PLANO DE SAÚDE MEDICARE - 6 mensalidades sem compromisso

Canábis reduz capacidade de reconhecimento

O consumo de canábis pode diminuir a dopamina produzida pelo cérebro e alterar o sistema de recompensa.

Canábis reduz capacidade de reconhecimento
A conclusão é de um estudo publicado recentemente na revista científica JAMA Psychiatry.

São muito falados e bem conhecidos os efeitos nefastos do consumo de canábis mas agora há mais um. De acordo com um novo estudo, o uso prolongado de canábis pode alterar a forma como as pessoas lidam com as conquistas. Em causa está a produção de dopamina. O estudo, publicado recentemente no jornal JAMA Psychiatry, revela que o consumo desta droga amortece a capacidade do cérebro reagir positivamente a recompensas.


Canábis altera a forma como lidam com as conquistas ou recompensas

O estudo realizado por um grupo de investigadores da Universidade de Michigan, nos Estados Unidos da América, determinou que existe uma relação direta entre a produção de dopamina pelo cérebro e o consumo de canábis. Segundo as conclusões do estudo, nos consumidores desta droga, verificou-se que a quantidade de dopamina produzida, pela parte do cérebro responsável pelas recompensas, vai diminuindo ao longo do tempo, afetando a forma como estas pessoas lidam com as conquistas.

Os investigadores conduziram o estudo em 108 jovens com cerca de 20 anos, durante quatro anos, tendo submetido os participantes a vários testes nos quais as respostas eram monitorizadas através de ressonâncias magnéticas. Os testes consistiam num jogo associado a recompensas monetárias. Os resultados mostraram que, nos consumidores de canábis, a quantidade de dopamina, também conhecida como a substância do prazer, diminuiu de forma gradual ao longo do tempo e que quanto maior fosse o consumo, menor era a capacidade de resposta às recompensas.

“Isso significa que algo que seria gratificante para a maioria das pessoas deixou de o ser para consumidores de canábis. O estudo sugere que o sistema de recompensa foi ‘sequestrado’ pela droga. Ou seja, eles precisam da droga para se sentirem recompensados”, explicou Mary Heitzeg, uma das autoras do estudo.

As conclusões do estudo indicam por isso que o uso de marijuana (ou canábis) está associado à diminuição da resposta neurológica durante a antecipação de recompensas. O estudo diz ainda que com o tempo, o uso desta droga pode alterar a forma como as pessoas lidam perante as conquistas ou recompensas, que por sua vez pode aumentar o risco de uso continuado de drogas e consequente dependência. 

Veja também: