Bugatti Chiron a acelerar em terras alentejanas

Cristiano Ronaldo foi o primeiro português a fazer um test-drive ao novo Bugatti Chiron.

Bugatti Chiron a acelerar em terras alentejanas
Novo supercarro custa 2,4M€ (antes de impostos)

Muitas são as marcas de carros que já escolheram Portugal para fazer a apresentação mundial do novo modelo. Desta vez, a Bugatti decidiu testar a performance do novo Bugatti Chiron no nosso país. Entre Lisboa e o Alentejo, os convidados (na maior parte jornalistas de toda a parte do mundo) foram testar as capacidade em estrada do Chiron, com paragem obrigatória para almoçar/jantar no Hotel Land Vineyards, em Montemor-O-Novo (onde o E-Konomista os descobriu).

Os testes decorrem, em estrada aberta, por cidades como Lisboa, Sintra, Montemor-o-Novo e Évora, onde foi mesmo encerrado um troço da N2 para que este verdadeiro “monstro do asfalto” soltasse as rédeas. A apresentação da Bugatti arrancou em Março e termina durante o mês de Abril de 2017.

A marca francesa vai apenas construir 500 unidades do Bugatti Chiron, sendo que uma boa parte já está vendida. O primeiro português a experimentar o novo Bugatti Chiron foi Cristiano Ronaldo, que já tem na sua colecção de carros um Bugatti Veyron. Segundo a marca, o objectivo deste test-drive é ver o Chiron ser “testado e aprovado por um verdadeiro campeão”. Veja o teste em Madrid realizado pelo melhor jogador de futebol do mundo ao volante novo Bugatti Chiron.

Bugatti Chiron esvazia o depósito em apenas 9 minutos

O Bugatti Chiron tem como base o fabuloso Veyron, mas em termos de performance promete ainda mais. As linhas entre os dois modelos são parecidas mas os engenheiros da marca francesa seguiram o conselho de Ferdinand Piëch, o “padrinho” do Veyron: “Tornem-no melhor, em todos os sentidos.

O Bugatti Chiron vai custar 2,4 milhões de euros (antes de impostos), conta com uma potência de 1.500 cavalos e atinge os 420 km/h. Em termos de consumo, bastam 9 minutos a uma velocidade máxima de 420 km/h para o Chiron despejar o depósito de 100 litros. Números que impressionam, e ainda superam o Veyron, o seu antecessor, que a mais de 400 km/h gastava o depósito em 15 minutos.

É na melhoria do motor que se encontra a maior diferença entre os dois modelos da Bugatti. O motor W16 de 8 litros de cilindrada com quatro turbocompressores do Veyron passou dos 1.001 cavalos para os 1.500 cavalos. Enquanto, o binário máximo também aumentou dos 1.250 para os 1.600 Nm, entre as 2.000 e as 6.000 rpm.

Com estas alterações é óbvio que prestações deste Bugatti ficaram ainda melhores. O Bugatti Chiron vai dos 0 aos 100 km/h em menos de 2,5 segundos e dos 0 aos 200 km/h em 6,5 segundos. Para chegar aos 300 km/h bastam apenas 13,6 segundos. Apesar da velocidade máxima estar limitada eletronicamente aos 420 km/hora, o velocímetro assinala 500 km/hora.

Se tem curiosidade para ver estas”beldades” da indústria automóvel a circular em Portugal dê uma vista de olhos pelo muitos vídeos que circulam no Youtube sobre a apresentação do Bugatti Chironh. Deixamos-lhe o vídeo feito pelo jornalista do AutoCar em solo nacional ao volante do Chiron.

Veja também: