7 zonas do corpo onde deve evitar tocar

Manter as mãos afastadas de certas zonas do corpo pode evitar doenças e infeções. Conheça 7 zonas do corpo onde deve evitar tocar.

7 zonas do corpo onde deve evitar tocar
Zonas do corpo das quais deve manter as suas mãos afastadas

Assim que saímos de casa, as nossas mãos encontram-se sujeitas a inúmeros focos de bactérias, entre as quais: maçanetas, corrimões, botões do elevador, ou mesmo o dinheiro.  E, neste sentido, as mãos acabam por ser responsáveis por transportar essas bactérias. Deste modo, torna-se fácil perceber a razão de haver certas zonas do corpo onde deve evitar tocar.

7 zonas do corpo onde deve evitar tocar

1. Olhos

olhos

Os olhos são uma das zonas do corpo onde deve evitar tocar, sobretudo pela sensibilidade dos mesmos. Ao levar os dedos aos olhos, para além de estar a introduzir bactérias num dos órgãos mais sensíveis, pode também causar alguma lesão na córnea, sobretudo se tiver as unhas compridas.

Por outro lado, se não resistir à tentação, é importante que tenha o cuidado de lavar as mãos antes de coçar os olhos.

Os gestos bruscos nos olhos são ainda de evitar, uma vez que está a fomentar o envelhecimento de pele, nomeadamente o aparecimento de rugas.

2. Ouvidos

ouvido

Os ouvidos são outro órgão muito sensível e, por isso uma das zonas do corpo onde deve evitar tocar com as mãos. Contudo, não é fácil resistir à tentação de colocar o dedo no ouvido, sobretudo para aliviar alguma comichão momentânea.

Contudo, este deve ser um gesto a evitar, uma vez que, facilmente, pode causar uma lesão no canal auditivo. Se essa impressão nos ouvidos se mantiver, deverá consultar um otorrino.

3. Umbigo

umbigo

Esta já é uma zona do corpo onde muitas pessoas já têm alguma fobia em tocar. Mas agora tem uma razão mais factual para evitar tocar nesta região do corpo: o umbigo é uma das zonas menos higiénicas do corpo.

A maioria das pessoas tem o chamado “umbigo para dentro” e, estando esta zona protegida pela roupa, acaba por tornar-se facilmente num local ideal para a reprodução de bactérias. Por outro lado, é uma zona onde, mesmo no banho, se torna difícil fazer uma correta higiene.

4. Nariz

nariz

O nariz é outra das zonas do corpo onde deve evitar tocar. Este é um órgão que contém as suas próprias defesas, uma vez que funciona como um filtro, ao evitar que as impurezas cheguem ao organismo. Daí a importância de respirar pelo nariz e, não pela boca.

Deste modo, ao colocar os dedos no nariz vai estar, uma vez mais, a transportar bactérias, que podem gerar infeções. Por outro lado, e caso esteja constipado, deve fazê-lo sempre recorrendo ao uso de um lenço, uma vez que pode estar assim a possibilitar a contaminação de mais pessoas.

5. Cara

cara

São várias as vezes que levamos as mãos à cara durante o dia, seja por ansiedade, ou mesmo por cansaço. No entanto, esta tendência, muitas vezes resultado de tiques nervosos, pode ser potenciadora de acne.

Como já referimos anteriormente, as mãos, para além de todas as impurezas, contêm ainda gorduras/óleos que podem piorar o estado inflamatório das borbulhas.

6. Boca

boca

Um conselho muito frequente, sobretudo para as crianças, é “tira as mãos da boca”. Este conselho faz todo o sentido, uma vez que não só nos estamos a proteger das bactérias a que estamos expostos no dia a dia, como também estamos a proteger os demais.

Ao levar as mãos à boca, caso esteja doente, vai ajudar à proliferação de bactérias. Essas mesmas bactérias podem levar outras pessoas a ficarem doentes, como por exemplo, com gripe ou outras doenças de contágio semelhante.

7. Unhas

unhas

Não é à toa que os profissionais de saúde devem usar as unhas curtas e sem verniz. Debaixo das unhas é uma das zonas onde não deve tocar, uma vez que é considerada uma zona de forte acumulação de bactérias.

No caso dos profissionais de saúde, manter as unhas curtas, sem verniz, sem extensões ou outras aplicações, garante a correta higiene das mãos, assim como a segurança do doente.

Por outro lado, deve evitar levar as unhas à boca ou roer as unhas, uma vez que vai estar a correr o risco de introduzir essas mesmas bactérias no organismo.

Veja também: