dormir pouco e mal, por exemplo. Não tarda o corpo dá os primeiros sinais.

 

E você, é um viciado em trabalho?

Num mercado cada vez mais competitivo é normal que queira mostrar o seu valor, mas para isso não tem que se tornar um workaholic. E se reconheceu algum destes sintomas o melhor é trata-los já.


Veja também: