65% das empresas portuguesas não pretendem aumentar os preços em 2015

Todos os anos há aumentos de preços nos bens de consumo, mas parece que 2015 vai ser diferente. Saiba o que já decidiram os empresários para o próximo ano.

65% das empresas portuguesas não pretendem aumentar os preços em 2015
Boas notícias para as famílias

Apesar do Banco de Portugal ter anunciado que está previsto um aumento de 1,5% no consumo interno no próximo ano, a verdade é que grande parte das empresas já decidiu que não vai aumentar os preços em 2015. Boas notícias que nos chegam numa altura em que a economia continua a tentar dar sinais positivos de retoma.

Segundo o estudo realizado pelo jornal Expresso em parceira com a Caixa Geral de Depósitos e com a Informa D&B, há cerca de 65% das empresas portuguesas que não pretendem aumentar os preços dos seus produtos no próximo ano. Este estudo teve como foco “o que as empresas querem” e, segundo o mesmo, “em 2013, o volume de negócios das firmas lusas manteve-se estável face a 2012 (-0,1%), números que ficam espelhados na opinião dos empresários que consideram que o mercado está estagnado”, explica Teresa Cardoso de Menezes da Informa D%B.

No entanto, os dados desta investigação demonstram também que “48% das empresas garante ter sido afectada pelos cortes salariais aplicados nos últimos anos e 23% dos empresários opta pela ‘marca Portugal’ na hora de preparar uma estratégia de marketing”. 

Esta realidade demonstra que apesar das empresas não estarem ainda recuperadas de todas as consequências da crise, estão a fazer um esforço para avançar e conseguir recuperar lugar no mercado. Para as famílias portuguesas, se os preços se mantiverem, são muito boas notícias.

A realização deste estudo incluiu 93 mil empresários, sendo 88% fez uma avaliação negativa do mercado nacional.


Veja também: