Bancos contribuem para dados positivos da bolsa nacional

Os bancos têm dado um forte impulso à bolsa nacional, registrando cotações relevantes que não se registavam há cerca de um ano.

Bancos contribuem para dados positivos da bolsa nacional
Bolsa nacional com dados positivos também graças aos bancos
  • Os bancos têm vindo a ganhar terreno e levam o PSI-20 ao quinto dia de valorizações

As notícias desta terça-feira não podiam ser mais favoráveis para a bolsa nacional e os bancos têm um forte peso nisso. O BES, o BPI e o BANIF estão a marcar as subidas superiores a 3%. Estes valores, pelo  menos relativamente ao BES e ao BPI, são cotações que não eram alcançadas há mais de um ano por estas entidades. Notícia é também a Portucel que está em máximos desde 2007, com uma valorização de 1,87% que a leva a negociar nos 3,049 euros. Desta forma, é premente dizer que Lisboa está a liderar os ganhos na Europa.

Bolsa nacional com subida sustentada

Este comportamento positivo da bolsa nacional já se tem vindo a verificar há quatro sessões consecutivas. Segundo os especialistas, “o índice de referência da Bolsa de Lisboa soma 0,91% para os 6.852,99 pontos, renovando o valor mais alto desde Agosto de 2011. Na Europa, o índice Stoxx Europe 600 segue a ganhar 0,24%, reflectindo as subidas em torno de 0,50% de praças como Londres, Madrid, Milão e Frankfurt”.

Voltando à bolsa nacional, é destaque a importância que os bancos estão a ter na evolução positiva dos dados. O BES passa de 3,71% para os 1,174 euros, enquanto o BPI ganha 3,22% para 1,377 euros, depois de na passada segunda-feira ter chegado aos 5%. Estes são valores que não se verificavam desde Janeiro de 2013.

Por fim e referindo os restantes bancos, o BCP ganha 0,80% para 17,72 cêntimos, sendo que o Banif soma 3,67% para 1,13 cêntimos. A holding que controla o BES, o ESFG, está a soma 1,44% para 4,987 euros.