Quer receber a melhor informação sobre impostos ?

Inscreva-se já e receba todas as dicas e notícias atualizadas ao minuto.

Ao clicar concordo receber comunicações de marketing directo enviadas por e-konomista.pt e pelos nossos Parceiros

Enviar

Casais com salários desnivelados beneficiam com IRS conjunto

A comissão de reforma do IRS propõe que a regra passe a ser a tributação separada dos casais. No entanto, há alguns casos em que a entrega tem benefícios se for conjunta. Saiba quais.

Casais com salários desnivelados beneficiam com IRS conjunto
Saiba de que forma é mais rentável entregar a declaração do IRS

Segundo notícia avançada pelo Diário Económico, a entrega conjunta da declaração de IRS continua a ser mais favorável para casais que tenham salários desnivelados ou em que um dos membro esteja desempregado. Para o caso dos casais com rendimentos anuais idênticos, a entrega da declaração conjunta ou separada acaba por ser um pouco indiferente no competo geral.

No entanto, a comissão de reforma do IRS propõe que a regra passe a ser a tributação separada dos casais. Em declarações, os especialistas apoiam “a medida pela equiparação com o regime fiscal das uniões de facto e pelo facto dos casados, em regime de separação de bens que apresentarem tributação separada deixarem de ser responsáveis pelas dívidas fiscais do cônjuge”, alertando ainda para as “vantagens da simplificação com as declarações do IRS das categorias A (trabalho dependente) e H (pensões)”.

Luís Leon fiscalista da Deloitte, assume que "com a proposta da comissão, em que as deduções são por elemento do casal, não antevejo situações em que a tributação separada possibilite uma redução do IRS. Se um dos elementos do casal tiver rendimentos mais elevados que o outro, o IRS se for calculado separadamente é, por norma, mais elevado”, acrescentando ainda que “com a proposta da comissão, o que pode suceder é que um elemento do agregado pague um valor de IRS inferior ao valor da dedução a que tem direito se entregar declaração separada, mas o casal entregando conjuntamente conseguiria aproveitar a totalidade das deduções", conclui.


Veja também: