Carros elétricos com ajuda direta de 2250 euros

Deixa de ser necessário entregar um carro usado com mais de uma década para abate para poder beneficiar desta medida.

Carros elétricos com ajuda direta de 2250 euros
Governo prevê que medida custe 2,25 milhões de euros

A proposta de apoio à compra de carros elétricos foi proposta pelo Ministério do Ambiente e deverá ser aprovada ainda no mês de novembro, avança o jornal Público. Ainda segundo o diário, a medida deverá custar ao Estado cerca de 2,25 milhões de euros, estando limitada a mil veículos.

“Neste momento está em ponderação a atribuição de 2 250 euros por veículo, até um máximo de mil veículos apoiados”, refere o gabinete de José Matos Fernandes ao Público. Prevê-se ainda que a medida entre em vigor no início do próximo ano, apesar da proposta de Orçamento do Estado para 2017 ser omissa em relação a este apoio.

Ao contrário do que tem vindo a acontecer – e acontecerá até ao final deste ano – a atribuição do apoio para compra de carros elétricos será feita depois da apresentação da fatura de compra à entidade gestora do fundo ambiental (até agora era necessária a entrega de um carro usado com mais de 10 anos.

É exatamente deste Fundo Ambiental que serão transferidos os apoios à compra de carros elétricos, já que é aqui que são reunidas as receitas dos Fundos de Intervenção Ambiental, do Fundo da Proteção dos Recursos Hídricos, do Fundo da Carbono e do Fundo para Conservação da Natureza e da Biodiversidade.


Veja também: