Automóvel usado, sim ou não?

Na impossibilidade de comprar carro novo, que é o desejo de qualquer um, muitos são os que optam por comprar um carro usado quer com crédito automóvel, quer a pronto, dependendo do valor do veículo. Um carro usado será um bom investimento?

Automóvel usado, sim ou não?
Compensa comprar um carro usado

Comprar carro novo não é para todos os consumidores, além disso, mesmo havendo capital para o comprar ou solicitando um crédito automóvel para o fazer muitas são as pessoas que preferem não comprar carro novo devido à elevada desvalorização logo após a saída do veículo do stand.



Estes dados são sustentados pelo Banco de Portugal, que indica que do crédito concedido nos primeiros 8 meses de 2010, praticamente metade foi para comprar automóveis usados, o que é facilmente compreensível, pois apesar de um carro novo ter a vantagem de não trazer preocupações a nível de histórico, pois o comprador é que o vai estrear, tem a grande desvantagem do preço, que numa altura como esta em que vivemos, é um factor a ter em alta consideração.

 

Comprar um carro usado é um bom negócio?

Em média, um carro desvaloriza 15% a 25%, daí que muitas pessoas prefiram comprar o carro dos seus sonhos com poucos anos, pois a probabilidade de ter um mau historial é menor e não estará tão desvalorizado, e portanto, uma solução equilibrada.



Mesmo não comprando carro novo, pode precisar de um crédito automóvel e para tal deve, como sempre, comparar propostas. Se comprar num stand, poderão lhe propôr um financiamento mas o certo é que o stand estando a funcionar como intermediário estará a ganhar uma comissão, pelo que o aconselhável é sempre ir ao seu banco, o que não impede de fazer uma simulação no stand, no seu banco e noutras intituições financeiras.



Ao fazer o crédito automóvel com o seu banco tem sempre a hipótese de negociar as condições, através da subscrição de produtos, como domiciliar o seu ordenado, aderir a um cartão de crédito, mas tenha atenção se vai ter mais despesas com estes serviços adicionais. Certifique-se se existem despesas de manutenção, quais as garantias exigidas, tudo deve ser levado em consideração na altura de comparar propostas.