Sabia que o zinco ajuda nas constipações?

Vitamina C? Alho? Ginseng? Entre tantas opções entenda porque o zinco ajuda nas constipações.

Sabia que o zinco ajuda nas constipações?
O zinco está presente em muitos alimentos

A notícia de que o zinco ajuda nas constipações alterou o panorama do que era considerado eficaz no tratamento preventivo das doenças infeciosas virais do aparelho respiratório superior.

De que forma o zinco ajuda nas constipações

Uma equipa de pesquisadores analisou 67 estudos previamente realizados, para entender e definir a eficácia de algumas substâncias popularmente conhecidas para prevenção e tratamento de constipações. Tal estudo foi divulgado no Canadian Medical Association Journal.

O resultado da análise pode surpreender: o uso de medicamentos como vitamina D, ginseng, equinácea, alho, aplicação de cremes à base de cânfora e eucalipto no tórax e a prática regular de atividades físicas foram classificados como “incertos”.

E a vitamina C?

c
Mesmo a vitamina C, tão apreciada no cuidado com as constipações, teve a sua popularidade questionada. Alçada ao posto de tratamento complementar para o alívio dos sintomas e prevenção da infeção, na década de 70, devido às suas propriedades antioxidantes, a vitamina C foi considerada ineficaz enquanto medida preventiva. No entanto, o seu consumo auxilia a encurtar a doença. Fazer uso de quantidades elevadas da substância pode ter consequências como cólicas e diarreia.

O que realmente funciona

Os resultados da análise dos estudos realizados concluíram que apenas dois fatores poderiam ser considerados eficazes para prevenir constipações: a lavagem regular e correta das mãos, e na maioria dos casos, a ingestão de suplementos de zinco.

O comprovativo de que o zinco ajuda nas constipações foi evidenciado principalmente quando utilizado por crianças, a partir de dois artigos que indicavam o consumo diário de 10/15mg de sulfato de zinco. As crianças que faziam a suplementação ficavam consideravelmente menos doentes.

comida

Apesar do resultado das análises, os pesquisadores indicam não existir qualquer tipo de especificidade para o consumo de zinco ser eficaz apenas no universo infantil. Eles realçam ainda que a suplementação não é necessária quando o indivíduo já possui uma alimentação rica no componente. Por isso, antes de fazer uso de qualquer tipo de vitamina e suplemento procure a orientação médica adequada.

Alívio dos sintomas

Para todas as idades, no tratamento dos sintomas como febre e as dores de cabeça e musculares, a melhor alternativa ainda são as substâncias como o ibuprofeno e o paracetamol.

Para adolescentes e adultos, o uso de fármacos que combinam anti-histamínicos com descongestionantes ou analgésicos foi analisado como sendo uma aposta moderadamente eficaz.

E os antibióticos?

O uso de antibióticos foi considerado mais prejudicial do que benéfico no tratamento de constipações. Uma vez que a grande maioria das constipações é causada por vírus e não por bactérias, o antibiótico, além de não conseguir tratar a doença pode, por meio do uso inadequado, promover a resistência à ação do medicamento e prejudicar a flora intestinal do organismo.

gripe

Apesar da comprovação de que o zinco ajuda nas constipações, a melhor prevenção ainda é a lavagem regular e correta das mãos, o uso do antebraço quando tossir ou espirrar, evitar ambientes não ventilados e o contacto próximo com pessoas doentes sempre que possível.

Veja também: