Castro Verde classificado como Reserva da Biosfera da UNESCO

Apesar de já existirem 11 classificações desta natureza, Castro Verde é a primeira a Sul do rio Tejo.

Castro Verde classificado como Reserva da Biosfera da UNESCO
É a primeira reserva classificada a Sul do Tejo

O anúncio foi feito pelo próprio município, que informou que o concelho de Castro Verde, no Alentejo, é um “ecossistema humanizado de alto valor natural”, tendo sido, por isso mesmo, classificado como Reserva da Biosfera da UNESCO.

Castro Verde é a 11ª Reserva da Biosfera da UNESCO de Portugal

alentejo

A candidatura de Castro Verde foi aprovada em Paris pelo Conselho Internacional de Coordenação do Programa O Homem e a Biosfera da UNESCO, que pretende classificar áreas territoriais de proteção dos recursos naturais.

Para a Câmara de Castro Verde, “o galardão da UNESCO é sinónimo de diferenciação pela qualidade e pela excelência e confere todo um potencial de divulgação e visibilidade mundial” ao concelho.

Castro Verde é um ecossistema “onde a compatibilização da atividade agrícola com a conservação da paisagem e da natureza se tem traduzido na manutenção da maior área da estepe cerealífera, criada por práticas centenárias de uma agricultura extensiva, que levou à formação de um riquíssimo mosaico de habitat” e conta com aves como o sisão, o peneireiro-das-torres e até a abetarda.

Na Rede Mundial de Reservas da Biosfera da UNESCO de que Castro Verde faz agora parte entram também o Paul do Boquilobo, as Berlengas, Santana, as ilhas do Corvo, das Flores, da Graciosa e Fajãs de São Jorge, as reservas do Gerês, da Meseta Ibérica e do Tejo.

Veja também: