Casas em Portugal mais caras

Preço das casas sobe em todo país à exceção de duas regiões: Alentejo e Madeira.

Casas em Portugal mais caras
Lisboa lidera este ranking.

Estatísticas relativas ao segundo trimestre de 2016 mostram que o preço das casas em Portugal subiu 5,4% em relação ao trimestre anterior. As regiões do país que fugiram à regra foram o Alentejo e a Madeira. Nessas zonas o preço desceu 3,3%.

Em virtude deste aumento, foi calculado o preço médio por metro quadrado de cada casa: 1.187 euros.

Ora, de acordo com estes dados, Lisboa continua a ser a região mais cara para morar. A capital portuguesa vê o preço das casas subir 6%, registando agora um preço por metro quadrado de 1.451 euros.
Logo atrás, em segundo lugar na lista das regiões mais caras de Portugal para comprar casa, aparece o Algarve. O preço por metro quadrado na região algarvia ronda os 1.361 euros, subindo 4% o seu valor.

Também nas regiões norte e centro a tendência foi igualmente para uma inflação de preços. Relativamente ao norte, o aumento traduziu-se em 2%. O preço por metro quadrado situa-se agora nos 907 euros. Quanto à região centro o preço ronda os 948 euros, aumentando o seu valor de mercado 1,9%.

Não obstante os preços na Madeira e Alentejo terem caído, as regiões continuam a ocupar o terceiro e quarto lugar da tabela, respetivamente. Na região da Madeira, as casas custam em média 1.102 euros por metro quadrado e na região do Alentejo apenas menos 1 euro.

No que aos distritos diz respeito, o maior aumento do preço das casas foi em Lisboa com valores na ordem dos 9,1%. Em segundo lugar aparece Castelo Branco com 6,7% e em terceiro Faro com 4%. 
Já a maior queda aconteceu na Madeira (3,3%), seguida por Viana do Castelo (3%) e Setúbal (1,1%), por esta ordem.

Observando o fundo da tabela, Santarém, Braga e Castelo Branco são os distritos com os preços mais baixos.
A Imobiliária Idealista, autora deste estudo, analisou 40.926 anúncios entre 15 de abril e 15 de junho de 2016 para conseguir obter estes resultados.
Decore a sua nova casa como sempre idealizou, sem complicações financeiras >>
Veja também: