E se descobrisse que tem peças de valor em sua casa?

Tem uma peça em casa que quer vender e não sabe o seu real valor? A P55 trata de tudo. Avalia, protege e vende a sua peça pelo melhor valor. Só tem que preencher o formulário e enviar uma fotografia da peça ou peças que quer vender. Será contactado no prazo máximo de 48 horas.

Ao clicar concordo receber comunicações de marketing directo enviadas por e-konomista.pt e pelos nossos Parceiros

Enviar pedido de avaliação
(*) Campo opcional

Os 10 whiskys mais caros do mundo

Dos whiskys mais caros do mundo há um que custa 5 milhões de euros. Saborear este whisky não é apenas um luxo para o palato, envolve todos os sentidos.

Os 10 whiskys mais caros do mundo
É apreciador de um bom whisky? Então, este artigo é para si

Sabíamos que o whisky é uma bebida alcoólica relativamente cara e apreciada um pouco por todo o mundo. O que não sabíamos é que há whiskys que proporcionam uma verdadeira experiência sensorial que é muito, mas muito bem paga.
 
Os whiskys mais caros do mundo são adorados não só pelos apreciadores e conhecedores desta bebida alcoólica, mas sobretudo pelos colecionadores. Por norma, são vendidos em garrafas de cristal, propositadamente desenhadas para conter este líquido de tom âmbar. A garrafa de whisky que ocupa o lugar cimeiro dos whiskys mais caros do mundo tem a forma de um decantador e é revestida com ouro branco, 8500 diamantes e 300 rubis.
 
Estes whiskys são os chamados whiskys de malte, de sabor intenso e aromático, envelhecidos em barris de carvalho durante vários anos. Os anos de idade de um whisky são, de acordo com os especialistas, um indicador da sua qualidade, personalidade e carácter e devem ser saboreados puros e sem gelo.
 

Os whiskys mais caros do mundo


1. Isabella Islay

islay

A ocupar o lugar cimeiro dos whiskys mais caros do mundo, no valor de 5 milhões de euros, está este whisky escocês de malte de 40 anos de idade. O decantador em cristal é revestido com ouro branco, 8500 diamantes e 300 rubis. 
 


2. Master of Malt, de 105 anos

malt

A garrafa em si não tem nenhuma singularidade, a não ser o excelente malte de 105 anos que contém. Este whisky é uma preciosidade, dizem os especialistas. Um deles refere que saborear este whisky é uma experiência que o transporta para a Capela Sistina em Roma, uma metáfora para referir o seu carácter genealógico. Tem notas de baunilha, de cardamomo, noz moscada, toffee e castanha. Está avaliado em 1 milhão e 300 mil euros.
 


3. Macallan de 64 anos

macallan

Vendido num leilão por 420 mil euros, este whisky, que se apresenta num decantador de cristal,  foi especialmente preparado para celebrar os 150 anos de René Lalique, o famoso artesão de cristal francês. Em comparação com o anterior Macallan 55, esta peça comemorativa é única, pois foi produzida a partir de um molde de cera perdido, e a mais valiosa de sempre quando comparada com os restantes decantadores Lalique.
 


4. Dalmore de 62 anos - edição especial

dalmore

De uma edição limitada – de apenas 12 garrafas – este whisky está avaliado em 183 mil euros. É uma edição especial do Dalmore 62 com notas achocolatadas e bastante aromáticas.
 


5. Dalmore Trinitas de 64 anos

dalmore

O que dizer desta edição limitada de apenas três garrafas? O facto de estar avaliado em 146 mil euros já diz tudo.
 


6. Macallan de 1926

macallan

Considerado um whisky excepcional e merecedor de ocupar um lugar na lista dos whiskys mais caros do mundo, está avaliado em 69 mil euros.
 


7. Dalmore de 62 anos

dalmore

Este whisky escocês de malte está avaliado em 53 mil euros.
 


8. Highland Park de 50 anos

park

Envolvida numa estrutura de prata de lei e apresentada numa caixa de carvalho, esta garrafa de whisky escocês de malte está avaliada em 16 mil euros.
 


9. Glenffidich de 50 anos

geln

A garrafa que contém este whisky escocês de malte é de vidro soprado e, posteriormente, trabalhada por um ourives. É apresentada num estojo de couro preto, cosido à mão e está avaliada em 15 mil euros.



10. Macallan de 55 anos

macallan

Este whisky de malte é escocês (scotch whisky), da região de Speyside – na qual se encontram grande parte das destilarias escocesas. Este em particular está avaliado em 11 mil euros e vem num decantador de cristal Lalique.
 


Está interessado em vender a sua coleção de whiskys? 

A P55, a plataforma de bens de luxo em segunda mão, está disponível para avaliar a sua coleção e para negociá-la pessoalmente consigo.
 
O processo de venda inicia-se com um pedido de avaliação. Para o fazer pode:
  • Levar a coleção à loja, sendo que deve marcar esta visita previamente;
  • Aceder ao site da loja e preencher um formulário com dados pessoais básicos e fazer o upload de algumas imagens da coleção que pretende vender;
  • Pode ainda solicitar a deslocação de uma equipa de peritos a sua casa.
Feito o pedido de avaliação, a P55 responder-lhe-á no prazo de dois dias úteis e, no caso de haver interesse, prevê um período de venda estimado de 30 dias após consignação. Visite a loja física ou a loja online da P55!

Veja também: