Zona: como prevenir, diagnosticar e tratar

A zona é uma infeção que se manifesta na pele e afeta principalmente pessoas com mais de 50 anos. Saiba como prevenir e tratar este problema bastante doloroso.

Zona: como prevenir, diagnosticar e tratar
Infeção provocada pelo mesmo vírus da varicela

Popularmente conhecida por “cobrão”, pelo facto das lesões cutâneas se assemelharem a uma cobra, a doença da zona consiste numa infeção da pele provocada pelo mesmo vírus da varicela.

O que acontece é que esse vírus se “reativa” e desencadeia grandes erupções cutâneas, geralmente acompanhadas de dores intensas.

Zona: causas

Este problema é mais comum em pessoas com mais de 50 anos, sem distinção de género, e só acontece a quem, em alguma altura da vida, contraiu varicela. Isto acontece porque o vírus não é eliminado, fica alojado no corpo, como que “adormecido”, podendo manter-se assim durante muitos anos.

A reativação deste vírus acontece geralmente quando, por algum motivo, as defesas do corpo estão mais em baixo, seja por uma infeção, pela toma de determinados medicamentos, pela realização de tratamentos como quimioterapia, intervenção cirúrgica ou simplesmente baixa imunidade face ao avançar da idade.

Cerca de 95% da população teve varicela e detém, por isso, o vírus adormecido no organismo. Destes 95%, uma em cada quatro irá, provavelmente, desenvolver a zona. A zona em si não é contagiosa, o vírus que a provoca é que é contagioso.

Zona: sintomas

O grande sintoma da zona é a grande e intensa dor que se sente. Muitas vezes, esta surge até antes das erupções cutâneas. Na fase aguda da zona, ou seja, quando as erupções já são visíveis, a dor pode durar entre 15 e 40 dias. Além da dor, os sintomas associados à zona são:

  • Aparecimento de bolhas avermelhadas na pele;
  • Erupções cutâneas em forma de faixa;
  • Tórax, cabeça e pescoço com marcas em forma de faixa estreita;
  • Em 10 a 20% dos casos, os olhos podem ser afetados e causar cegueira;
  • Raramente, podem surgir problemas de audição.

Um dos maiores problemas desta doença é que a dor pode tornar-se crónica e perdurar durante meses ou até anos.

Zona: tratamento

Assim que identificar algum destes sintomas, deve ir de imediato ao médico para iniciar o tratamento o quanto antes. Quanto mais rapidamente atacar o vírus, menor a probabilidade de dores intensas e do aparecimento das erupções cutâneas.

Apesar da zona não ter cura, existem alguns medicamentos que permitem diminuir a intensidade da dor e a duração do problema. Além da medicação, banhos mornos, roupas soltas e macias podem ajudar a minimizar os desconfortos.

Prevenção

Já é possível pessoas com mais de 50 anos receberem uma vacina de prevenção da zona. Esta vacina pode ser adquirida nas farmácias, mediante prescrição médica.

Veja também: