Quer receber a melhor informação sobre impostos ?

Inscreva-se já e receba todas as dicas e notícias atualizadas ao minuto.

Aceito receber publicidade enviada pelo e-konomista.pt e parceiros

Enviar

A luta entre pensionistas e Governo continua

Governo e pensionistas continuam sem se entender, principalmente depois de ter sido tornado público que as pensões vão continuar congeladas em 2015.

A luta entre pensionistas e Governo continua
Prevê-se que as pensões continuem congeladas no próximo ano

A luta entre pensionistas e o Governo não tem modo de chegar ao fim. Em declarações tornadas públicas ontem, a presidente da Associação de Pensionistas e Reformados (APRE!), referiu que os pensionistas continuam a ser penalizados, uma vez que o Governo teima em manter congeladas 1,4 milhões de pensões em 2015
Segundo Maria Rosário Gama, "as pensões do regime contributivo devem ser pagas de acordo com o valor com que foram calculadas. Não se justifica haver contribuições discriminatórias, tem de haver impostos iguais para todos, porque a própria Constituição assim o diz. Não pode haver leis que penalizem só pensionistas", sublinhou.

No entanto, para 2015 o Governo prevê algumas alterações. Embora pretenda manter congeladas 1,4 milhões de pensões aos pensionistas, a “Contribuição Extraordinária de Solidariedade (CES) será extinta para as pensões entre 1.000 e 4.611,42 euros e será mantida para as reformas acima deste valor”.

A APRE! Já reagiu a esta opção do Governo, advertindo que “é péssimo porque se trata de mexer em valores muito baixos e não há nada que justifique este congelamento. Continuará a haver miséria entre os pensionistas”, refere a presidente que vai ainda mais longe ao indicar que “é ao IRS que se tem de ir buscar aquilo que cada um tem de contribuir e não à CES”.


Veja também: