Burla a bancos para obtenção de créditos

O casal de burlões já foi detido pela Polícia Judiciária (PJ) do Porto, os quais vão ser presentes a primeiro interrogatório judicial para aplicação de medidas de coação pelo crime de burlas e falsificação de documentos para conseguir empréstimos.

Burla a bancos para obtenção de créditos

Um casal de 30 e 31 anos, emigrante na Suiça  foi detido pela Polícia Judiciária (PJ) do Porto por burlas e falsificação de documentos para conseguir empréstimos quando estava em Portugal, estando indiciado por crimes de burla qualificada e de falsificação de documentos na forma consumada.

Os residentes em Cucujães, Oliveira de Azeméis, trabalhavam como servente da construção civil e empregada fabril, não tinham antecedentes criminais, no entanto, lesaram quer cidadãos particulares como instituições de crédito.

Estas foram lesadas já que os suspeitos apresentaram documentos que supostamente, provavam a sua identificação para ter acesso a créditos para comprar "objectos de elevado valor pecuniário", segundo a PJ.

Alegadamente, os suspeitos apropriaram-se de documentos pessoais de terceiros que usaram para contrair créditos, havendo inclusivé registo da utilização fraudulenta de um bilhete de identidade a que os autores da burla alteraram a fotografia.

O casal foi hoje presente a tribunal de S. João da Madeira para interrogatório judicial e aplicação de medidas de coação.